Estudando farmacodinâmica? Conheça seus conceitos básicos

Farmacodinâmica é o estudo das alterações bioquímicas ou fisiológicas causadas no organismo pelos fármacos

Estudando farmacodinâmica? Conheça seus conceitos básicos   Artigos VetProfissional

Farmacodinâmica é o estudo das alterações bioquímicas ou fisiológicas causadas no organismo pelos fármacos. A resposta decorrente dessa ação é o efeito do medicamento. “Para entender a diferença entre absorção local e absorção sistêmica serão apresentados dois medicamentos utilizados na pele do animal para controle de pulga e carrapato e suas diferenças”, explica Profa. Waleska Dantas, do VET Profissional. São eles:

• Frontline spray

» Controla apenas pulga e carrapato.
» É colocado no meio externo do animal.
» Absorção exclusivamente local.

Ao banhar todo o animal com a solução spray, o princípio ativo será absorvido apenas nas glândulas sebáceas e vai sendo liberado diariamente conforme a gordura da pele. 

• Advocate: absorção sistêmica

» Controla pulga, carrapato e vermes.
» É colocado em linha reta no dorso do animal.
» Absorção sistêmica.

O princípio ativo se encontra no veículo oleoso, sendo absorvido sistemicamente. Será absorvido nas células da epiderme, derme e hipoderme, alcançando a corrente sanguínea, sendo distribuído por todo o corpo do animal.

- Receptores


São componentes do organismo com os quais o agente químico presumivelmente interage. Existem três características que reforçam a existência dos receptores para a ocorrência das ligações:

• Alta potência.
• Especificidade química.
• Especificidade biológica.

Os receptores são sempre os alvos para ação dos medicamentos, sendo macromoléculas proteicas com a função de enzimas, moléculas transportadoras, canais iônicos, receptores de neurotransmissores e ácidos nucleicos. O conhecimento das características dos receptores leva ao desenvolvimento de novos medicamentos mais específicos e com menos efeitos colaterais.

Proteína G   Artigos VetProfissional

- Relação dose-resposta


Toda vez que um medicamento é administrado no animal, são realizados estudos prévios para que se estabeleça a relação dose-resposta. A relação dose-resposta permite saber o efeito farmacológico do medicamento, bem como sua intensidade, dependendo este efeito da quantidade administrada. Para que se consiga chegar a uma dose adequada, são traçadas curvas de dose-resposta. O máximo efeito de uma droga acontece quando todos os receptores estão ocupados.

- Curvas de dose-resposta


Quando se tem a potência do medicamento que ajuda também na relação dose-resposta, obtêm-se as curvas de dose-resposta (valores numéricos). Esta curva mostra a resposta farmacológica da droga administrada que será diretamente proporcional ao número de receptores ligados ao agente. Com os valores obtidos por essas curvas é possível:

• Determinar a dose efetiva (DE50).
• Determinar a dose tóxica (DT50).
• Potência de medicamentos.
• Margem de segurança (razão entre DT50 e DE50).
• Determinar a dose letal (DTL50).

- Potência


A partir da curva de dose-resposta se conhece a potência de um medicamento. Quanto menor a concentração ou a dose do medicamento necessária para desencadear o efeito farmacológico → Mais potente é o medicamento. A potência não é fundamental na escolha do medicamento desde que a dose esteja correta.

Aprenda mais sobre esse assunto na disciplina Farmacologia Veterinária: Farmacocinética,  disponível na Área VET Profissional, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Receba Mais Informações