Avaliação ginecológica em vacas: por que fazer?

A ultrassonografia, tanto relacionada a vacas de corte quanto de leite, possibilita uma avaliação ginecológica mais precisa, executando exames de fêmeas para protocolos de IATF e TETF

Avaliação ginecológica em vacas: por que fazer?   Artigos VetProfissional

A ultrassonografia em reprodução animal, tanto relacionada a bovinos de corte quanto de leite, possibilita uma avaliação ginecológica mais precisa, executando exames de fêmeas para protocolos de IATF (inseminação artificial em tempo fixo) e TETF (transferência de embriões em tempo fixo).

“A ultrassonografia também pode ser utilizada para diferentes biotécnicas reprodutivas, como aspiração folicular para a produção de embriões in vitro e clonagem. O diagnóstico precoce de gestação é tido como uma das maiores vantagens da ultrassonografia mediante a reprodução de bovinos”, explica Prof. Carlos Pellegrino, do VET Profissional.

As imagens ultrassonográficas oferecem com maior precisão dados sobre sexagem fetal, diagnóstico de patologias da reprodução e acompanhamento do terço inicial da gestação para constatação de perdas embrionárias.

A ultrassonografia em fêmeas não gestantes (vazias) possibilita:


• Avaliação, constatação e análise de imagens de estruturas reprodutivas perceptíveis ao ultrassom.
• Avaliação completa do exame ginecológico relacionado ao status reprodutivo do animal, através de:
- Critérios de avaliação da atividade ovariana (desenvolvimento folicular ou presença de corpo lúteo).
- Critérios para protocolos hormonais de sincronização de ovulação (IATF/TETF).

A forma arredondada, anecoica e esférica dos folículos mostram, devido ao acúmulo de líquido local, as diferentes fases de desenvolvimento folicular.


Ultrassonografia de ovários bovinos, mostrando imagens de folículos (anecoicos) VetProfissional

Já nas imagens ultrassonográficas abaixo, de corpos lúteos, observam-se estruturas acinzentadas, com ecogenicidade mais homogênea.


Ultrassonografia de corpo lúteo (A)   Artigos VetProfissionalFoto: Ultrassonografia de corpo lúteo.
Útero em corte longitudinal transversal VetProfissionalFoto: Útero em corte longitudinal transversal VetProfissional

Observação:


Em algumas imagens de corpos lúteos também podem ser visualizadas presenças de cavidades que são resquícios de um antro presente no folículo pré-ovulatório.

A partir do entendimento das avaliações de estruturas ovarianas, assim como da condição uterina do animal, podem ser formados critérios do status reprodutivo da fêmea, determinando-as como ciclando ou não ciclando.

Aprenda mais sobre o assunto na Disciplina - Ultrassonografia na Avaliação Ginecológica: Fêmeas Gestantes e Não Gestantes - disponível na Área VET Profissional, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Receba Mais Informações