Resultados da busca para "exame ginecologico em egua 90 dias"

Exame dermatológico em gatos? Prepare-se com as dicas abaixo!

O exame dermatológico em gatos é, geralmente, um exame difícil de o médico veterinário realizar. “Gatos não gostam da inspeção, pois incomoda bastante o animal”, afirma Prof.ª Dr.ª Waleska de Melo Ferreira Dantas, Doutora em Patologia Clínica Animal pela Universidade Federal de Viçosa - UFV.

Saiba mais

Exame ginecológico em éguas: importância, etapas e quando fazer

Apesar de a fertilização e gestação serem o núcleo do processo de reprodução animal, os criadores, baseados em inúmeras pesquisas científicas, entenderam que a obtenção de animais de alto desempenho genético só seria possível mediante valorização de todas as etapas que compõem o manejo reprodutivo. Em relação à criação de equinos, uma dessas etapas que se mostra fundamental é o exame ginecológico completo da égua antes da estação reprodutiva.

Saiba mais

Exame físico em lagartos? Saiba como no passo a passo abaixo

Precisa fazer a avaliação física de um lagarto e não sabe como? Contenção, auscultação, inspeção e palpação são as três etapas para o exame físico em lagartos. Isso é fácil. Siga as dicas abaixo: 1º passo: contenção Contenha o lagarto com uma fronha ou toalha

Saiba mais

Exame ultrassonográfico em animais: como fazer

De acordo com os ensinamentos da Profa. Sâmara Turbay Pires, “no exame ultrassonográfico, o animal deve ser colocado à direita do veterinário e a mão esquerda da pessoa vai trabalhar no aparelho de ultrassom”. Para demonstração, veja, a seguir, a avaliação da parte abdominal de um cão.

Saiba mais

Exame clínico em bovinos: como coletar informações para o diagnóstico?

Mesmo que o Veterinário seja chamado em uma propriedade para realizar o exame de apenas um animal, o conjunto precisa ser entendido, pois eles podem fornecer as informações importantes.

Saiba mais

Ultrassonografia para avaliação ginecológica de fêmeas bovinas: quais são as vantagens desse exame?

A ultrassonografia em reprodução animal, tanto relacionada a bovinos de corte quanto de leite, possibilita uma avaliação ginecológica mais precisa, executando exames de fêmeas para protocolos de IATF (inseminação artificial em tempo fixo) e TETF (transferência de embriões em tempo fixo).

Saiba mais

Tendinite crônica em equinos: quais são os exames específicos para esse diagnóstico?

Quando se recebe um animal com histórico de claudicação, além dos exames gerais, deve-se realizar exames físicos específicos.

Saiba mais

Precisando examinar boca de gatos? Saiba como

O exame físico de inspeção e palpação da boca de cães e gatos além de ser relativamente simples, permite que o médico observe uma série de alterações que possam acometer a cavidade oral desses animais domésticos. “Ao iniciar a inspeção e palpação da boca de felinos, o Veterinário deve conter previamente o animal para que o exame seja feito de forma rápida, precisa e eficiente, minimizando o estresse para o animal e os riscos para o examinador”, afirma Dra. Waleska de Melo Ferreira Dantas

Saiba mais

Sr. Veterinário, conheça as principais afecções causadoras de aborto em bovinos

A duração da gestação pode apresentar importância clínica para os bezerros, pois gestações 3 ou 4 dias mais curtas do que o normal pode gerar bezerros mais leves, os quais têm mais dificuldade em absorver nutrientes, e consequentemente, tendem a ter mais problemas. Normalmente, a gestação de taurinos dura aproximadamente 285 dias enquanto a gestação de zebuínos dura aproximadamente 292 dias. A partir disso, a atenção deve ser voltada para a anotação dos índices zootécnicos, pois só é possível fazer a previsão do parto se as datas de inseminação

Saiba mais

Diagnóstico gestacional em éguas: como realizar essa etapa do manejo reprodutivo?

Alguns dias após submeter a égua à inseminação artificial ou cobertura pelo garanhão, entra em vigor uma etapa do manejo reprodutivo fundamental não só para a saúde do animal e do feto, quanto para os negócios: o diagnóstico de gestação.

Saiba mais

Precisa examinar a boca de um cão? Siga essas dicas!

O Médico Veterinário, ao iniciar o exame específico da boca de cães, deve atentar-se primeiramente para a área externa que envolve a cabeça: a musculatura responsável pelos movimentos mastigatórios e os lábios do animal, a fim de verificar a presença de lesões ulcerativas, lesões erosivas e algum tipo de massa nessa região. Em seguida, o Médico Veterinário deve palpar toda a região perilabial e a musculatura que participa dos movimentos mastigatórios, principalmente os masseteres.

