Pigmentação patológica em animais: você sabe o que é?

Pigmentos são substâncias estranhas que se depositam no “organismo” e que apresentam colorações características

Pigmentação patológica em animais: você sabe o que é?

Pigmentos são substâncias estranhas que se depositam no “organismo” e que apresentam colorações características. Podem ou não provocar uma reação inflamatória.

O acúmulo anormal de pigmentos ou a sua diminuição, também, são indicativos de que a célula sofreu agressões”, explica João Paulo Machado, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Doutor em Medicina Veterinária.

Existem dois tipos de pigmentos, a saber:

Pigmentos endógenos: são aqueles sintetizados no próprio organismo do indivíduo, que se acumulam no organismo de maneira intracelular ou extracelular (Pigmentos biliares, hematoidina, hemossiderina, hematina, pigmento malárico, esquistossomótico, melanina, ácido homogentísico, lipofuscina).

Pigmentos exógenos: são aqueles oriundos do exterior, introduzidos no organismo por ingestão, inalação ou inoculação, que se acumulam no organismo de maneira intracelular ou extracelular (Antracose (acúmulo de fuligem de carvão), argiria (acúmulo de prata), crisíase (acúmulo de ouro), tatuagem).


Bilirrubina e icterícia

A bilirrubina é um pigmento endógeno derivado da hemoglobina. Seu acúmulo no organismo denomina-se icterícia.

A icterícia é considerada a “ponta do iceberg”, pois o que causa é muito mais grave do que o próprio acúmulo em si. A bilirrubina acumulada nos tecidos não causa graves problemas as células, a não ser em recém-nascidos, podendo apresentar algum distúrbio neurológico quando acumula no cérebro em grandes quantidades.

O que gera acúmulo da bilirrubina é grave, pois pode representar distúrbios hepáticos e hematológicos.

Externamente, a bilirrubina será muito visível no olho, na mucosa oral e vaginal, em indivíduos de pele branca e animais de pelagem clara.


Hemossiderina e hemossiderose

A hemossiderina é outro pigmento muito comum de se acumular nos tecidos. O seu acúmulo denomina-se hemossiderose, que é derivada do grupamento Heme (ferro). Está relacionado com o armazenamento de ferro nos tecidos.

A hemossiderose é causada por hemorragias intersticiais, ocasionadas por traumas, ruptura de vasos sanguíneos, diátese hemorrágica, distúrbios dos fatores de coagulação e por aumento da concentração de ferro (hemólise).


Aprenda mais sobre esse assunto na área Patologia Geral - Histopatologia do VET Profissional, com o Prof. Dr. João Paulo Machado, Doutor em Medicina Veterinária – Patologia Animal pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Receba Mais Informações