Hipertensão pulmonar em cães e gatos: você conhece essa doença?

A hipertensão pulmonar (HP) é uma doença progressiva, grave, de alta incidência, caracterizada pela elevação anormal e persistente da pressão na vasculatura pulmonar

Hipertensão pulmonar em cães e gatos: você conhece essa doença?

A hipertensão pulmonar (HP) é uma doença progressiva, grave, de alta incidência, caracterizada pela elevação anormal e persistente da pressão na vasculatura pulmonar e consequente aumento da pressão arterial pulmonar (≥ a 25 mmHg). Pode ser classificada em HP arterial e HP venosa.

A terapia convencional relacionada a essa enfermidade não traz resultado favorável ao paciente. “Dessa forma, busca-se o desenvolvimento de novas modalidades terapêuticas, possibilitando o tratamento adequado, qualidade de vida e sobrevida ao animal”, explica Luiz Eduardo Duarte de Oliveira, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Mestre em Ciências Veterinárias.

O fluxo sanguíneo pulmonar, a impedância vascular e a pressão pós-capilar são alguns dos fatores que refletem diretamente na pressão arterial pulmonar.

Com a pressão arterial aumentada, o paciente desenvolve um aumento da resistência vascular/pulmonar que irá refletir no ventrículo direito. Esse ventrículo sofrerá uma sobrecarga, ocasionando a Cor pulmonale e a insuficiência cardíaca congestiva sintomática, podendo refletir em óbito.

A hipertensão pulmonar em gatos é bem incomum, mas quando ocorre apresenta-se de forma secundária ao tromboembolismo, ao ducto arterioso patente e à dirofilariose.

O principal impacto da hipertensão pulmonar é no coração. À medida que o sangue fica congestionado, ocorre um remodelamento vascular, alterando a produção de vasodilatadores e vasoconstritores, fazendo com que o coração necessite de uma força maior para o bombeamento, sobrecarregando a câmara cardíaca direita (Cor pulmonale).

À medida que a doença progride, observa-se uma regurgitação em tricúspide, podendo levar a uma sobrecarga do átrio direito.

Os sinais clínicos da hipertensão pulmonar geralmente são inespecíficos e discretos, o que leva a um atraso de diagnóstico. Quando observados, estão relacionados ao trato respiratório e cardiovascular, como dispneia, taquipneia, angústia respiratória, síncope, tosse e cianose.


Aprenda mais sobre esse assunto na área Cardiologia de Cães e Gatos do VET Profissional, com o Prof. M. Luiz Eduardo Duarte de Oliveira, Mestre em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal de Lavras (UFLA). O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Receba Mais Informações