Micoplasmose em aves causa grandes perdas econômicas e subclínicas

A micoplasmose causa grandes perdas econômicas, além de perdas subclínicas, pois seu controle é difícil de ser realizado nas granjas

Micoplasmose em aves causa grandes perdas econômicas e subclínicas   VetProfissional

A micoplasmose causa grandes perdas econômicas, além de perdas subclínicas, pois seu controle é difícil de ser realizado nas granjas, explica Marcelo Dias, Professor do VetProfissional.

Trata-se de uma doença que se tornou alvo do Programa Nacional de Sanidade Avícola – PNSA, por meio da Instrução Normativa SDA nº 44 de 23 de agosto de 2001, que aprovou uma série de normas técnicas para controle e certificação de núcleos e estabelecimentos avícolas em relação à micoplasmose aviária. São elas:


- As granjas de matrizes têm que estar livres de Mycoplasma gallisepticum e Mucoplasma synoviae e Mycoplasma melleagridis para perus.
- O estabelecimento avícola participante do PNSA não poderá utilizar: cavina de qualquer natureza contra a micoplasmose aviária em estabelecimentos de controles permanentes.
- Estabelecimentos de controles permanentes (controle periódico a cada três meses): SAR amostral.
- Caso o resultado seja positivo, sacrifício/abate do núcleo.
- Para matrizes de galinhas será aceito o tratamento e reteste quando se tratar de positividade para Mycoplasma synoviae.

Aprenda mais sobre micoplasmose na disciplina Doenças Bacterianas Respiratórias: Micoplasmose, Pasteurelose e Coriza disponível no VetProfissonal, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Receba Mais Informações