Resultados da busca para "aula 2 semiologia do sistema digestorio de caes e gatos"

Exame dermatológico em gatos? Prepare-se com as dicas abaixo!

O exame dermatológico em gatos é, geralmente, um exame difícil de o médico veterinário realizar. “Gatos não gostam da inspeção, pois incomoda bastante o animal”, afirma Prof.ª Dr.ª Waleska de Melo Ferreira Dantas, Doutora em Patologia Clínica Animal pela Universidade Federal de Viçosa - UFV.

Saiba mais

Veterinário, entenda melhor como funciona o sistema de piscicultura Raceway

Precisando entender melhor como funciona o sistema RAS de produção de peixe? Pois bem, vamos lá! Na concepção do sistema produtivo de piscicultura em Raceway com recirculação, as perdas de água por infiltração devem ser minimizadas por meio de estruturas em material rígido impermeável, como PVC, fibra de vidro, Polietileno de Alta Densidade “PEAD”, alvenaria, ferrocimento, entre outros.

Saiba mais

Importância do sistema reprodutivo para clínica de bovinos

Independente do sistema de produção, os aspectos próprios da reprodução e os índices reprodutivos podem auxiliar no diagnóstico de doenças de vários sistemas. Um exemplo disso é a possibilidade de suspeitar que afecções podais estão ocorrendo no rebanho devido à baixa taxa de prenhez, pois, como as vacas não demonstrarão cio montando umas nas outras por causa da possível dor na pata, elas não serão submetidas à inseminação ou qualquer que seja o método de concepção utilizado pela propriedade.

Saiba mais

Sr. Veterinário, conheça o sistema independente de produção de frangos de corte

O Brasil é o segundo maior produtor de frango de corte e o maior exportador de carne de frango, mesmo sendo o mercado interno o maior consumidor dessa proteína produzida no país. “A avicultura de corte conta basicamente com três grandes sistemas de produção: sistemas independente, sistemas de integração e sistemas de cooperativa”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Conheça a nova disciplina VET Profissional: Clínica Médica de Cães e Gatos

O VET Profissional acaba de ganhar mais uma disciplina: Clínica Médica de Cães e Gatos. Para os médicos veterinários, a clínica médica é uma prática importante, pois trata do diagnóstico e tratamento de doenças, atuando, também, na área de saúde pública, ao combater zoonoses, promovendo a interação entre o profissional veterinário e a sociedade. Independente da especialidade do médico veterinário, essas práticas fazem parte de sua rotina.

Saiba mais

Precisando examinar boca de gatos? Saiba como

O exame físico de inspeção e palpação da boca de cães e gatos além de ser relativamente simples, permite que o médico observe uma série de alterações que possam acometer a cavidade oral desses animais domésticos. “Ao iniciar a inspeção e palpação da boca de felinos, o Veterinário deve conter previamente o animal para que o exame seja feito de forma rápida, precisa e eficiente, minimizando o estresse para o animal e os riscos para o examinador”, afirma Dra. Waleska de Melo Ferreira Dantas

Saiba mais

O hipotálamo e a produção de hormônios em animais

O hipotálamo é a região do cérebro formado por neurônios na qual ocorre a junção e controle do sistema nervoso e do sistema endócrino para a produção de hormônios que serão transmitidos à adeno-hipófise e à neuro-hipófise, afirma Waleska de Melo Ferreira Dantas, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Anamnese em cães e gatos para a identificação de problemas de pele

É mesmo possível realizar anameses em cães e gatos para a identificação de problemas de pele? Sim, é. A anamnese inicia-se pela queixa principal do proprietário e deve se desenvolver por meio de uma série de perguntas feitas pelo médico veterinário, relativas ao sistema tegumentar que irão orientá-lo na identificação das alterações, bem como sugerir exames complementares.

Saiba mais

Sr. Veterinário, aprenda como fazer na prática a TIVA

O animal será pré-medicado com 0,5 ml/kg de diazepan intravenoso e, em seguida, será feita a indução da anestesia de 2 em 2 ml/kg de propofol até atingir o efeito esperado. Como a paciente pesa 2,65 kg, a regulagem da bomba de infusão deve seguir a adaptação desse valor.

Saiba mais

Suinocultor integrado/cooperado: o que saber sobre esse modelo?

O objetivo do sistema integrado/cooperado de criação de porcos é atender à agroindústria. “Nesses casos, a agroindústria realiza um contrato com o suinocultor que dedica toda a sua produção diretamente para a empresa”, explica Mariana Costa Fausto, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Tire suas dúvidas sobre a castração de cães e gatos!

A castração de cães e gatos ainda é tida como um tabu na nossa sociedade. Muitos donos desses animais de estimação acabam por não realizar o procedimento devido ao que, erroneamente, escutam falar sobre essa cirurgia. Esse procedimento é seguro? O animal sofre? Devo castrar a fêmea antes ou depois do primeiro cio? Esses e outros são alguns dos questionamentos mais comuns.

Saiba mais

Doença de maior impacto no sistema de produção de leite? A Mastite!

A real importância da mastite no sistema de produção de leite está relacionada a três fatores: trata-se da doença de maior impacto direto na diminuição da produção e qualidade do leite; causa enormes perdas econômicas para a indústria leiteira; e inviabiliza a atividade dos produtores pecuaristas. Por isso, é fundamental que o médico veterinário conheça as características da doença, bem como quais são as novidades que estudos e pesquisas já realizados sobre a mastite revelam.

Saiba mais

Planejamento da Produção na Pecuária de Corte. Como ajudar o produtor?

O planejamento dos sistemas de produção e, particularmente, de sistemas pastoris, baseia-se em informações como a projeção da dinâmica do rebanho, a identificação de épocas críticas para a sua nutrição e o estabelecimento de níveis esperados de produtividade da pastagem ao longo do ano. Essas informações permitem estabelecer épocas de provável escassez ou excesso de forragem e possibilitam prever intervenções de manejo para minimizar estresses nutricionais dos animais e condições inadequadas de utilização da pastagem.

Saiba mais

Veterinário: aprenda mais sobre o sistema endócrino de animais domésticos

Você conhece a fisiologia das principais glândulas endócrinas presentes no organismo de pequenos animais domésticos? Estudar o sistema endócrino dos animais domésticos objetiva compreender o que são os hormônios, como são produzidos, quais são suas funções e quais são os processos de regulação e síntese, ambos controlados pela hipófise, glândula localizada no cérebro dos animais.

Saiba mais

6 dicas de ouro para quem vai criar cabras

O criador antes de iniciar seu plantel para criação de cabras deverá planejar muito bem seu negócio, além de optar por um sistema de criação, escolhido mediante as características da sua região e da sua propriedade, explica Magna Coroa Lima, professora do VET Profissional. 1. Sistema de criação: os animais que irão compor seu plantel deverão ter sido pensados também, de acordo com o sistema de criação escolhido. As criações podem ser por hobby, turismo, para produção comercial de leite e, ou derivados e para corte.

Saiba mais

Veterinário Profissional: Conheça a Disciplina Cirurgias em Cães e Gatos

Os procedimentos cirúrgicos em animais de pequeno porte requerem técnicas e mecanismos singulares com os quais os veterinários precisam estar familiarizados. Cada cirurgia possui detalhes que, embora pareçam insignificantes para os leigos, exercem uma influência enorme na recuperação dos pacientes. A Disciplina Cirurgias para Cães e Gatos foi elaborada justamente pensando em facilitar a compreensão de todas as peculiaridades e métodos dessas operações.

Saiba mais

Quais são os instrumentos utilizados para cirurgia em animais?

Na realização de cirurgias em cães, gatos e outros animais de pequeno porte, é fundamental estar atento a cada detalhe, para que esse animal consiga passar por esse procedimento de forma tranquila e sem riscos. Assim como em humanos, para realizar qualquer cirurgia, o médico veterinário precisa estar atento a todos os instrumentos que usará e qual a finalidade de cada um.

