Veterinário: entenda a atuação dos hormônios no organismo animal

Para exemplificar como os hormônios atuam no organismo, vamos utilizar a ação de hormônios em dois órgãos que fazem parte do sistema digestivo, a saber: fígado e pâncreas

Veterinário: entenda a atuação dos hormônios no organismo animal   Artigos VetProfissional

 

Para exemplificar como os hormônios atuam no organismo, vamos utilizar a ação de hormônios em dois órgãos que fazem parte do sistema digestivo, a saber: fígado e pâncreas. Esses são responsáveis por regular a taxa de glicose no sangue através da produção de glicogênio, insulina e glucagon.

"Para se manterem vivos, os animais precisam se alimentar. A sensação de fome vem da diminuição da taxa metabólica das células, já que o organismo necessita de energia para manter a homeostase e o desenvolvimento saudável", afirma Waleska de Melo Ferreira Dantas, professora do VetProfissional.

Após a digestão, ocorre o aumento na taxa de glicose no sangue. O órgão responsável por quebrar as moléculas de glicogênio e liberar a glicose no sangue é o fígado. O aumento da taxa de glicose no sangue promove a ação endócrina do pâncreas que é estimulado a produzir insulina por meio das células beta. A insulina age sangue metabolizando a glicose para produção de energia.

Veja a ilustração para essa atuação hormonal entre o fígado e o pâncreas durante a digestão na imagem a seguir:

Atuação hormonal entre o fígado e o pâncreas durante a digestão do animal   VetProfissional


Caso o nível de glicose esteja baixo, as células alfa do pâncreas são estimuladas a produzir glucagon que promove a ação do fígado em quebrar o glicogênio e liberar a glicose novamente no sangue.
Dessa forma ocorre a regulação e manutenção em níveis normais da taxa de glicose no sangue.

a) Atuação hormonal

Se observarmos a atuação hormonal em nível celular, podemos classificar o efeito da secreção hormonal de acordo com três tipos de atuação: parácrina, autócrina ou endócrina.

• Parácrina: os hormônios são produzidos pelas células e acondicionados uma vesícula protetora que se liga à membrana celular até que ocorra a exocitose e os hormônios sejam liberados para o meio extracelular. Na atuação parácrina, os hormônios produzidos pela célula mãe atuam em células vizinhas (ou células-alvo) dentro de um mesmo tecido.


Atuação hormonal em nível celular: parácrino    VetProfissional

 

• Autócrina: é a ação hormonal em que o hormônio produzido pela célula atua em receptores da própria célula produtora. Nesses casos, a própria célula é responsável por produzir os hormônios que necessita.

Atuação hormonal: autócrino     VetProfissional

• Endócrina: nesse tipo de atuação, os hormônios são liberados pelas células e caem diretamente na corrente sanguínea. A partir do momento em que atingem a corrente sanguínea, os hormônios podem percorrer todo o organismo do animal ou agir em órgãos e tecidos específicos.

Atuação hormonal: endócrino    VetProfissional


Dependendo de cada tipo de ação – parácrina, autócrina ou endócrina teremos tipos de atuação diferentes dos hormônios no organismo dos animais.

O transporte mais rápido ou lento de hormônios pelos vasos sanguíneos dependerá das características químicas do tipo de hormônio secretado.


b) Transporte de hormônios

Quanto às características químicas e ao modo pelo qual são transportados na corrente sanguínea, os hormônios podem ser classificados em:

• Hidrossolúveis: são hormônios que se difundem e são transportados rapidamente pela corrente sanguínea. Atuam em receptores presentes na membrana celular da célula-alvo. Contudo, para atuar nas células de destino precisam de um sistema de 2º mensageiro nas células-alvo.

• Lipossolúveis: são hormônios que circulam pela corrente sanguínea de modo mais lento, pois necessitam se conectar a proteínas denominadas proteínas transportadoras ou globulinas. Contudo, se difundem com facilidade através da membrana plasmática nas células-alvo, atuando no citosol ou no receptor direto ligado ao núcleo da célula.

Transporte de hormônios: fluido extracelular     VetProfissional


As proteínas transportadoras ou globulinas se acoplam aos hormônios lipossolúveis permitindo que circulem em toda a corrente sanguínea até que quantidades necessárias desse tipo de hormônio alcance cada célula-alvo.


Aprenda mais sobre
a atuação hormonal de animais domésticos, na disciplina Endocrinologia: Síntese e Regulação de Hormônios disponível no VetProfissonal, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Receba Mais Informações