Aves híbridas: qual sua importância na avicultura atual?

Na avicultura atual, não se trabalha com raças puras. As aves puras são usadas indiretamente, em cruzamentos altamente planejados por geneticistas, tendo em vista a obtenção de linhagens melhoradas

Aves híbridas: qual sua importância na avicultura atual?

É importante para o Médico veterinário conhecer as raças e as características das aves, pois os cruzamentos provenientes dessas raças foram responsáveis pelo melhoramento genético e pela formação, ao longo dos anos, da base de nossa avicultura industrial e caipira.

Na avicultura atual, não se trabalha com raças puras. “As aves puras são usadas indiretamente, em cruzamentos altamente planejados por geneticistas, tendo em vista a obtenção de linhagens melhoradas”, explica Marcelo Dias da Silva, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Mestre em Agroquímica e Doutor em Zootecnia.

Observe que nenhuma das “raças de híbridos” são raças puras, mas fruto de cruzamentos e melhoramentos genéticos.

Quando o produtor adquire um lote de híbridos industriais para corte ou postura, os animais são precedidos por um manual, pois, acima de tudo, trata-se verdadeiramente de um produto industrial.

Dessa forma, a cada ano, e de acordo com as demandas do comércio, as empresas lançam uma nova linhagem de híbridos classificada por um número diferente da versão anterior, tanto para aves de postura quanto para frangos de corte.

É necessário realizar diversos cruzamentos específicos até se chegar às matrizes que serão comercializadas para granjas multiplicadoras, nas quais serão gerado o frango de corte ou os pintinhos destinados às granjas de poedeiras.

A dependência de produtos geneticamente qualificados, desenvolvidos em países estrangeiros, gerou grande polêmica quanto à segurança nacional, no âmbito do agronegócio brasileiro, nos anos de 1960 e início de 1970. Foi assim que o Brasil passou a desenvolver linhagens próprias, a partir de material importando, entre 1970 a 1990.

Essa iniciativa contou com a participação de empresas e centros de pesquisa, tais como: Granjas Guanabara, Granja Resende, Sadia, Perdigão, Embrapa Suínos e Aves e universidade públicas brasileiras, a exemplo da Universidade Federal de Viçosa - UFV.

Atualmente, dois grandes grupos controlam a produção de material genético no mundo através de diversas marcas adquiridas ao longo do tempo em um mercado transnacional. Boa parte do melhoramento genético é feito em um reduzido número de centros exclusivamente destinados a esse fim.


Aprenda mais sobre esse assunto na área Aves Domésticas – Produção e Principais Doenças do VET Profissional, com o Prof. Dr. Marcelo Dias da Silva, Doutor em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa e Mestre em Agroquímica também pela Universidade Federal de Viçosa. O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Receba Mais Informações