Saiba mais

Cirurgia no sistema urinário de animais: a uretrostomia

Kelly Cristina Sousa Pontes, professora do VET Profissional, anuncia que a cirurgia no sistema urinário de pequenos animais apresenta técnicas e mecanismos únicos com os quais os médicos veterinários precisam estar familiarizados, para alcançarem o sucesso na realização dos procedimentos.

Saiba mais

Como combater cálculos urinários em cães e gatos?

Assim como os seres humanos, os animais também podem sofrer com cálculos urinários, que são bem parecidos aos nossos. Esse material sólido é formado, geralmente, por sais minerais, com elementos como o cálcio, o magnésio, a amônia, o fósforo e carbonatos. A consistência do cálculo e a composição são similares a do calcário.

Saiba mais

Cuidados pré-gestação para a segurança de gatas, cadelas e filhotes

A importância de um acompanhamento médico adequado durante a gestação de gatas e cadelas não é mais segredo para os tutores, de modo que são cada vez mais frequentes as pacientes prenhas e os neonatos nas clínicas e hospitais veterinários. Entretanto, existem alguns cuidados nem sempre observados que devem ser tomados antes mesmo do acasalamento e que podem prevenir problemas de alto risco para os filhotes.

Saiba mais

Sistema free stall: conforto animal e melhor qualidade do leite

O conforto animal é fundamental para a qualidade final do leite. Por esse motivo, o produtor deve se preocupar com o bem-estar do gado e propiciar condições para que isso aconteça.

Saiba mais

Dermatofitose em Gato: como coletar amostras para o diagnóstico?

Quando nos deparamos com pacientes com lesões de pele circunscritas em determinadas áreas do corpo, é muito difícil fazer o diagnóstico observando apenas as características das lesões, pois essas se apresentam de modo semelhante para diferentes agentes ou causas.

Saiba mais

Contenção de cães e gatos: por que usar?

A correta contenção de animais é importante, pois garante a integridade física do Médico Veterinário, bem como a preservação do paciente, evitando danos físicos aos animais durante as intervenções médicas.

Saiba mais

O que é a torção gástrica em cães?

O professor da Disciplina do VET Profissional Clínica Médica de Cães e Gatos, Gustavo Carvalho Cobucci, explica que um bom veterinário deve conhecer a fundo todos os problemas que os animais podem apresentar, para conseguir diagnosticar e curá-los da forma mais rápida e eficiente possível.

Saiba mais

Cirurgia veterinária: impactação e abscedação do Saco Anal

A estrutura chamada de saco anal está presente em todos os cães e gatos e cada um possui duas dessas estruturas. Não são visíveis externamente e ficam localizadas na lateral do ânus desses animais. Formando uma espécie de bolsa, dentro de cada saco há duas glândulas, denominadas adanais ou glândulas do saco anal.

Saiba mais

O pet precisa de transfusão de sangue, e agora? Critérios para a seleção dos doadores

Algumas enfermidades debilitam muito os cães e gatos, ao ponto de eles necessitarem de transfusão sanguínea. Essa técnica fortalece o organismo do animal anêmico, repõe o volume de sangue perdido em decorrência de ferimentos e hemorragias e, acima de tudo, fornece tempo para o médico veterinário analisar melhor o quadro de saúde do paciente emergencial, de modo a evitar diagnósticos precipitados.

Saiba mais

Anestesia inalatória em cães e gatos: vantagens e desvantagens

A anestesia inalatória é a técnica de introdução de um agente anestésico por via respiratória através de vaporização. “Após a absorção pelo pulmão, o agente alcança a corrente sanguínea e chega até o sistema nervoso central, local em que produz o efeito desejado”, explica o Professor Luís Eugênio Franklin Augusto, do VET Profissional.

Saiba mais

Fraturas ósseas em cães e gatos: você sabe classificar uma fratura?

A fratura é classificada como uma solução de continuidade do tecido ósseo. “Acontece devido a um trauma ou à fragilidade óssea causada por doença (fratura patológica)”, explica a professora Sâmara Turbay Pires, do VET Profissional.

Saiba mais

Suinocultura: quais modelos de produção utilizados no Brasil?

Na criação intensiva de suínos em confinamento total, existe um controle total do animal e do ambiente, melhorando muito a eficiência da criação, com consequente aumento da produtividade, o que torna a criação de suínos mais agradável e lucrativa.

Saiba mais

Lipidose hepática em gatos: como diagnosticar?

Períodos prolongados de anorexia podem trazer como consequência a lipidose hepática. “Esse quadro ocasiona o mau funcionamento das células do fígado e do trato biliar”, explica Fabíola Carolina de Almeida, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Hipertensão pulmonar em cães e gatos: você conhece essa doença?

A hipertensão pulmonar (HP) é uma doença progressiva, grave, de alta incidência, caracterizada pela elevação anormal e persistente da pressão na vasculatura pulmonar e consequente aumento da pressão arterial pulmonar (≥ a 25 mmHg). Pode ser classificada em HP arterial e HP venosa.

Saiba mais

Veterinário profissional: O que é a mucocele?

A doutora em cirurgia veterinária e professora da Disciplina Cirurgia de Cães e Gatos, do VET Profissional, Kelly Cristine de Sousa Pontes, ressalta que, no cuidado com cães e gatos é necessário estar atento aos problemas que eles apresentam, para, então encaminhá-los ao veterinário.

Saiba mais

O câncer de mama também atinge os pets? Sim!

A saúde dos nossos pets é algo com o que devemos nos preocupar. A castração, tida como um procedimento que gera muitas dúvidas, é importante na prevenção de alguns problemas, como a piometra e o câncer de mama em fêmeas. Mas, afinal, os pets também sofrem com câncer de mama? A resposta é sim!

Saiba mais

Quer se tornar um assinante do VET Profissional? Aposte nos cartões digitais!

O VET Profissional oferece ao Médico Veterinário a oportunidade de rever e aprimorar, por meio de Aulas Práticas e Cursos de Aperfeiçoamento, conceitos e técnicas para aplicar em seu dia a dia, transformando-se em um profissional diferenciado. O VET Profissional é essencial, também, para o Estudante de Veterinária, pois proporciona um aprendizado ágil e dinâmico, além, é claro, de servir como complemento para as aulas práticas abordadas nas disciplinas do seu curso. Contudo, para ter acesso ao conteúdo das aulas e cursos, é preciso efetuar sua assinatura anual, por meio de um cartão de crédito.

Saiba mais

Mastite: principal responsável pela baixa na atividade leiteira

Independente do tipo de sistema de produção de leite adotado pelo pecuarista, o objetivo de todo cuidado e esforço no tratamento e manejo do gado é alcançar o lucro. Porém, anualmente, a mastite é a principal responsável pelo impacto negativo na atividade leiteira. Dentre os principais prejuízos econômicos causados pela doença citam-se:

Saiba mais

Veterinário: ajude seu cliente na escolha do tipo de granja de frango

Precisando ajudar seu cliente na escolha certa do tipo de granja de frango? Seus esclarecimentos, então, devem começar pelos três tipos de sistema de podução: produção de matrizes, granjas de poedeiras e granjas de frango de corte. "Juntos, vocês poderão caminhar na direção certa, de acordo com os recursos para a implantação do empreendimento e de acordo com as necessidades de produção local", afirma Marcelo Dias da Silva, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Veterinário: entenda a atuação dos hormônios no organismo animal

Para exemplificar como os hormônios atuam no organismo, vamos utilizar a ação de hormônios em dois órgãos que fazem parte do sistema digestivo, a saber: fígado e pâncreas. Esses são responsáveis por regular a taxa de glicose no sangue através da produção de glicogênio, insulina e glucagon.

Saiba mais

Sr. Veterinário: um pouco mais sobre homeostase e seus mecanismos

Homeostase ou homeostasia, especialmente nos seres vivos, é a propriedade de um sistema aberto em regular o seu ambiente interno, de modo a manter a condição estável de seus mecanismos. Em grego a palavra homeostase significa: Homeo – similar e Stasis - estático. Nesse sentido, a homeostase tenta manter de forma estática ou equilibrada das reações fisiológicas que acontecem dentro do organismo do animal

Saiba mais

Aves em estado crítico: o que o veterinário deve fazer?

