Cirurgias veterinárias intestinais: enterotomia, enterectomia e enteroanastomose

Saiba o que são esses conceitos relacionados a procedimentos cirúrgicos no intestino de animais

Cirurgias veterinárias intestinais: enterotomia, enterectomia e enteroanastomose   Artigos VetProfissional


Depois de conhecer a uretrostomia, apresentamos três novas técnicas de cirurgia no intestino de animais: a enterotomia, a enterectomia e a enteroanastomose. "A princípio os nomes podem parecer difíceis, mas elas dizem respeito a procedimentos relativamente simples para o médico veterinário e que, de certa forma, se complementam", afirma Kelly Cristine de Sousa Pontes, professora do VetProfissional.

Quando algum animal apresenta problema intestinal, os sinais clínicos mais comuns são:


- Náuseas;
- Anorexia;
- Inquietação;
- Depressão;
- Dor abdominal;
- Distensão abdominal;
- Vômitos, entre outros.

Para resolver alguns problemas intestinais, o médico veterinário deverá realizar um procedimento cirúrgico. A enterotomia consiste em uma incisão no intestino. Esta técnica pode receber ainda o nome da porção anatômica que está sendo abordada como pilorotomia, duodenotomia, jejunotomia, cecotomia, colostomia.

Já a enterectomia é a remoção de um segmento do intestino. Esta técnica deve ser empregada quando o comprometimento da lesão na parede intestinal for de aspecto irreversível. A enteroanastomose, por sua vez, diz respeito ao reestabelecimento da continuidade entre as extremidades rompidas.

Os procedimentos cirúrgicos realizados no intestino dos animais são indicados em casos onde há obstrução por corpos estranhos ou massas, traumatismos como perfurações ou isquemia, posicionamentos errados, infecções e procedimentos diagnósticos ou de suporte, como a biópsia, cultura, citologia e sondas alimentares.

Todas essas técnicas cirúrgicas apresentam vantagens e desvantagens. Porém, ainda que apresentem divergências, se realizadas por veterinários competentes e que cumpram a rigor os princípios cirúrgicos, qualquer uma delas pode ser bem-sucedida. Esses procedimentos exigem técnicas específicas, sendo fundamental que o médico veterinário esteja atento a todo o processo, pois cada detalhe faz a diferença na recuperação dos animais, bem como nos resultados alcançados.

Aprenda mais sobre Enterotomia, Enterectomia e Enteroanastomose, na Disciplina Cirurgia de Cães e Gatos, disponível no VetProfissonal, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Fontes: Faculdade de Zootecnia, Veterinária e Agronomia – PUCRS – Cirurgia Veterinária II
Consulta Dog Vet – consultadogvet.wordpress.com
por Renato Rodrigues

Receba Mais Informações