Paramentação da equipe cirúrgica: qual a real importância?

Tanto em humanos quanto em animais, a pele é a primeira barreira de defesa contra bactérias, vírus e outros agentes

Cirurgiã Veterinária paramentada.

Tanto em humanos quanto em animais, a pele é a primeira barreira de defesa contra bactérias, vírus e outros agentes microbiológicos nocivos ao corpo. Por mais simples que seja a lesão, ela precisa ser encarada como uma violação da integridade dérmica e receber a desinfecção com os produtos corretos, sempre manuseados com as mãos devidamente higienizadas. Assim, se casos simples, como pequenos cortes e arranhões, já exigem cuidados, é fácil compreender que procedimentos cirúrgicos, cujas incisões são mais profundas, invasivas e, por vezes, maiores, precisam ser submetidos a protocolos higiênicos ainda mais cautelosos.

Um dos processos assépticos extremamente necessários e eficientes para a biossegurança em ambientes cirúrgicos é a paramentação da equipe, que corresponde ao uso de vestimentas adequadas para a realização da cirurgia. Erroneamente, muitos médicos veterinários desdenham sua imprescindibilidade por despreparo ou simples negligência e acabam dispensando peças que protegem áreas menos memoráveis, como os sapatos, barbas e costeletas (quando usados), atuando como veículos de microrganismos que podem desencadear graves infecções pós-cirúrgicas nos pacientes. Além disso, o vestuário correto não protege apenas o animal em operação, mas também o próprio cirurgião e sua equipe, pois não são raras as enfermidades naturalmente transmissíveis entre os animais e o homem.

A paramentação completa exige roupas adequadas usadas apenas dentro do bloco cirúrgico, gorros, máscaras, propés, capuzes, aventais e luvas estéreis. É dever do profissional veterinário saber o modo correto de vestir cada peça, além de saber realizar a escarificação cirúrgica que obrigatoriamente deve ser realizada antes de se colocar as vestimentas.

Vale lembrar que não zelar pela assepsia é inferiorizar a dignidade física do animais e menosprezar os sentimentos dos tutores dos pets em tratamento, que consideram seus cães e gatos membros da família. Por isso, a revisão dos conhecimentos já adquiridos e a busca por novos conteúdos é de suma importância para o sucesso da profissão, pois evita erros e previne fracassos.

Aprenda mais sobre Paramentação de equipe cirúrgica no Curso Planejamento na Pecuária de Corte disponível na Disciplina Cirurgia de Cães e Gatos do VetProfissonal, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Receba Mais Informações