As aves quando chegam em clínicas, geralmente, já se encontram em estado crítico. “Elas são pacientes diferentes, não são como os cães e os gatos, porque mascaram os sinais clínicos de doenças. Devido a isso, os seus responsáveis normalmente não percebem quando elas começam a adoecer e a doença se agrava”, explica Letícia Bergo Coelho Ferreira, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

Suinocultura: como evitar a carne DFP de suínos

A "carne DFD, sigla em inglês que significa - dark, firm, dry, ou seja, escura, dura e seca - pode ser evidenciada pela cor escura, sendo ainda carne firme e seca com média de pH superior a 6,2", explica Mariana Costa Fausto, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

O uso da ultrassonografia aplicada à reprodução de bovinos

O uso da ultrassonografia aplicada à reprodução de bovinos visa o planejamento reprodutivo de fêmeas bovinas, tanto em gado de corte, quanto de leite. “Ela representa uma ferramenta importante para a eficiência reprodutiva e produtiva dentro do sistema de bovinocultura”, explica Prof. Carlos Augusto Gontijo Pellegrino, do VetProfissional.

Saiba mais

Dirofilaria immitis: você conhece esse nematelminto e seus prejuízos para os animais?

Como representante da família Onchocercidae, destaca-se a espécie Dirofilaria immitis, que possui como hospedeiros definitivos o cão, o gato, os carnívoros silvestres, os equinos, os primatas e, raramente, o homem. “Os hospedeiros intermediários são os mosquitos dos gêneros Aedes spp., Anopheles spp., Culex spp. e Ctenocephalides canis”, explica a professora Mariana Costa, do VET Profissional.

Saiba mais

VET Profissional: dicas para vestir os equipamentos cirúrgicos

Para a preparação de cirurgias em cães e gato, é imprescindível estar atento a vários procedimentos, que serão fundamentais para garantir que não haja qualquer tipo de contaminação ao animal por parte do veterinário. Após reunir a equipe, dentre outros procedimentos, é necessário vestir alguns equipamentos cirúrgicos.

Saiba mais

Cirurgia veterinária: a sutura

Kelly Cristine de Sousa Pontes, professora da Aula 04 – Sutura, da Disciplina Cirurgia de Cães e Gatos, do VET Profissional, afirma que para a realizar a sutura de animais, é preciso conhecer as técnicas necessárias para esse procedimento, bem como os fios utilizados e outras informações essenciais para o sucesso do procedimento.

Saiba mais

Remoção do baço em cães

Kelly Cristine de Sousa Pontes, professora da Disciplina VET Profissional Cirurgia de Cães e Gatos, explica que todos os órgãos desempenham funções importantes nos animais, mas é possível que eles tenham uma vida tranquila mesmo após a remoção de algum órgão, como é o caso do baço.

Saiba mais

Conheça os cuidados técnicos durante a celiorrafia que podem garantir o sucesso de uma cirurgia

Celiotomia é o termo que designa a incisão na cavidade abdominal. Equivocadamente, muitos profissionais a chama de laparotomia, nomenclatura até mais utilizada atualmente, porém que corresponde à incisão na região do flanco. Celiorrafia, por sua vez, é a sutura da cavidade abdominal, de modo que é o procedimento que finaliza a celiotomia.

Saiba mais

Por que castrar cães machos é uma ação para o bem-estar social?

Muitas pessoas consideram que a melhor forma de controlar a natalidade de cães e gatos é a castração de fêmeas, uma vez que são elas que geram os filhotes. Embora castrá-las seja, sim, uma forma de controle, a orquiectomia, ou seja, a castração de machos, causa muito mais impacto nesse aspecto quando existe um grande volume de animais a ser neutralizado reprodutivamente.

Saiba mais

Como fazer a manutenção e regulagem do equipamento de ordenha?

Os sistemas de ordenha e resfriamento têm influência direta e definitiva sobre a qualidade do leite in natura, depois do dano provocado, não há mais como corrigi-lo.

Saiba mais

Mastite: o que é e o que representa no sistema de produção de leite

A mastite é a inflamação do parênquima da glândula mamária. A doença pode ter causas diversas, mas a maior parte das vezes, é causada por bactérias que atingem o interior de um ou mais quartos da mama bovina através dos ductos localizados nos tetos. De acordo com Paolo Antônio Dutra Vivenza, Professor do VET Profissional, “Além das bactérias, outros microrganismos também podem causar a mastite, entre eles: leveduras, fungos, o vírus do Mycoplasma bovis, microrganismo que ocupa posição intermediária entre bactérias e vírus, e algas microscópicas do gênero Prototheca”. É preciso ressaltar que, sob o ponto de vista epidemiológico, a interação entre a resistência do animal, as condições do ambiente e a presença do agente patogênico favorece a ocorrência da mastite no rebanho.

Saiba mais

Sr. Veterinário, nesta aula um pouco mais sobre as células

As células possuem um ciclo de vida em que crescem, reproduzem e morrem. As que estão no período de crescimento passam por aumento quantitativo de moléculas e de material genético. A reprodução celular, por sua vez, corresponde à partição do núcleo e do citoplasma em duas células. “A reprodução celular é proporcional o aumento exponencial de células até a fase adulta do animal na qual o crescimento do organismo cessa”, explica Waleska de Melo Ferreira Dantas, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário, responda: o que é cardiopatia congênita e como ela acontece?

Cardiopatia congênita é o defeito morfológico na estrutura e função do coração ou dos grandes vasos, presentes no nascimento do animal. Ocorrem no desenvolvimento embrionário, podendo acometer cães e gatos. Possui, porém, baixa prevalência.

Saiba mais

Garrotilho ou adenite equina: você sabe o que é?

Entre as principais afecções que acometem o sistema respiratório dos equinos, destaca-se o garrotilho, que também é chamada de adenite equina ou linfoadenite equina. Trata-se de uma patologia de difícil controle e para a qual ainda não há vacinas eficazes. Essa doença possui alta morbidade e baixa letalidade: os animais ficam doentes por um período, apresentando estado febril, e deixam de comer e de crescer.

Saiba mais

Anestesias para animais

Para realizar a limpeza de dentes, castração, cirurgia ortopédica ou qualquer outro procedimento cirúrgico, os animais precisam de ser anestesiados. O anestésico será o responsável por garantir que o animal não sinta dor, além de deixa-lo inconsciente por todo o procedimento, evitando que ataquem o veterinário.

Saiba mais

Dúvidas sobre a castração de cães

A maioria dos donos de cães ainda possui dúvidas sobre a castração desses animais. Esse tema, ainda considerado um tabu na sociedade provoca muitas interpretações equivocadas e, pela falta de conhecimentos, muitos animais não passam por esse procedimento, pois seus donos costumam sentir medo o até mesmo pena.

Saiba mais

Anestesia em cães

Em um conceito mais técnico, a anestesia é um fármaco que deve ser ministrado para eliminar ou aliviar a dor e outras sensações a animais, para que possam passar por procedimentos cirúrgicos, exames diagnósticos e outros procedimentos. Ela deve durar um tempo determinado e deve ser aplicada por um anestesiologista veterinário.

Saiba mais

Cães: alergia e dermatite alérgica

Por andarem em quase todos os locais da casa e terem contato com diversas substâncias, os cães podem facilmente apresentar alergias e dermatite causada por reação alérgica. Essa doença na pele é muito comum e é resultado de uma reação alérgica quando o animal entra em contato com alguma substância alérgena.

Saiba mais

Paramentação da equipe cirúrgica: qual a real importância?

Tanto em humanos quanto em animais, a pele é a primeira barreira de defesa contra bactérias, vírus e outros agentes microbiológicos nocivos ao corpo. Assim, procedimentos cirúrgicos, cujas incisões são mais profundas, precisam ser submetidos a protocolos higiênicos cautelosos.

Saiba mais

FeLV: A doença infecciosa felina que mais mata no Brasil

FeLV é a sigla para Leucemia Viral Felina (do inglês “Feline Leukemia Virus”), doença infectocontagiosa não zoonótica mais relacionada à doença clínica e à mortalidade de felinos no Brasil. Seu nome popularmente é acompanhado pela sigla de outra infecção, a FIV, mas é importante que o médico veterinário esclareça aos tutores que não existe a doença “FIV/FeLV” (embora o animal possa ser diagnosticado com as duas), pois são patologias diferentes, com sinais clínicos distintos.

