Coleta de embriões de éguas: por que realizar esse procedimento?

A coleta e transferência de embriões é uma biotecnologia utilizada para melhorar a eficiência reprodutiva em equinos, visando à produção de mais animais ao ano

Coleta de embriões de éguas: por que realizar esse procedimento?

A coleta e transferência de embriões é uma biotecnologia utilizada para melhorar a eficiência reprodutiva em equinos, visando à produção de mais animais ao ano, uma vez que na reprodução natural é produzido apenas um potro ao ano.

Essa técnica, além de melhorar a produção, permite também a seleção de animais de genética superior”, explica Maria Gazzinelli, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestre e Doutora em Zootecnia, Reprodução Animal.

A coleta e transferência de embriões é a segunda biotécnica mais utilizada na reprodução de equinos. É largamente empregada, pois a gestação natural de uma égua é longa, aproximadamente 330 dias, e resulta em um potro por ano.

Por meio da biotécnica reprodutiva é possível produzir de dois a cinco potros, ou até é mais, por égua. Trata-se de uma das estratégias utilizadas para melhoramento genético da espécie.

A coleta dos embriões é feita entre o 6° e 10° dia após ovulação, já que a migração do embrião passando pelas trompas de falópio em direção ao útero ocorre em torno de 5 dias e meio após a ovulação.

Entretanto, a definição do dia para a coleta depende de alguns fatores, entre eles:

- A finalidade do embrião: se será transferido diretamente para uma receptora ou se será criopreservado.

- A qualidade do sêmen: se o sêmen utilizado estava congelado, fresco ou resfriado.

- A idade da égua: em animais mais velhos recomenda-se fazer a coleta no 9° ou 10° dia após a ovulação.

- A sanidade da égua: em fêmeas com endometrite opta-se por fazer a coleta de embriões por volta do 6° dia após a ovulação.


Aprenda mais sobre esse assunto na área Reprodução Equina do VET Profissional, com os professores: Prof.ª Dr.ª Maria Gazzinelli, Mestre e Doutora em Zootecnia, Reprodução Animal, pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), especialista em equinos; Prof. Dr. Márcio Menezes, Mestre em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Viçosa, especialista em foliculogênese e endocrinologia do estral, análises hormonais, criopreservação de sêmen, inseminação artificial e transferência de embriões equinos; Prof.ª Dr.ª Bruna de Freitas, Mestre e Doutora em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Viçosa, especialista em fisiopatologia da reprodução animal, ginecologia e andrologia animal e biotécnicas aplicadas à reprodução animal. O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Receba Mais Informações