Sr. Veterinário, conheça as principais afecções causadoras de aborto em bovinos

Gestações 3 ou 4 dias mais curtas do que o normal pode gerar bezerros mais leves, os quais têm mais dificuldade em absorver nutrientes, e consequentemente, tendem a ter mais problemas

Sr. Veterinário, conheça as principais afecções causadoras de aborto em bovinos   Artigos Vetprofissional

A duração da gestação pode apresentar importância clínica para os bezerros, pois gestações 3 ou 4 dias mais curtas do que o normal pode gerar bezerros mais leves, os quais têm mais dificuldade em absorver nutrientes, e consequentemente, tendem a ter mais problemas.

"Normalmente, a gestação de taurinos dura aproximadamente 285 dias enquanto a gestação de zebuínos dura aproximadamente 292 dias. A partir disso, a atenção deve ser voltada para a anotação dos índices zootécnicos, pois só é possível fazer a previsão do parto se as datas de inseminação ou monta forem registradas adequadamente, lembrando que estresse térmico pode antecipar o parto", explica Pedro Carvalho, Professor do VetProfissional.

É importante estabelecer algumas diferenças conceituais entre abortos, perdas embrionárias ou absorções embrionárias, e natimorto, pois nem sempre esses termos podem ser usados como sinônimos:


• Absorção embrionária – acontece do dia da concepção até 42 ou 45 dias de vida desse embrião.
• Aborto – a partir dos 42 dias ou 45 dias até aproximadamente 260 dias de gestação.
• Natimorto – A partir de 260 dias de gestação, justamente porque o bezerro já estaria todo formado e pronto para nascer.

Doenças que causam aborto em vacas    Artigos VetProfissional

Na maioria das situações, as causas principais de abortos são doenças bacterianas, virais e por protozoários. A mais importante delas é a brucelose, zoonose que causa aborto geralmente no terço final da gestação. Outras doenças que podem causar aborto são leptospirose, IBR e BVD, tricomoníase, campilobacteriose, neosporose.

Outras causas de aborto são:


• Aspectos nutricionais – quando a vaca prenha tem uma queda muito brusca na alimentação ou tem o aporte nutricional diminuído de forma muito rápida, pode não conseguir sustentar a gestação.
• Estresse – o estresse é liberador de cortisol, substância que prejudica a manutenção dessa gestação.
• Traumas – alguns acidentes podem ocasionar até a morte do feto e, consequentemente, aborto.
É importante entender a consequência do aborto para o animal que o sofreu, sendo isso o principal aspecto clínico que deve ser avaliado. A prevenção só é feita a partir de diagnósticos e acompanhamento veterinário.

Aprenda mais sobre o assunto na Disciplina Abordagem Clínica das Afecções do Sistema Reprodutivo, no VetProfissonal, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Receba Mais Informações