Dermatite canina: saiba tudo sobre essa doença

Doença muito comum em animais, a dermatite provoca coceiras, vermelhidão e feridas

Dermatite canina: saiba tudo sobre essa doença   Artigos VetProfissional


Um dos problemas mais comuns em pets é a dermatite canina. De forma resumida, a dermatite é uma doença na pele do animal, que provoca coceira, vermelhidão e o surgimento de pequenas feridas. Um dos exemplos mais conhecidos dessa doença é a sarna, mas também há outros como a micose e a escabiose.

Gustavo Carvalho Cobucci e Rodrigo Horta, professores do VetProfissional, afirmam que a dermatite, apesar de poder aparecer no animal de várias formas, todas elas possuem sintomas que são comuns.

Essa doença pode surgir e ser temporária ou se tornar crônica. Incomodam muito os animais e costumam aparecer entre três meses de seis anos de idade. A boa notícia é que a prevenção pode ser feita de várias formas, além de existir cura para ela.

Os causadores dessa doença podem ser encontrados dentro de casa, como produtos de limpeza que podem provocar reações alérgicas nos animais, bactérias pela falta de higienização e até má alimentação.

Qual raça pode contrair a dermatite?


Ainda que todas as raças possam contrair a dermatite canina, algumas estão mais propensas a ela, como Boxer, Poodle, Pug, Lhasa Apso, Golden Retriever, Schnauzers, Bulldogs, Shar Pei, Dálmata, Beagle, Pastor Belga, Pastor Alemão, Shi-Tzu, Labrador e variações de Terriers, como Scotch Terriei, Boston Terrier e West Highland White Terrier.

Quais são os agentes causadores da dermatite?


Além de fungos e micoses, também é possível contrair dermatite a partir de picadas de pulgas e contato com produtos químicos. Ainda, problemas hormonais e psicológicos também podem contribuir para a ocorrência da dermatite.

Também há outros agentes, que estão dentro da sua casa: ácidos, borrachas, cigarros, conservantes, corantes, fibras sintéticas, detergentes, inseticidas, produtos feitos à base de petróleo, produtos de limpeza, sabonetes, solventes, plásticos, pólen e até perfumes.

Quais são os principais sintomas dessa doença?


Por surgir na pele, a coceira e vermelhidão são os principais sintomas da dermatite. Também podem surgir feridas e lesões, bem como queda de pelo em regiões específicas. Em outros casos, secreção nos olhos, perdas constantes de pelos, pele coberta com crostas e machucados e infecções no ouvido são alguns dos sintomas. Em qualquer um desses casos é preciso levar seu animal a um veterinário.

Como é o tratamento?


Por poder ser causada por diversos agentes, cada um exige um tratamento específico. Somente o veterinário será capaz de diagnosticas e determinar a melhor forma para curar o animal da dermatite. Na maioria dos casos, o tratamento é simples e não exige muitas complicações.

Como prevenir a dermatite?


Para evitar reações alérgicas, mantenha sempre o ambiente limpo, ventilado e higienizado. Escove a pelagem do seu animal e ofereça uma alimentação balanceada e adequada para ele. Além disso, deixe os produtos que podem causar alergia em seu animal (de limpeza, perfumes, entre outros) bem longe, para que os animais não tenham contato com eles.

Aprenda mais sobre Dermatite canina na Disciplina Clínica Médica de Cães e Gatos, disponível no VetProfissonal, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Fonte: Canal do Pet – Saúde – canaldopet.ig.com.br
por Renato Rodrigues

Receba Mais Informações