Saiba mais

Precisando fazer exame de urina em éguas? Saiba como!

A coleta de urina em éguas é feita por meio da cateterização vesical ou sondagem vesical. É importante, como primeira medida para a realização do procedimento, fazer a assepsia da vulva para retirar resíduos de fezes e evitar a contaminação ao introduzir a sonda na uretra dos equinos.

Saiba mais

Pulorose, doença de alta mortalidade em granjas de aves jovens

A pulorose é uma doença causada pela Salmonella pullorum, um bacilo imóvel sem flagelo. Afeta exclusivamente aves, principalmente as jovens, desencadeando a chamada diarreia branca bacilar. “É uma doença de alta mortalidade, que chega a afetar 90% do plantel quando acontece”, explica Prof. Marcelo Dias, do VET Profissional.

Saiba mais

Avaliação ginecológica em vacas: por que fazer?

A ultrassonografia em reprodução animal, tanto relacionada a bovinos de corte quanto de leite, possibilita uma avaliação ginecológica mais precisa, executando exames de fêmeas para protocolos de IATF (inseminação artificial em tempo fixo) e TETF (transferência de embriões em tempo fixo).

Saiba mais

Anestesia em cães

Em um conceito mais técnico, a anestesia é um fármaco que deve ser ministrado para eliminar ou aliviar a dor e outras sensações a animais, para que possam passar por procedimentos cirúrgicos, exames diagnósticos e outros procedimentos. Ela deve durar um tempo determinado e deve ser aplicada por um anestesiologista veterinário.

Saiba mais

Estro em leitoas: como diagnosticar?

Nas fêmeas suínas, a puberdade é caracterizada pelo primeiro cio produtivo ou o processo de ovulação. Ocorre em torno de 135 dias de idade. A partir da puberdade as fêmeas passam a ser monitoradas. Nesse momento, suinocultores e veterinários responsáveis devem formar lotes de animais com cio em período semelhante.

Saiba mais

Anamnese em cães e gatos para a identificação de problemas de pele

É mesmo possível realizar anameses em cães e gatos para a identificação de problemas de pele? Sim, é. A anamnese inicia-se pela queixa principal do proprietário e deve se desenvolver por meio de uma série de perguntas feitas pelo médico veterinário, relativas ao sistema tegumentar que irão orientá-lo na identificação das alterações, bem como sugerir exames complementares.

Saiba mais

Para uma granja avícola forte, alimente os pintinhos bem!

Quer uma granja avícola forte? Alimente bem suas aves, principalmente aquelas que recebem suas aves ainda pintinhos, afirma Marcelo Dias da Silva, Médico Veterinário, Mestre em Agroquímica e Doutor em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa.

Saiba mais

A importância da anamnese para o trabalho com animais

Segundo Ana Carolina Silva Faria, professora do VET Profissional, “A anamnese deve ser um exame detalhado, capaz de fornecer o perfil do animal, o perfil do ambiente em que ele vive e o perfil do proprietário”. A ficha de anamnese do paciente deve ser preenchida minunciosamente e conter os seguintes dados

Saiba mais

Exame de aves em postura: como fazer?

Quando o avicultor opta pela criação de aves de postura, é possível ter até 18 mil poedeiras por galpão. Assim, como identificar, dentre tantas aves, se alguma delas não está produzindo? Para isso, alguns pontos devem ser observados, como: - As aves produtivas têm crista aquecida, quente ao toque, devido ao alto metabolismo, e uma coloração vermelha levemente pálida, já que o sangue do seu corpo está sendo desviado para a região do oviduto. - O espaço entre pernas deve ser de aproximadamente três dedos, pois os hormônios sexuais dilatam a região dos ossos pélvicos para facilitar a passagem dos ovos.

Saiba mais

Saiba como interpretar leucograma

O leucograma é uma parte do exame de sangue, que avalia os leucócitos ou glóbulos brancos, responsáveis pela imunidade do animal. Este exame indica o número de basófilos, eosinófilos, linfócitos e monócitos presentes no sangue. Os resultados do leucograma podem ajudar o médico veterinário a interpretar doenças.

Saiba mais

Aprenda realizar o exame físico externo para diagnosticar doenças em aves

Os médicos veterinários devem sempre orientar criadores de aves domésticas a nunca ignorarem nenhum sinal de doença observado em sua criação, por menor que ele seja. Em granjas, como o número de animais convivendo muito próximos é elevado, infecções se propagam rapidamente, o que pode ocasionar descarte de plantéis inteiros.

Saiba mais

Aprenda a como realizar o exame físico externo para diagnosticar doenças em aves

Os médicos veterinários devem sempre orientar criadores de aves domésticas a nunca ignorarem nenhum sinal de doença observado em sua criação, por menor que ele seja. Em granjas, como o número de animais convivendo muito próximos é elevado, infecções se propagam rapidamente, o que pode ocasionar descarte de plantéis inteiros.