Saiba mais

Veterinário, conheça as subdivisões da Anatomia Animal

A anatomia é um ramo da biologia que estuda as formas e estruturas que compõem o corpo do animal e as correlaciona com as funções do corpo do mesmo. Inicialmente, a anatomia era simplesmente descritiva, utilizando bisturis e pinças, fazendo a separação das estruturas e sua descrição. Com o desenvolvimento da ciência anatômica, surgiu a necessidade de subdividi-la. Uma delas, dentre as várias divisões da anatomia animal, é a anatomia macroscópica, que é a anatomia em si, a descrição das estruturas a olho nu.

Saiba mais

Anestesia inalatória em pequenos animais: vantagens e desvantagens

Anestesia inalatória é a técnica de introdução de um agente anestésico por via respiratória através de vaporização. Após a absorção pelo pulmão, o agente alcança a corrente sanguínea e chega até o sistema nervoso central, local em que produz o efeito desejado. As principais vantagens da anestesia inalatória são:

Saiba mais

Cateter endovenoso? Conheça a função do Mandril e o Canhão

O mandril é o instrumento do cateter que penetra a pele do paciente e alcança o vaso, por isso, possui uma ponta com bisel. A ponta biselada, por sua vez, deve ser posicionada para cima no momento de penetrar a pele do animal para evitar que a ponta de silicone do tubo do cateter se dobre ao atravessar a veia do paciente.

Saiba mais

Veterinário dá dicas para a recepção de pintinhos em granjas. Veja!

Na ocasião da chegada das aves à granja, a primeira coisa que o avicultor deve observar é se os pintinhos estão estressados e, às vezes, desidratados, devido à locomoção que, em alguns casos, pode durar até 2 ou 3 dias de viagem de caminhão. É bom lembrar que os pintinhos chegam até a granja transportados em caixas feitas de plástico rígido ou em caixas de papelão que possuem furos para ventilação.

Saiba mais

Doenças respiratórias em galinhas: como surgem

O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas, afirma Marcelo Dias, Professor da Aula 13 - Doenças Bacterianas Respiratórias: Micoplasmose, Pasteurelose e Coriza.

Saiba mais

Úbere abaixo da linha do jarrete é fator para a ocorrência de mastite

O posicionamento ideal de sustentação do úbere deve ser acima da linha do jarrete. Quando o úbere encontra-se abaixo da linha do jarrete fica evidente a frouxidão do sistema de suporte do úbere, especificamente, do ligamento lateral e da inserção anterior. “A ocorrência desse estado é devido ao número de lactações e à idade do animal”, afirma Paolo Antônio Dutra Vivenza, professor do VET Profissional. Observe, na imagem, o posicionamento do úbere abaixo da linha do jarrete.

Saiba mais

Saneamento básico: de quem é essa responsabilidade?

No Brasil, a falta de saneamento básico afeta mais as áreas mais pobres, agravando quadros epidemiológicos e de doenças infecciosas, sendo as crianças as maiores vítimas desse problema. “O saneamento básico é de responsabilidade do Estado e deve ficar sob sua supervisão, pois, tem como objeto a promoção da saúde e necessita de alto investimento”, explica o Prof. Dr. Marcelo Dias da Silva, do VET Profissional. Nesse caso, o ponto chave não pode ser o lucro.

Saiba mais

Mercado de pets exóticos cresce e pede por médicos veterinários especializados

Estudar sobre pets exóticos ou não convencionais é muito importante para o médico veterinário porque se trata de animais cada vez mais recorrentes nos consultórios. Pode-se conceituá-los como sendo todas as espécies que não são comuns nos domicílios, como algumas aves, répteis e mamíferos que não sejam cão e gato. São animais de estimação interessantes, pois podem se adaptar perfeitamente à presença humana, gostam de carinho e interagem com as pessoas, obviamente que de forma diferente das interações as quais as pessoas estão acostumadas.

Saiba mais

Sr. Veterinário: aprenda sobre o bloqueio do nervo maxilar de cães

O nervo maxilar emerge pelo forame maxilar e é responsável por irrigar um dos lados da face do cão, explica Luís Eugênio Franklin Augusto, Professor do VET Profissional. O bloqueio desse nervo permite dessensibilizar a parte superior rostral e arcada superior do animal (teto da cavidade nasal, palato duro, palato mole, focinho, lábio superior, dentes incisivos e caninos superiores, dentes molares e pré-molares de um dos lados da face do paciente).

Saiba mais

Exodontia em cães: o que o veterinário deve saber a respeito

A exodontia é um procedimento cirúrgico frequente na prática odontológica de pequenos animais, em que se realiza a extração de um ou mais dentes devido a algum problema, como trauma ou doença oral. Para a realização da exodondia são utilizados o osteótomo e o martelo para a retirada do osso alveolar.

Saiba mais

A tuberculose bovina e a forma comum de transmissão

A tuberculose bovina é uma doença que ocorre em praticamente todo o mundo, sendo a América do Sul um dos locais de maior incidência. No Brasil o problema é preocupante e se constitui em um grave problema de saúde pública. Os principais prejuízos causados pela tuberculose são a diminuição da produção de leite e de carne e a perda de animais que, dependendo do sistema de produção, pode ser disseminada rapidamente entre o rebanho, explica Prof. Leonardo Cotta Quintão, professor do VetProfissional. Por apresentar sinais comuns de várias enfermidades, a identificação dessa doença exige métodos complementares.

Saiba mais

Pré-cobrição e gestações de porcas: instalações adequadas

O sistema de produção de suínos compreende as fases de pré-cobrição e gestação, maternidade, creche, crescimento e terminação. É de muita importância que os criadores, orientados por veterinários, saibam que “os aspectos construtivos das instalações diferem em cada fase de criação e devem se adequar às características físicas, fisiológicas e térmicas do animal”, explica Paulo César Brustolini, professor do VET Profissional.

Saiba mais

4 dicas para acertar na inseminação artificial de porcas

Precisando acertar no momento de inseminar porcas? Pois muito bem, atente-se a essas dicas e faça um procedimento perfeito: 1- A inseminação artificial deverá ser feita na presença do macho, tendo-se o cuidado para que o sêmen seja depositado naturalmente na fêmea e não forçado,explica Paulo César Brustolini, professor do VetProfissional. 2- O tempo de uma inseminação deve ser de, no mínimo, 4 minutos. Ao mesmo tempo que a inseminação é feita, massageie o flanco e pressione (gentilmente, com as mãos ou cavalgando) as costas da fêmea o que facilitará a penetração do sêmen.

Saiba mais

Glomerulonefropatias em animais domésticos: você conhece a glomerulonefrite?

As glomerulonefropatias são doenças glomerulares consideradas como principais causas de doença renal crônica em cães, prevalecendo a ocorrência em animais de meia idade e idosos.

Saiba mais

Estenose aórtica em animais domésticos: um tipo de cardiopatia congênita que merece atenção

Cardiopatia congênita é o defeito morfológico na estrutura e função do coração ou dos grandes vasos, presentes no nascimento do animal. Ocorrem no desenvolvimento embrionário, podendo acometer cães e gatos. Aqui vamos conhecer a estenose aórtica, uma doença caracterizada pela obstrução parcial da via de saída do ventrículo esquerdo.

Saiba mais

Médico veterinário: vamos lembrar como coletar o sangue pela veia jugular em cães?

Antes de indicar a coleta de sangue, é necessário que o Médico veterinário faça um bom exame físico do paciente, pois aqueles com coagulopatias graves não devem ser submetidos ao procedimento.

Saiba mais

Mastite: o que provoca este tipo de infecção?

A mastite pode ter causas diversas, mas a maior parte das vezes, é causada por bactérias que atingem o interior de um ou mais quartos da mama bovina através dos ductos localizados nos tetos. A real importância da mastite no sistema de produção de leite está relacionada a três fatores:

Saiba mais

Exame dermatológico em gatos? Prepare-se com as dicas abaixo!

