Exame radiológico do sistema locomotor de equinos: conheça alguns posicionamentos para obtenção das imagens

O exame de imagem do sistema locomotor fornece informações importantes a respeito de diagnóstico e prognóstico de grande número de enfermidades nessa área

Exame radiológico do sistema locomotor de equinos: conheça alguns posicionamentos para obtenção das imagens

Na rotina de atendimento do médico veterinário, na área de grandes animais, é muito comum ocorrer queixas relacionadas ao sistema locomotor dos equinos. O exame de imagem do sistema locomotor fornece informações importantes a respeito de diagnóstico e prognóstico de grande número de enfermidades nessa área.

Para realização da radiografia, os dois membros do animal devem ser posicionados em um suporte maciço que distancie o casco do solo e permita avaliar a margem solear da terceira falange”, explica Lorena Chaves Monteiro, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestra em Medicina Veterinária.

Nas projeções do casco, devem ser realizadas pelo menos quatro imagens. Veja, a seguir, alguns posicionamentos para obtenção das imagens da radiografia em um equino.


a) Posicionamento lateromedial

O feixe de raio deve ser posicionado na lateral do casco, na metade da distância entre os bulbos do talão e a parede dorsal, 1 cm abaixo da coroa. Esse posicionamento permite avaliar a falange distal, a articulação interfalangeana distal e a porção da falange média.

b) Posicionamento dorsopalmar

O feixe de raio deve entrar exatamente no meio da parede dorsal, um dedo abaixo da coroa do casco e o chassi deve ser alinhado perpendicular ao raio e paralelo ao casco.

c) Posicionamento dorsoproximal-palmarodistal

Para esse posicionamento é necessário um suporte sólido para o chassi, onde o animal apoiará o membro para evitar danificar o chassi.

O feixe de raio deve ser centralizado no meio do casco, em uma linha sagital, na face dorsal. Essa projeção permite observar toda a superfície da margem solear da terceira falange e os processos palmares, bem como identificar a presença de cistos, fraturas, reabsorção óssea, dentre outros.

d) Posicionamento palmaroproximal-palmarodistal

O feixe de raio deve ser focado entre os bulbos do talão e
projetado para sair atrás no casco com inclinação. Esse posicionamento permite tangenciar a terceira falange (processo plantar e palmar) e o osso navicular.


Aprenda mais sobre esse assunto na área Diagnóstico por Imagem de Grandes Animais do VET Profissional, com a Prof.ª M.ª Lorena Chaves Monteiro, Mestra em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Receba Mais Informações