Aves em estado crítico: o que o veterinário deve fazer?

As aves quando chegam em clínicas, geralmente, já estão em estado crítico. Diferentes de cães e gatos, elas mascaram os sinais clínicos, impossibilitando a percepção da doença até que ela se agrave

Aves em estado crítico: o que o veterinário deve fazer?    Artigos VetProfissional

As aves quando chegam em clínicas, geralmente, já se encontram em estado crítico. “Elas são pacientes diferentes, não são como os cães e os gatos, porque mascaram os sinais clínicos de doenças. Devido a isso, os seus responsáveis normalmente não percebem quando elas começam a adoecer e a doença se agrava”, explica Letícia Bergo Coelho Ferreira, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestra em Morfofisiologia dos Animais Domésticos e Selvagens.


Normalmente, as aves chegam a uma clínica devido a:

• Distúrbios metabólicos avançados, e ou
• Acidentes.

- Distúrbios metabólicos
Os distúrbios metabólicos ocorrem devido a manejos errados nos cativeiros. Esses manejos incorretos perduram, muitas das vezes, por longos períodos, até anos, o que piora a situação. Podemos citar como exemplo, os distúrbios relacionados à nutrição, causados por alimentação inadequada.

- Acidentes
Os acidentes podem acontecer qualquer hora, inclusive com as aves. Uma queda com fratura, uma torção, uma lesão nos olhos, bico, tronco, asa, intoxicação, envenenamento, ataque de predadores, ataque de outros animais, brigas, etc. Esses acidentes, geralmente, causam traumas e lesões devido ao choque físico que, além de dor e desconforto, causam choque emocional pelo estresse do momento do acidente.


Como abordar uma ave em estado crítico

As aves são animais com alta taxa metabólica, principalmente as de pequeno porte. E todas demandam de muito oxigênio para sobreviver. São animais que não possuem volume residual de oxigênio nos pulmões, dependendo do fluxo contínuo de oxigênio pelo corpo. Qualquer manipulação ou situação que impeça o fluxo de ar pelo corpo causa grande estresse. O próprio exame clínico em uma ave que se encontra em estado crítico, pode fazer com que a ave desenvolva uma parada cardíaca, devido ao estresse da manipulação.

O Veterinário, percebendo a possibilidade de manipulação da ave para um exame mais detalhado, deve desistir do procedimento, além de qualquer tentativa de contenção da paciente. O procedimento correto, nessa situação, é iniciar os passos para estabilização.

Nem sempre a estabilização é simples, por que envolve quatro pontos importantes. São eles:

Estabilização de aves em estado crítico     Artigos VetProfissional

 


Aprenda mais sobre esse assunto na área Clínica e Manejo de Animais Silvestres e Pets Exóticos do VET Profissional, com a Prof.ª M.ª Letícia Bergo Coelho Ferreira, Mestra em Morfofisiologia dos Animais Domésticos e Selvagens. O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Receba Mais Informações