Cirurgia veterinária: impactação e abscedação do Saco Anal

Os sacos anais são estruturas localizadas próximas ao ânus de cães e gatos

Cirurgia veterinária: impactação e abscedação do Saco Anal   VetProfissional


A estrutura chamada de saco anal está presente em todos os cães e gatos e cada um possui duas dessas estruturas. Não são visíveis externamente e ficam localizadas na lateral do ânus desses animais. Formando uma espécie de bolsa, dentro de cada saco há duas glândulas, denominadas adanais ou glândulas do saco anal. Elas podem, seja por alterações físicas ou orgânicas, impactar, infeccionar ou abscedar.

- Impactação
Decorrente do endurecimento do conteúdo presente nas glândulas, o que impede que a secreção seja eliminada fisiologicamente, acumulando conteúdo no saco anal e gerando dores e incômodos. A impactação pode ser proveniente de alterações na consistência das fezes ou de flacidez na musculatura do local, observada em cães mais velhos.

- Infecção
Ocorrem quando há contaminação ascendente de fezes ou ambiente, para dentro do saco anal.

- Abscedação
Decorrente de impactos crônicos ou abcessos no local, que provocam o rompimento do saco anal.

Sinais clínicos das lesões no saco anal


A depender da causa da lesão, os sinais clínicos podem variar. A impactação pode promover um aumento do ato de lamber o local. Ainda, os cães podem esfregar o ânus no chão e sentir dores ao defecar, sendo perceptível um aumento de volume no local de um ou dos dois lados.

A infecção, além dos sinais mencionados, também pode provocar o surgimento de secreção amarelada e sanguinolenta drenando dos canais externos, principalmente quando há manipulação. Tanto na impactação quanto na infecção, a lambedura em excesso pode provocar a formação de dermatite piotraumática no local.

Quando há abscedação, em um ou nos dois lados, o cão apresenta tanto drenante ou ferida, quanto presença de pus, sangues ou crostas. Além da dor, pode provocar também febre, perda de apetite e apatia.

Diagnóstico


O diagnóstico é feito a partir da observação e manipulação do local por um veterinário, a fim de verificar o volume dos sacos anais e se o cão sente dor.

Tratamento


De acordo com a forma como se manifesta, o tratamento é variado. Quando há impactação, é preciso drenar o conteúdo glandular que, dependendo da consistência e do grau de impactação, deverá ser feita com o cão anestesiado. A mudança na dieta do animal também faz parte do tratamento também auxiliam cães com problemas no saco anal.

Para pacientes infeccionados, a drenagem também é necessária e o animal deverá fazer uso de antibióticos sistêmicos. Em casos de abscedação, deve-se limpar o local e aplicar antibióticos tópicos, entre outros medicamentos. No processo de cicatrização, compressas mornas podem ser aplicadas no local, além do uso do colar elisabetano para que o animal não interfira no processo.

A cirurgia de remoção somente é indicada em pacientes que apresentem recidivas frequentes. O procedimento recebe o nome de saculectomia e pode predispor o animal a incontinência fecal, devendo ser indicada somente por um veterinário.

A professora do VET Profissional, Kelly Cristine de Sousa Pontes, Médica Veterinária, Mestre e Doutora em Oftalmologia Veterinária, ressalta que "cada cirurgia requer detalhes que fazem a diferença na recuperação dos pacientes, bem como nos resultados alcançados".


Aprenda mais sobre esse assunto na área Cirurgia de Cães e Gatos do VET Profissional, com a Prof.ª Dr.ª Kelly Cristine de Sousa Pontes, Pós-doutora em Medicina, na área de Oftalmologia e Oncologia, pela Leiden University – Holanda e Doutora em Cirúrgicas e Anestésicas Aplicadas aos Animais, pela Universidade Federal de Viçosa. O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!


Fonte: Maricy Alexandrino para Clinipet – Clínica Veterinária – Disponível em: <clinipet.com/Artigo/listar/glandulaanal>
por Renato Rodrigues

Receba Mais Informações