Doença de maior impacto no sistema de produção de leite? A Mastite!

A importância da mastite no sistema de produção está relacionada à diminuição da produção e qualidade do leite, perdas econômicas para a indústria leiteira e inviabilidade da pecuária leiteira

Doença de maior impacto no sistema de produção de leite? A Mastite!   VetProfissional


 

A real importância da mastite no sistema de produção de leite está relacionada a três fatores:
• Trata-se da doença de maior impacto direto na diminuição da produção e qualidade do leite.
• Causa enormes perdas econômicas para a indústria leiteira.
• Inviabiliza a atividade dos produtores pecuaristas.

Por isso, é fundamental que o médico veterinário conheça as características da doença, bem como quais são as novidades que estudos e pesquisas já realizados sobre a mastite revelam.

No ano de 2015, por exemplo, a produção de leite no Brasil foi de 35 bilhões de litros, o que colocou o Brasil em quinto lugar no ranking mundial dos produtores de leite. Esse fato comprovou a importância econômica da atividade leiteira nacional.

Observe, no gráfico, informações sobre as perdas econômicas associadas à ocorrência da mastite nos rebanhos brasileiros, em bilhões de litros por ano:


Perdas econômicas associadas à ocorrência da mastite nos rebanhos brasileiros

Segundos dados da EMBRAPA, as perdas estimadas em função da mastite estão entre 12% a 15% da produção total, ou seja, cerca de 4,2 a 5,2 bilhões de litros por ano. Nesse sentido, é possível perceber o grande impacto da ocorrência de mastite no rebanho para a pecuária leiteira.

Aprenda mais sobre Controle de Mastite e Melhoria da Qualidade do Leite no Curso Online Clínica Médica de Bovinos, disponível no VetProfissonal, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Receba Mais Informações