O exame dermatológico em gatos é, geralmente, um exame difícil de o médico veterinário realizar. “Gatos não gostam da inspeção, pois incomoda bastante o animal”, afirma Prof.ª Dr.ª Waleska de Melo Ferreira Dantas, Doutora em Patologia Clínica Animal pela Universidade Federal de Viçosa - UFV.

Saiba mais

Veterinário, entenda melhor como funciona o sistema de piscicultura Raceway

Precisando entender melhor como funciona o sistema RAS de produção de peixe? Pois bem, vamos lá! Na concepção do sistema produtivo de piscicultura em Raceway com recirculação, as perdas de água por infiltração devem ser minimizadas por meio de estruturas em material rígido impermeável, como PVC, fibra de vidro, Polietileno de Alta Densidade “PEAD”, alvenaria, ferrocimento, entre outros.

Saiba mais

Importância do sistema reprodutivo para clínica de bovinos

Independente do sistema de produção, os aspectos próprios da reprodução e os índices reprodutivos podem auxiliar no diagnóstico de doenças de vários sistemas. Um exemplo disso é a possibilidade de suspeitar que afecções podais estão ocorrendo no rebanho devido à baixa taxa de prenhez, pois, como as vacas não demonstrarão cio montando umas nas outras por causa da possível dor na pata, elas não serão submetidas à inseminação ou qualquer que seja o método de concepção utilizado pela propriedade.

Saiba mais

Sr. Veterinário, conheça o sistema independente de produção de frangos de corte

O Brasil é o segundo maior produtor de frango de corte e o maior exportador de carne de frango, mesmo sendo o mercado interno o maior consumidor dessa proteína produzida no país. “A avicultura de corte conta basicamente com três grandes sistemas de produção: sistemas independente, sistemas de integração e sistemas de cooperativa”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Conheça a nova disciplina VET Profissional: Clínica Médica de Cães e Gatos

O VET Profissional acaba de ganhar mais uma disciplina: Clínica Médica de Cães e Gatos. Para os médicos veterinários, a clínica médica é uma prática importante, pois trata do diagnóstico e tratamento de doenças, atuando, também, na área de saúde pública, ao combater zoonoses, promovendo a interação entre o profissional veterinário e a sociedade. Independente da especialidade do médico veterinário, essas práticas fazem parte de sua rotina.

Saiba mais

Precisando examinar boca de gatos? Saiba como

O exame físico de inspeção e palpação da boca de cães e gatos além de ser relativamente simples, permite que o médico observe uma série de alterações que possam acometer a cavidade oral desses animais domésticos. “Ao iniciar a inspeção e palpação da boca de felinos, o Veterinário deve conter previamente o animal para que o exame seja feito de forma rápida, precisa e eficiente, minimizando o estresse para o animal e os riscos para o examinador”, afirma Dra. Waleska de Melo Ferreira Dantas

Saiba mais

O hipotálamo e a produção de hormônios em animais

O hipotálamo é a região do cérebro formado por neurônios na qual ocorre a junção e controle do sistema nervoso e do sistema endócrino para a produção de hormônios que serão transmitidos à adeno-hipófise e à neuro-hipófise, afirma Waleska de Melo Ferreira Dantas, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Anamnese em cães e gatos para a identificação de problemas de pele

É mesmo possível realizar anameses em cães e gatos para a identificação de problemas de pele? Sim, é. A anamnese inicia-se pela queixa principal do proprietário e deve se desenvolver por meio de uma série de perguntas feitas pelo médico veterinário, relativas ao sistema tegumentar que irão orientá-lo na identificação das alterações, bem como sugerir exames complementares.

Saiba mais

Sr. Veterinário, aprenda como fazer na prática a TIVA

O animal será pré-medicado com 0,5 ml/kg de diazepan intravenoso e, em seguida, será feita a indução da anestesia de 2 em 2 ml/kg de propofol até atingir o efeito esperado. Como a paciente pesa 2,65 kg, a regulagem da bomba de infusão deve seguir a adaptação desse valor.

Saiba mais

Suinocultor integrado/cooperado: o que saber sobre esse modelo?

O objetivo do sistema integrado/cooperado de criação de porcos é atender à agroindústria. “Nesses casos, a agroindústria realiza um contrato com o suinocultor que dedica toda a sua produção diretamente para a empresa”, explica Mariana Costa Fausto, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Tire suas dúvidas sobre a castração de cães e gatos!

A castração de cães e gatos ainda é tida como um tabu na nossa sociedade. Muitos donos desses animais de estimação acabam por não realizar o procedimento devido ao que, erroneamente, escutam falar sobre essa cirurgia. Esse procedimento é seguro? O animal sofre? Devo castrar a fêmea antes ou depois do primeiro cio? Esses e outros são alguns dos questionamentos mais comuns.

Saiba mais

Doença de maior impacto no sistema de produção de leite? A Mastite!

A real importância da mastite no sistema de produção de leite está relacionada a três fatores: trata-se da doença de maior impacto direto na diminuição da produção e qualidade do leite; causa enormes perdas econômicas para a indústria leiteira; e inviabiliza a atividade dos produtores pecuaristas. Por isso, é fundamental que o médico veterinário conheça as características da doença, bem como quais são as novidades que estudos e pesquisas já realizados sobre a mastite revelam.

Saiba mais

Planejamento da Produção na Pecuária de Corte. Como ajudar o produtor?

O planejamento dos sistemas de produção e, particularmente, de sistemas pastoris, baseia-se em informações como a projeção da dinâmica do rebanho, a identificação de épocas críticas para a sua nutrição e o estabelecimento de níveis esperados de produtividade da pastagem ao longo do ano. Essas informações permitem estabelecer épocas de provável escassez ou excesso de forragem e possibilitam prever intervenções de manejo para minimizar estresses nutricionais dos animais e condições inadequadas de utilização da pastagem.

Saiba mais

Veterinário: aprenda mais sobre o sistema endócrino de animais domésticos

Você conhece a fisiologia das principais glândulas endócrinas presentes no organismo de pequenos animais domésticos? Estudar o sistema endócrino dos animais domésticos objetiva compreender o que são os hormônios, como são produzidos, quais são suas funções e quais são os processos de regulação e síntese, ambos controlados pela hipófise, glândula localizada no cérebro dos animais.

Saiba mais

6 dicas de ouro para quem vai criar cabras

O criador antes de iniciar seu plantel para criação de cabras deverá planejar muito bem seu negócio, além de optar por um sistema de criação, escolhido mediante as características da sua região e da sua propriedade, explica Magna Coroa Lima, professora do VET Profissional. 1. Sistema de criação: os animais que irão compor seu plantel deverão ter sido pensados também, de acordo com o sistema de criação escolhido. As criações podem ser por hobby, turismo, para produção comercial de leite e, ou derivados e para corte.

Saiba mais

Veterinário Profissional: Conheça a Disciplina Cirurgias em Cães e Gatos

Os procedimentos cirúrgicos em animais de pequeno porte requerem técnicas e mecanismos singulares com os quais os veterinários precisam estar familiarizados. Cada cirurgia possui detalhes que, embora pareçam insignificantes para os leigos, exercem uma influência enorme na recuperação dos pacientes. A Disciplina Cirurgias para Cães e Gatos foi elaborada justamente pensando em facilitar a compreensão de todas as peculiaridades e métodos dessas operações.

Saiba mais

Quais são os instrumentos utilizados para cirurgia em animais?

Na realização de cirurgias em cães, gatos e outros animais de pequeno porte, é fundamental estar atento a cada detalhe, para que esse animal consiga passar por esse procedimento de forma tranquila e sem riscos. Assim como em humanos, para realizar qualquer cirurgia, o médico veterinário precisa estar atento a todos os instrumentos que usará e qual a finalidade de cada um.

Saiba mais

Cirurgia no sistema urinário de animais: a uretrostomia

Kelly Cristina Sousa Pontes, professora do VET Profissional, anuncia que a cirurgia no sistema urinário de pequenos animais apresenta técnicas e mecanismos únicos com os quais os médicos veterinários precisam estar familiarizados, para alcançarem o sucesso na realização dos procedimentos.

