Anestesias para animais

A anestesia é fundamental na realização de qualquer procedimento cirúrgico em animais

Anestesias para animais   Artigos VetProfissional

Para realizar a limpeza de dentes, castração, cirurgia ortopédica ou qualquer outro procedimento cirúrgico, os animais precisam de ser anestesiados. O anestésico será o responsável por garantir que o animal não sinta dor, além de deixa-lo inconsciente por todo o procedimento, evitando que ataquem o veterinário.

Luís Eugênio Franklin Augusto, Médico Veterinário e professor do VET Profissional, que é Mestre em Medicina Veterinária, explica que "a anestesia é um processo que envolve várias etapas: o paciente deve ser examinado previamente e é necessário consultar o médico veterinário e o proprietário do animal sobre qualquer histórico anestésico".

Por conta disso, é fundamental observar as reações a ela, haja vista que, assim como em humanos, há riscos de que algum efeito indesejável ocorra pelo fato de que cada animal recebe a anestesia de uma maneira.

É preciso saber que há para cães e gatos as anestesias inalatórias ou injetáveis, gerais ou locais:


- Anestesia geral

Esse tipo de anestesia provoca a perda de consciência do animal ou sono artificial, com atuação de forma analgésica, evitando temporariamente a percepção dolorosa e proporcionando um relaxamento aos músculos.

- Anestesia local

A anestesia local tem ação apenas no local escolhido, bloqueando impulsos nervosos desse local a ser operado, porém, sem o efeito da perda de consciência do animal.

- Anestesia inalatória

Essa forma de anestesiar é mais segura do que a injetável, devido ao fato de não precisar ser metabolizada pelo organismo para agir. É aplicada submetendo o animal à inalação do anestésico, proporcionando um pós-operatório mais tranquilo, pois o animal já começa a voltar quando é retirado dela e volta a respirar o ar puro. Para sua aspiração, é necessário entubar o animal e a presença do anestesista é fundamental, com um aparelho específico para isso. Ainda permite um controle em relação à intensidade da anestesia, podendo ser aumentada ou diminuída à medida que o procedimento avança ou termina. Também é mais segura para o coração e mais indicada para animais idosos ou cardiopatas. O que dificulta um pouco o uso dessa anestesia são os custos elevados e a necessidade de uma aparelhagem para que ela seja aplicada.

- Anestesia injetável

Com aplicação intramuscular ou intravenosa, esse tipo de anestesia é o mais usado na medicina veterinária, por conta do seu baixo custo e por não necessitarem de aparelhos específicos. O médico determina qual será o medicamento utilizado, mas, na maioria das vezes, utiliza-se mais de um de uma só vez. Para animais mais idosos ou cardiopatas há uma certa depressão cardiorrespiratória.


Aprenda mais sobre esse assunto na área Anestesiologia Veterinária do VET Profissional, com o Prof. M. Luís Eugênio, Mestre em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Fonte: Pet Love – petlove.com.br
por Renato Rodrigues

Receba Mais Informações