Saiba mais

O fator Luz nas fases de cria e recria de galinhas poedeiras

Ao se trabalhar com cria e recria de aves, é preciso pensar em alguns pontos, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. São eles: I- Até 9 semanas, as aves são refratárias hormonalmente à luz. Dessa forma, nos dois primeiros dias de chegada da pintainha, são necessárias 23-24 horas de luz para que elas se adaptem aos círculos de proteção e ao ambiente. A partir daí, utiliza-se luz natural até a 9a semana de vida.

Saiba mais

Dermatofitose em Gato: como coletar amostras para o diagnóstico?

Quando nos deparamos com pacientes com lesões de pele circunscritas em determinadas áreas do corpo, é muito difícil fazer o diagnóstico observando apenas as características das lesões, pois essas se apresentam de modo semelhante para diferentes agentes ou causas.

Saiba mais

Cuidados pré-gestação para a segurança de gatas, cadelas e filhotes

A importância de um acompanhamento médico adequado durante a gestação de gatas e cadelas não é mais segredo para os tutores, de modo que são cada vez mais frequentes as pacientes prenhas e os neonatos nas clínicas e hospitais veterinários. Entretanto, existem alguns cuidados nem sempre observados que devem ser tomados antes mesmo do acasalamento e que podem prevenir problemas de alto risco para os filhotes.

Saiba mais

Material da cama para pintinhos: você saberia escolher bem?

Nas últimas décadas, pudemos observar nitidamente um salto no desenvolvimento da avicultura brasileira, consequência de intensas pesquisas nas áreas de sanidade, nutrição, melhoramento genético, entre outros. Esse avanço permitiu que muitas questões que antes não recebiam a devida importância por parte dos produtores passassem a ser encaradas com seriedade. O manejo dos pintinhos é um exemplo disso, pois deixou de ser considerado algo simples e, nos dias atuais, é reconhecido como um fator decisivo para se obter animais de alta produção.

Saiba mais

Lagomorfos e pequenos roedores em cativeiro: características

Nos dias atuais é muito comum encontrarmos algumas espécies, nada convencionais, mantidas em cativeiro, criadas como pets. Entre elas, mais se destacam os coelhos (lagomorfos), os porquinhos da índia e as chinchilas (roedores herbívoros); e os hamster, ratos e camundongos (roedores onívoros). É muito importante que os veterinários fiquem atentos a essa nova categoria, já que seus serviços possivelmente poderão ser solicitados em decorrência do inadequado manejo desses animais.

Saiba mais

Veterinário dá dicas para a recepção de pintinhos em granjas. Veja!

Na ocasião da chegada das aves à granja, a primeira coisa que o avicultor deve observar é se os pintinhos estão estressados e, às vezes, desidratados, devido à locomoção que, em alguns casos, pode durar até 2 ou 3 dias de viagem de caminhão. É bom lembrar que os pintinhos chegam até a granja transportados em caixas feitas de plástico rígido ou em caixas de papelão que possuem furos para ventilação.

Saiba mais

Quer saber se sua granja avícola vai bem? Observe atentamente o seu interior!

Quer saber se sua granja avícola vai bem? Observe atentamente o seu interior e a primeira coisa que devemos observar no interior do galpão é a qualidade da cama avícola. “Em situações normais, a cama, diferente do aspecto inicial em que a serragem estava limpa, apresenta-se suja, misturada às penas e excrementos dos animais”, afirma Marcelo Dias da Silva, Médico Veterinário, Mestre em Agroquímica e Doutor em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa.

Saiba mais

Como avaliar o esôfago de um cão? Com inspeção e palpação!

Como avaliar o esôfago de um cão? Com inspeção e palpação do esôfago cervical, técnicas que permitem ao Médico Veterinário visualizar externamente aumentos de volume e outras alterações visíveis no esôfago. A palpação ocorre a partir da glote e desce pelo esôfago. Durante esta ação, o médico deve sentir se existe algum tipo de massa ou corpo estranho que dificultando a passagem do alimento no animal. O exame também demonstra o nível de sensibilidade do animal na região do esôfago.

Saiba mais

Precisando avaliar cavalos? Observe-os em grupo, não isoladamente

Precisando avaliar cavalos? Observe-os em grupo, não isoladamente. Quando observarmos os animais em conjunto, é possível comparar comportamentos e posturas diferenciadas entre animais saudáveis e animais doentes. Esses últimos tendem a se afastar do grupo, apresentam comportamento ingestivo diferenciado, bem como o modo como se locomovem.