Saiba mais

Como combater cálculos urinários em cães e gatos?

Assim como os seres humanos, os animais também podem sofrer com cálculos urinários, que são bem parecidos aos nossos. Esse material sólido é formado, geralmente, por sais minerais, com elementos como o cálcio, o magnésio, a amônia, o fósforo e carbonatos. A consistência do cálculo e a composição são similares a do calcário.

Saiba mais

Cuidados pré-gestação para a segurança de gatas, cadelas e filhotes

A importância de um acompanhamento médico adequado durante a gestação de gatas e cadelas não é mais segredo para os tutores, de modo que são cada vez mais frequentes as pacientes prenhas e os neonatos nas clínicas e hospitais veterinários. Entretanto, existem alguns cuidados nem sempre observados que devem ser tomados antes mesmo do acasalamento e que podem prevenir problemas de alto risco para os filhotes.

Saiba mais

Sistema free stall: conforto animal e melhor qualidade do leite

O conforto animal é fundamental para a qualidade final do leite. Por esse motivo, o produtor deve se preocupar com o bem-estar do gado e propiciar condições para que isso aconteça.

Saiba mais

Dermatofitose em Gato: como coletar amostras para o diagnóstico?

Quando nos deparamos com pacientes com lesões de pele circunscritas em determinadas áreas do corpo, é muito difícil fazer o diagnóstico observando apenas as características das lesões, pois essas se apresentam de modo semelhante para diferentes agentes ou causas.

Saiba mais

Contenção de cães e gatos: por que usar?

A correta contenção de animais é importante, pois garante a integridade física do Médico Veterinário, bem como a preservação do paciente, evitando danos físicos aos animais durante as intervenções médicas.

Saiba mais

O que é a torção gástrica em cães?

O professor da Disciplina do VET Profissional Clínica Médica de Cães e Gatos, Gustavo Carvalho Cobucci, explica que um bom veterinário deve conhecer a fundo todos os problemas que os animais podem apresentar, para conseguir diagnosticar e curá-los da forma mais rápida e eficiente possível.

Saiba mais

Cirurgia veterinária: impactação e abscedação do Saco Anal

A estrutura chamada de saco anal está presente em todos os cães e gatos e cada um possui duas dessas estruturas. Não são visíveis externamente e ficam localizadas na lateral do ânus desses animais. Formando uma espécie de bolsa, dentro de cada saco há duas glândulas, denominadas adanais ou glândulas do saco anal.

Saiba mais

O pet precisa de transfusão de sangue, e agora? Critérios para a seleção dos doadores

Algumas enfermidades debilitam muito os cães e gatos, ao ponto de eles necessitarem de transfusão sanguínea. Essa técnica fortalece o organismo do animal anêmico, repõe o volume de sangue perdido em decorrência de ferimentos e hemorragias e, acima de tudo, fornece tempo para o médico veterinário analisar melhor o quadro de saúde do paciente emergencial, de modo a evitar diagnósticos precipitados.

Saiba mais

Anestesia inalatória em cães e gatos: vantagens e desvantagens

A anestesia inalatória é a técnica de introdução de um agente anestésico por via respiratória através de vaporização. “Após a absorção pelo pulmão, o agente alcança a corrente sanguínea e chega até o sistema nervoso central, local em que produz o efeito desejado”, explica o Professor Luís Eugênio Franklin Augusto, do VET Profissional.

Saiba mais

Fraturas ósseas em cães e gatos: você sabe classificar uma fratura?

A fratura é classificada como uma solução de continuidade do tecido ósseo. “Acontece devido a um trauma ou à fragilidade óssea causada por doença (fratura patológica)”, explica a professora Sâmara Turbay Pires, do VET Profissional.

Saiba mais

Suinocultura: quais modelos de produção utilizados no Brasil?

Na criação intensiva de suínos em confinamento total, existe um controle total do animal e do ambiente, melhorando muito a eficiência da criação, com consequente aumento da produtividade, o que torna a criação de suínos mais agradável e lucrativa.

Saiba mais

Lipidose hepática em gatos: como diagnosticar?

Períodos prolongados de anorexia podem trazer como consequência a lipidose hepática. “Esse quadro ocasiona o mau funcionamento das células do fígado e do trato biliar”, explica Fabíola Carolina de Almeida, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Hipertensão pulmonar em cães e gatos: você conhece essa doença?

A hipertensão pulmonar (HP) é uma doença progressiva, grave, de alta incidência, caracterizada pela elevação anormal e persistente da pressão na vasculatura pulmonar e consequente aumento da pressão arterial pulmonar (≥ a 25 mmHg). Pode ser classificada em HP arterial e HP venosa.

Saiba mais

Veterinário profissional: O que é a mucocele?

A doutora em cirurgia veterinária e professora da Disciplina Cirurgia de Cães e Gatos, do VET Profissional, Kelly Cristine de Sousa Pontes, ressalta que, no cuidado com cães e gatos é necessário estar atento aos problemas que eles apresentam, para, então encaminhá-los ao veterinário.

Saiba mais

O câncer de mama também atinge os pets? Sim!

A saúde dos nossos pets é algo com o que devemos nos preocupar. A castração, tida como um procedimento que gera muitas dúvidas, é importante na prevenção de alguns problemas, como a piometra e o câncer de mama em fêmeas. Mas, afinal, os pets também sofrem com câncer de mama? A resposta é sim!

Saiba mais

Quer se tornar um assinante do VET Profissional? Aposte nos cartões digitais!

O VET Profissional oferece ao Médico Veterinário a oportunidade de rever e aprimorar, por meio de Aulas Práticas e Cursos de Aperfeiçoamento, conceitos e técnicas para aplicar em seu dia a dia, transformando-se em um profissional diferenciado. O VET Profissional é essencial, também, para o Estudante de Veterinária, pois proporciona um aprendizado ágil e dinâmico, além, é claro, de servir como complemento para as aulas práticas abordadas nas disciplinas do seu curso. Contudo, para ter acesso ao conteúdo das aulas e cursos, é preciso efetuar sua assinatura anual, por meio de um cartão de crédito.

Saiba mais

Mastite: principal responsável pela baixa na atividade leiteira

Independente do tipo de sistema de produção de leite adotado pelo pecuarista, o objetivo de todo cuidado e esforço no tratamento e manejo do gado é alcançar o lucro. Porém, anualmente, a mastite é a principal responsável pelo impacto negativo na atividade leiteira. Dentre os principais prejuízos econômicos causados pela doença citam-se:

Saiba mais

Veterinário: ajude seu cliente na escolha do tipo de granja de frango

Precisando ajudar seu cliente na escolha certa do tipo de granja de frango? Seus esclarecimentos, então, devem começar pelos três tipos de sistema de podução: produção de matrizes, granjas de poedeiras e granjas de frango de corte. "Juntos, vocês poderão caminhar na direção certa, de acordo com os recursos para a implantação do empreendimento e de acordo com as necessidades de produção local", afirma Marcelo Dias da Silva, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Veterinário: entenda a atuação dos hormônios no organismo animal

Para exemplificar como os hormônios atuam no organismo, vamos utilizar a ação de hormônios em dois órgãos que fazem parte do sistema digestivo, a saber: fígado e pâncreas. Esses são responsáveis por regular a taxa de glicose no sangue através da produção de glicogênio, insulina e glucagon.

Saiba mais

Sr. Veterinário: um pouco mais sobre homeostase e seus mecanismos

Homeostase ou homeostasia, especialmente nos seres vivos, é a propriedade de um sistema aberto em regular o seu ambiente interno, de modo a manter a condição estável de seus mecanismos. Em grego a palavra homeostase significa: Homeo – similar e Stasis - estático. Nesse sentido, a homeostase tenta manter de forma estática ou equilibrada das reações fisiológicas que acontecem dentro do organismo do animal

Saiba mais

Aves em estado crítico: o que o veterinário deve fazer?

