Esterquia: aproveitamento de resíduos e dejetos produzidos em fazendas

No meio rural, muitos dos dejetos produzidos podem ser reaproveitados e utilizados como adubo na própria plantação

Esterquia: aproveitamento de resíduos e dejetos produzidos em fazendas   Artigos VetProfissional

No meio rural, muitos dos dejetos produzidos podem ser reaproveitados e utilizados como adubo na própria plantação. As técnicas da compostagem, fossa séptica e esterqueira, por exemplo, são importantes soluções para incorporar os dejetos de forma ecológica e sensata a favor da propriedade rural.

“Cada uma desses processos tem sua indicação e especificidade, cabendo a um técnico identificar a melhor solução”, explica Prof. Marcelo Dias da Silva, do VetProfissional. Portanto, é essencial que o médico veterinário, como agente sanitário, oriente o produtor rural sobre todas as possibilidades de aproveitamento de resíduos e desejos produzidos em sua propriedade. Com isto, o produtor rural obtém benefício financeiro e, ainda, preserva o meio ambiente.

Oportuno, nesse momento, falar da esterqueira, que nada mais é que o aproveitamento do material liquefeito gerado, por exemplo, em currais. Entre os benefícios dessa prática, destacam-se:


- Evita que dejetos de animais sejam lançados direto na natureza;
- Evita moscas, mau cheiro, entre outros;
- Armazena dejetos e os fermenta, evitando percolação e produzindo fertilizante;
- O processo de fermentação destrói a maioria dos germes causadores de doenças.

A montagem da esterqueira consiste em:


- Escavar o chão dimensionando-o de acordo com o número de animais;
- Impermeabilizar o local escavado usando geomembrana com 0,8 mm de espessura, resistente ao sol e aos agentes químicos.

Como ocorre o processo da esterquia?


- São formadas fases: os materiais sólidos decantam, e o líquido fica no meio e a gordura fica na superfície;
- Deve-se agitar e misturar, revolvendo e adicionando oxigênio à mistura, o que vai favorecer as bactérias que vão degradar o material orgânico;
- Deve haver um período de cerca de 120 dias para fermentação do material.

Após curtição, o material pode ser usado para adubar milharal, canavial, entre outros, utilizando caminhão tanque de esterqueira.

Curiosidade


Em mil quilômetros de esterco bovino curtido, há:

- 155 kg de sulfato de amônia,
- 100 kg de fosfato natural, e
- 40 kg de cloreto de potássio.

O produtor rural paga caro por esses produtos, que são usados como adubo, sendo que ele tem todos esses elementos em sua propriedade.

Aprenda mais sobre compostagem de dejetos nas propriedades rurais na disciplina 7 - Fossa séptica, compostagem e esterquia - disponível no VetProfissonal, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Receba Mais Informações