A tuberculose bovina e a forma comum de transmissão

A tuberculose bovina é uma doença que ocorre em praticamente todo o mundo, sendo a América do Sul um dos locais de maior incidência

A tuberculose bovina e a forma comum de transmissão   VetProfofissional

A tuberculose bovina é uma doença que ocorre em praticamente todo o mundo, sendo a América do Sul um dos locais de maior incidência. No Brasil o problema é preocupante e se constitui em um grave problema de saúde pública. Os principais prejuízos causados pela tuberculose são a diminuição da produção de leite e de carne e a perda de animais que, dependendo do sistema de produção, pode ser disseminada rapidamente entre o rebanho, explica o Prof. Leonardo Cotta Quintão, Médico Veterinário especialista em Pecuária Leiteira, Mestre em Nutrição de Bovinos de Leite. Por apresentar sinais comuns de várias enfermidades, a identificação dessa doença exige métodos complementares.

A tuberculose apresenta um aspecto que a torna muito importante, pois o animal, por um longo tempo, não apresenta os sintomas da doença, mesmo quando crônica. Os sinais clínicos só são percebidos quando a doença já se encontra em estágio avançado, porém, nessa fase, muitos outros animais já poderão estar infectados, e até mesmo o homem.

Os sintomas mais comuns da tuberculose são:


- Emagrecimento progressivo;
- Seletividade ao se alimentar;
- Mais lerdos; e
- Queda na produção de leite.

Transmissão da Tuberculose


A transmissão da tuberculose ocorre quase exclusivamente pela inalação de gotículas infectadas de animais doentes. Pode ocorrer também por ingestão, principalmente pelos bezerros, através do leite, quando estão mamando em vacas contaminadas. Portanto, essa doença se dissemina mais facilmente em rebanhos, pois os animais são mantidos mais agrupados, em estábulos, onde não entra luz solar e a umidade é mais alta.

A tuberculose bovina pode ser transmitida para o homem através do contato direto na lida com os animais (tratadores e veterinários); e através da ingestão do leite e de carnes cruas. Como não há tratamentos e nem vacina para essa doença, o seu controle ocorre identificando os animais contaminados o mais precocemente possível.

Esses animais devem ter o lado esquerdo da face marcado com a letra P; o órgão de fiscalização agropecuária do estado deve ser notificado; e os animais devem ser sacrificados o quanto antes. O exame para detecção da tuberculose é realizado in loco por um veterinário credenciado para realização do teste.


Aprenda mais sobre esse assunto no Curso on-line Como Implementar o Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite para Atender à IN 77 do VET Profissional, com o Prof. M. Leonardo Cotta Quintão, Médico Veterinário especialista em Pecuária Leiteira, Mestre em Nutrição de Bovinos de Leite pela Universidade Federal de Viçosa. O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Receba Mais Informações