As aves quando chegam em clínicas, geralmente, já se encontram em estado crítico. “Elas são pacientes diferentes, não são como os cães e os gatos, porque mascaram os sinais clínicos de doenças. Devido a isso, os seus responsáveis normalmente não percebem quando elas começam a adoecer e a doença se agrava”, explica Letícia Bergo Coelho Ferreira, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

Suinocultura: como evitar a carne DFP de suínos

A "carne DFD, sigla em inglês que significa - dark, firm, dry, ou seja, escura, dura e seca - pode ser evidenciada pela cor escura, sendo ainda carne firme e seca com média de pH superior a 6,2", explica Mariana Costa Fausto, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

O uso da ultrassonografia aplicada à reprodução de bovinos

O uso da ultrassonografia aplicada à reprodução de bovinos visa o planejamento reprodutivo de fêmeas bovinas, tanto em gado de corte, quanto de leite. “Ela representa uma ferramenta importante para a eficiência reprodutiva e produtiva dentro do sistema de bovinocultura”, explica Prof. Carlos Augusto Gontijo Pellegrino, do VetProfissional.

Saiba mais

Dirofilaria immitis: você conhece esse nematelminto e seus prejuízos para os animais?

Como representante da família Onchocercidae, destaca-se a espécie Dirofilaria immitis, que possui como hospedeiros definitivos o cão, o gato, os carnívoros silvestres, os equinos, os primatas e, raramente, o homem. “Os hospedeiros intermediários são os mosquitos dos gêneros Aedes spp., Anopheles spp., Culex spp. e Ctenocephalides canis”, explica a professora Mariana Costa, do VET Profissional.

Saiba mais

VET Profissional: dicas para vestir os equipamentos cirúrgicos

Para a preparação de cirurgias em cães e gato, é imprescindível estar atento a vários procedimentos, que serão fundamentais para garantir que não haja qualquer tipo de contaminação ao animal por parte do veterinário. Após reunir a equipe, dentre outros procedimentos, é necessário vestir alguns equipamentos cirúrgicos.

Saiba mais

Cirurgia veterinária: a sutura

Kelly Cristine de Sousa Pontes, professora da Aula 04 – Sutura, da Disciplina Cirurgia de Cães e Gatos, do VET Profissional, afirma que para a realizar a sutura de animais, é preciso conhecer as técnicas necessárias para esse procedimento, bem como os fios utilizados e outras informações essenciais para o sucesso do procedimento.

Saiba mais

Remoção do baço em cães

Kelly Cristine de Sousa Pontes, professora da Disciplina VET Profissional Cirurgia de Cães e Gatos, explica que todos os órgãos desempenham funções importantes nos animais, mas é possível que eles tenham uma vida tranquila mesmo após a remoção de algum órgão, como é o caso do baço.

Saiba mais

Conheça os cuidados técnicos durante a celiorrafia que podem garantir o sucesso de uma cirurgia

Celiotomia é o termo que designa a incisão na cavidade abdominal. Equivocadamente, muitos profissionais a chama de laparotomia, nomenclatura até mais utilizada atualmente, porém que corresponde à incisão na região do flanco. Celiorrafia, por sua vez, é a sutura da cavidade abdominal, de modo que é o procedimento que finaliza a celiotomia.

Saiba mais

Por que castrar cães machos é uma ação para o bem-estar social?

Muitas pessoas consideram que a melhor forma de controlar a natalidade de cães e gatos é a castração de fêmeas, uma vez que são elas que geram os filhotes. Embora castrá-las seja, sim, uma forma de controle, a orquiectomia, ou seja, a castração de machos, causa muito mais impacto nesse aspecto quando existe um grande volume de animais a ser neutralizado reprodutivamente.

Saiba mais

Como fazer a manutenção e regulagem do equipamento de ordenha?

Os sistemas de ordenha e resfriamento têm influência direta e definitiva sobre a qualidade do leite in natura, depois do dano provocado, não há mais como corrigi-lo.

Saiba mais

Mastite: o que é e o que representa no sistema de produção de leite

A mastite é a inflamação do parênquima da glândula mamária. A doença pode ter causas diversas, mas a maior parte das vezes, é causada por bactérias que atingem o interior de um ou mais quartos da mama bovina através dos ductos localizados nos tetos. De acordo com Paolo Antônio Dutra Vivenza, Professor do VET Profissional, “Além das bactérias, outros microrganismos também podem causar a mastite, entre eles: leveduras, fungos, o vírus do Mycoplasma bovis, microrganismo que ocupa posição intermediária entre bactérias e vírus, e algas microscópicas do gênero Prototheca”. É preciso ressaltar que, sob o ponto de vista epidemiológico, a interação entre a resistência do animal, as condições do ambiente e a presença do agente patogênico favorece a ocorrência da mastite no rebanho.

Saiba mais

Sr. Veterinário, nesta aula um pouco mais sobre as células

As células possuem um ciclo de vida em que crescem, reproduzem e morrem. As que estão no período de crescimento passam por aumento quantitativo de moléculas e de material genético. A reprodução celular, por sua vez, corresponde à partição do núcleo e do citoplasma em duas células. “A reprodução celular é proporcional o aumento exponencial de células até a fase adulta do animal na qual o crescimento do organismo cessa”, explica Waleska de Melo Ferreira Dantas, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário, responda: o que é cardiopatia congênita e como ela acontece?

Cardiopatia congênita é o defeito morfológico na estrutura e função do coração ou dos grandes vasos, presentes no nascimento do animal. Ocorrem no desenvolvimento embrionário, podendo acometer cães e gatos. Possui, porém, baixa prevalência.

Saiba mais

Garrotilho ou adenite equina: você sabe o que é?

Entre as principais afecções que acometem o sistema respiratório dos equinos, destaca-se o garrotilho, que também é chamada de adenite equina ou linfoadenite equina. Trata-se de uma patologia de difícil controle e para a qual ainda não há vacinas eficazes. Essa doença possui alta morbidade e baixa letalidade: os animais ficam doentes por um período, apresentando estado febril, e deixam de comer e de crescer.

Saiba mais

Anestesias para animais

Para realizar a limpeza de dentes, castração, cirurgia ortopédica ou qualquer outro procedimento cirúrgico, os animais precisam de ser anestesiados. O anestésico será o responsável por garantir que o animal não sinta dor, além de deixa-lo inconsciente por todo o procedimento, evitando que ataquem o veterinário.

Saiba mais

Dúvidas sobre a castração de cães

A maioria dos donos de cães ainda possui dúvidas sobre a castração desses animais. Esse tema, ainda considerado um tabu na sociedade provoca muitas interpretações equivocadas e, pela falta de conhecimentos, muitos animais não passam por esse procedimento, pois seus donos costumam sentir medo o até mesmo pena.

Saiba mais

Anestesia em cães

Em um conceito mais técnico, a anestesia é um fármaco que deve ser ministrado para eliminar ou aliviar a dor e outras sensações a animais, para que possam passar por procedimentos cirúrgicos, exames diagnósticos e outros procedimentos. Ela deve durar um tempo determinado e deve ser aplicada por um anestesiologista veterinário.

Saiba mais

Cães: alergia e dermatite alérgica

Por andarem em quase todos os locais da casa e terem contato com diversas substâncias, os cães podem facilmente apresentar alergias e dermatite causada por reação alérgica. Essa doença na pele é muito comum e é resultado de uma reação alérgica quando o animal entra em contato com alguma substância alérgena.

Saiba mais

Paramentação da equipe cirúrgica: qual a real importância?

Tanto em humanos quanto em animais, a pele é a primeira barreira de defesa contra bactérias, vírus e outros agentes microbiológicos nocivos ao corpo. Assim, procedimentos cirúrgicos, cujas incisões são mais profundas, precisam ser submetidos a protocolos higiênicos cautelosos.

Saiba mais

FeLV: A doença infecciosa felina que mais mata no Brasil

FeLV é a sigla para Leucemia Viral Felina (do inglês “Feline Leukemia Virus”), doença infectocontagiosa não zoonótica mais relacionada à doença clínica e à mortalidade de felinos no Brasil. Seu nome popularmente é acompanhado pela sigla de outra infecção, a FIV, mas é importante que o médico veterinário esclareça aos tutores que não existe a doença “FIV/FeLV” (embora o animal possa ser diagnosticado com as duas), pois são patologias diferentes, com sinais clínicos distintos.

