O câncer de mama também atinge os pets? Sim!

Informe-se sobre essa doença que atinge as cadelas e gatas

O câncer de mama também atinge os pets? Sim!   Artigos VetProfissional


A saúde dos nossos pets é algo com o que devemos nos preocupar. A castração, tida como um procedimento que gera muitas dúvidas, é importante na prevenção de alguns problemas, como a piometra e o câncer de mama em fêmeas. Mas, afinal, os pets também sofrem com câncer de mama? A resposta é sim!

A professora do VET Profissional, Kelly Cristine de Sousa Pontes, Médica Veterinária, Mestre e Doutora em Oftalmologia Veterinária, afirma que "o câncer de mama pode ser prevenido com a castração em fêmeas antes do primeiro cio. É importante que o dono entenda como essa doença atinge as cadelas".


- Há alguma diferença entre o câncer de mama humano e o dos animais?

O câncer de mama humano e o animal são muito parecidos, acometendo mais cadelas do que as gatas. Ainda, é uma das principais causas de morte dos animais de estimação, agindo como o câncer de mama humano: ele se espalha e pode ocorrer a metástase, que é quando há uma disseminação das células cancerígenas para outros órgãos, atingindo principalmente o pulmão e o fígado.


- Como realizar o diagnóstico?

O médico veterinário obtém o diagnóstico através do exame físico no animal, apalpando os pares de mama da cadela e da gata. Ao detectar a presença de algum nódulo, outros exames são recomendados, como é o caso da citologia do nódulo mamário, radiografia torácica para avaliar os pulmões e ultrassonografia abdominal, sendo os dois últimos para avaliar a possível ocorrência de metástase em outros órgãos.


- E a prevenção?

Como dito anteriormente, a castração antes do primeiro cio é uma das melhores opções para prevenir o câncer de mama. Geralmente, animais castrados antes dos 6 primeiros meses apresentam índices ínfimos de probabilidade de ocorrência da doença. Em países como os Estados Unidos, a castração é feita de 2 a 3 meses.


- Como donos contribuem com o diagnóstico?

O dono lida com o animal durante todo o tempo e poderá perceber a presença de algum nódulo nas mamas no dia a dia, ao fazer carinho na barriga desses animais, ou ao dar banho, por exemplo. Ao identificar qualquer caroço nas mamas, deve-se levar o animal ao veterinário para que ele possa realizar uma verificação mais precisa.


- Como é realizado o tratamento?

Assim como em mulheres, nas cadelas é realizada a mastectomia, que, em outras palavras, consiste na remoção das mamas. Após a retirada, é feita uma avaliação em laboratório para verificar o tipo de câncer, seja maligno ou benigno. Em caso de câncer benigno, nenhum tratamento é realizado. Em caso maligno, procede-se à quimioterapia antineoplástica para alguns tipos. A radioterapia ainda está fora da realidade dos pets. Em qualquer doença, a melhor forma de tratá-la sempre será a prevenção ou o diagnóstico precoce.

Ressaltamos que todas as informações aqui apresentadas, são apenas a título de informação, não eliminando a necessidade de um médico veterinário para avaliar e diagnosticar o seu animal de estimação.


Aprenda mais sobre esse assunto na área Cirurgia de Cães e Gatos do VET Profissional, com a Prof.ª Dr.ª Kelly Cristine de Sousa Pontes, Pós-doutora em Medicina, na área de Oftalmologia e Oncologia, pela Leiden University – Holanda e Doutora em Cirúrgicas e Anestésicas Aplicadas aos Animais, pela Universidade Federal de Viçosa. O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Fonte: Jorge Castro para Viver Bem Animal – Gazeta do Povo – gazetadopovo.com.br
por Renato Rodrigues

Receba Mais Informações