Saiba mais

Veterinário, conheça as subdivisões da Anatomia Animal

A anatomia é um ramo da biologia que estuda as formas e estruturas que compõem o corpo do animal e as correlaciona com as funções do corpo do mesmo. Inicialmente, a anatomia era simplesmente descritiva, utilizando bisturis e pinças, fazendo a separação das estruturas e sua descrição. Com o desenvolvimento da ciência anatômica, surgiu a necessidade de subdividi-la. Uma delas, dentre as várias divisões da anatomia animal, é a anatomia macroscópica, que é a anatomia em si, a descrição das estruturas a olho nu.

Saiba mais

Anestesia inalatória em pequenos animais: vantagens e desvantagens

Anestesia inalatória é a técnica de introdução de um agente anestésico por via respiratória através de vaporização. Após a absorção pelo pulmão, o agente alcança a corrente sanguínea e chega até o sistema nervoso central, local em que produz o efeito desejado. As principais vantagens da anestesia inalatória são:

Saiba mais

Cateter endovenoso? Conheça a função do Mandril e o Canhão

O mandril é o instrumento do cateter que penetra a pele do paciente e alcança o vaso, por isso, possui uma ponta com bisel. A ponta biselada, por sua vez, deve ser posicionada para cima no momento de penetrar a pele do animal para evitar que a ponta de silicone do tubo do cateter se dobre ao atravessar a veia do paciente.

Saiba mais

Veterinário dá dicas para a recepção de pintinhos em granjas. Veja!

Na ocasião da chegada das aves à granja, a primeira coisa que o avicultor deve observar é se os pintinhos estão estressados e, às vezes, desidratados, devido à locomoção que, em alguns casos, pode durar até 2 ou 3 dias de viagem de caminhão. É bom lembrar que os pintinhos chegam até a granja transportados em caixas feitas de plástico rígido ou em caixas de papelão que possuem furos para ventilação.

Saiba mais

Doenças respiratórias em galinhas: como surgem

O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas, afirma Marcelo Dias, Professor da Aula 13 - Doenças Bacterianas Respiratórias: Micoplasmose, Pasteurelose e Coriza.

Saiba mais

Úbere abaixo da linha do jarrete é fator para a ocorrência de mastite

O posicionamento ideal de sustentação do úbere deve ser acima da linha do jarrete. Quando o úbere encontra-se abaixo da linha do jarrete fica evidente a frouxidão do sistema de suporte do úbere, especificamente, do ligamento lateral e da inserção anterior. “A ocorrência desse estado é devido ao número de lactações e à idade do animal”, afirma Paolo Antônio Dutra Vivenza, professor do VET Profissional. Observe, na imagem, o posicionamento do úbere abaixo da linha do jarrete.

Saiba mais

Saneamento básico: de quem é essa responsabilidade?

No Brasil, a falta de saneamento básico afeta mais as áreas mais pobres, agravando quadros epidemiológicos e de doenças infecciosas, sendo as crianças as maiores vítimas desse problema. “O saneamento básico é de responsabilidade do Estado e deve ficar sob sua supervisão, pois, tem como objeto a promoção da saúde e necessita de alto investimento”, explica o Prof. Dr. Marcelo Dias da Silva, do VET Profissional. Nesse caso, o ponto chave não pode ser o lucro.

Saiba mais

Mercado de pets exóticos cresce e pede por médicos veterinários especializados

Estudar sobre pets exóticos ou não convencionais é muito importante para o médico veterinário porque se trata de animais cada vez mais recorrentes nos consultórios. Pode-se conceituá-los como sendo todas as espécies que não são comuns nos domicílios, como algumas aves, répteis e mamíferos que não sejam cão e gato. São animais de estimação interessantes, pois podem se adaptar perfeitamente à presença humana, gostam de carinho e interagem com as pessoas, obviamente que de forma diferente das interações as quais as pessoas estão acostumadas.

Saiba mais

Sr. Veterinário: aprenda sobre o bloqueio do nervo maxilar de cães

O nervo maxilar emerge pelo forame maxilar e é responsável por irrigar um dos lados da face do cão, explica Luís Eugênio Franklin Augusto, Professor do VET Profissional. O bloqueio desse nervo permite dessensibilizar a parte superior rostral e arcada superior do animal (teto da cavidade nasal, palato duro, palato mole, focinho, lábio superior, dentes incisivos e caninos superiores, dentes molares e pré-molares de um dos lados da face do paciente).

Saiba mais

Exodontia em cães: o que o veterinário deve saber a respeito

A exodontia é um procedimento cirúrgico frequente na prática odontológica de pequenos animais, em que se realiza a extração de um ou mais dentes devido a algum problema, como trauma ou doença oral. Para a realização da exodondia são utilizados o osteótomo e o martelo para a retirada do osso alveolar.

Saiba mais

A tuberculose bovina e a forma comum de transmissão

A tuberculose bovina é uma doença que ocorre em praticamente todo o mundo, sendo a América do Sul um dos locais de maior incidência. No Brasil o problema é preocupante e se constitui em um grave problema de saúde pública. Os principais prejuízos causados pela tuberculose são a diminuição da produção de leite e de carne e a perda de animais que, dependendo do sistema de produção, pode ser disseminada rapidamente entre o rebanho, explica Prof. Leonardo Cotta Quintão, professor do VetProfissional. Por apresentar sinais comuns de várias enfermidades, a identificação dessa doença exige métodos complementares.

Saiba mais

Pré-cobrição e gestações de porcas: instalações adequadas

O sistema de produção de suínos compreende as fases de pré-cobrição e gestação, maternidade, creche, crescimento e terminação. É de muita importância que os criadores, orientados por veterinários, saibam que “os aspectos construtivos das instalações diferem em cada fase de criação e devem se adequar às características físicas, fisiológicas e térmicas do animal”, explica Paulo César Brustolini, professor do VET Profissional.

Saiba mais

4 dicas para acertar na inseminação artificial de porcas

Precisando acertar no momento de inseminar porcas? Pois muito bem, atente-se a essas dicas e faça um procedimento perfeito: 1- A inseminação artificial deverá ser feita na presença do macho, tendo-se o cuidado para que o sêmen seja depositado naturalmente na fêmea e não forçado,explica Paulo César Brustolini, professor do VetProfissional. 2- O tempo de uma inseminação deve ser de, no mínimo, 4 minutos. Ao mesmo tempo que a inseminação é feita, massageie o flanco e pressione (gentilmente, com as mãos ou cavalgando) as costas da fêmea o que facilitará a penetração do sêmen.

Saiba mais

Glomerulonefropatias em animais domésticos: você conhece a glomerulonefrite?

As glomerulonefropatias são doenças glomerulares consideradas como principais causas de doença renal crônica em cães, prevalecendo a ocorrência em animais de meia idade e idosos.

Saiba mais

Estenose aórtica em animais domésticos: um tipo de cardiopatia congênita que merece atenção

Cardiopatia congênita é o defeito morfológico na estrutura e função do coração ou dos grandes vasos, presentes no nascimento do animal. Ocorrem no desenvolvimento embrionário, podendo acometer cães e gatos. Aqui vamos conhecer a estenose aórtica, uma doença caracterizada pela obstrução parcial da via de saída do ventrículo esquerdo.

Saiba mais

Médico veterinário: vamos lembrar como coletar o sangue pela veia jugular em cães?

Antes de indicar a coleta de sangue, é necessário que o Médico veterinário faça um bom exame físico do paciente, pois aqueles com coagulopatias graves não devem ser submetidos ao procedimento.

Saiba mais

Mastite: o que provoca este tipo de infecção?

A mastite pode ter causas diversas, mas a maior parte das vezes, é causada por bactérias que atingem o interior de um ou mais quartos da mama bovina através dos ductos localizados nos tetos. A real importância da mastite no sistema de produção de leite está relacionada a três fatores:

Saiba mais

Receba Mais Informações