Saiba mais

Linfonodos equinos: como examinar corretamente e o que observar

A avaliação dos linfonodos é feita comparando-se um linfonodo ao linfonodo do antímero contrário, ou seja, linfonodos esquerdo e direito. Sempre que possível, deve-se palpar os dois linfonodos juntos para que o Veterinário perceba alterações.

Saiba mais

Doenças respiratórias em galinhas: como surgem

O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas, afirma Marcelo Dias, Professor da Aula 13 - Doenças Bacterianas Respiratórias: Micoplasmose, Pasteurelose e Coriza.

Saiba mais

Quais bactérias do gênero Mycoplasma acometem as aves? Você sabe?

Nem todas as bactérias do gênero Mycoplasma são patogênicas às aves, afirma o Médico Veterinário e Zootecnista Marcelo Dias. As espécies específicas que acometem as aves são Mycoplasma gallisepticum, M. synoviae e M. meleagridis

Saiba mais

Cólera aviária: aprenda um pouco sobre essa doença

A pasteurelose também é conhecida como “cólera aviária” devido aos sintomas e índice de mortalidade causados pela bactéria Pasteurella multocida em aves, "que lembra a ação endêmica provocada pelo vibrião do cólera em seres humanos", afirma o Médico Veterinário e Zootecnista Marcelo Dias.

Saiba mais

Éguas sociáveis, potros sociáveis. Entenda!

O contato social com o ser humano começa, por exemplo, pelo hábito de escovar a égua gestante e realizar o manejo diário com maior atenção, interesse, estimulando o conforto durante a escovação. Esse tipo de cuidado pode fazer com que a égua se torne mais tranquila durante a gestação.

Saiba mais

Veterinário: ajude seu cliente na escolha do tipo de granja de frango

Precisando ajudar seu cliente na escolha certa do tipo de granja de frango? Seus esclarecimentos, então, devem começar pelos três tipos de sistema de podução: produção de matrizes, granjas de poedeiras e granjas de frango de corte. "Juntos, vocês poderão caminhar na direção certa, de acordo com os recursos para a implantação do empreendimento e de acordo com as necessidades de produção local", afirma Marcelo Dias da Silva, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário, saiba mais sobre doenças respiratórias em granjas de frangos

A questão respiratória é um dos pontos que mais preocupa a sanidade avícola, seja na criação de pequenos produtores, seja da avicultura industrial. “O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas”, afirma Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Veterinário: você sabe o que é Bioeletrogênese?

O meio intracelular é carregado negativamente devido a altas quantidades de proteínas existentes dentro das células. O meio extracelular é carregado positivamente devido à abundância de moléculas iônicas, principalmente eletrólitos, predominantes fora das células. Dessa forma, há diferença de potencial elétrico existente no interior e no exterior das células. De modo geral, as células apresentam potencial elétrico em torno de 90 miliwolts.

Saiba mais

Criação de frangos de corte: dicas para a densidade e cama

A densidade da cama para a criação de frangos de corte diz respeito à quantidade de aves por área de galpão. Densidades menores representam maior conforto e bem-estar para a ave, enquanto que altas densidades representam mais lucro por área. “A cama é um item importante na avicultura, pois seu descuido pode gerar sérios problemas sanitários ao lote”, explica Marcelo Dias, professor do VET Profissional. Dessa forma, a cama precisa ter aspecto seco, sem emplastramentos, e necessita de revolvimentos periódicos.

Saiba mais

Sr. Veterinário: aprenda um pouco mais sobre a sanidade aviária

Os problemas respiratórios em aves levaram algumas empresas a dividir a sanidade aviária em 4 áreas devido à importância que médicos veterinários e produtores devem ter em relação a esses pontos. São elas: proteção entérica, sanidade reprodutiva, sanidade respiratória, sanidade cutânea. “Quando pensamos na moderna linhagem de frangos de corte, dentre os quais a seleção é feita de acordo com aspectos fisiológicos, observamos animais que apresentam rápido crescimento de carcaça com grande volume de deposição muscular”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Vai trabalhar com ultrassonografia animal? Conheça os transdutores

Os transdutores acoplados são escolhidos de acordo com o objetivo do exame ultrassonográfico a ser realizado. • Para observação de estruturas mais superficiais: transdutor com frequência maior → mais curto o pulso → menor penetração (visibilizar estruturas superficiais) → alta resolução. • Para observação de estruturas mais profundas: frequência menor →maior penetração (visibilizar estruturas mais profundas) → baixa resolução.

Saiba mais

Sr. Veterinário, conheça o sistema independente de produção de frangos de corte

O Brasil é o segundo maior produtor de frango de corte e o maior exportador de carne de frango, mesmo sendo o mercado interno o maior consumidor dessa proteína produzida no país. “A avicultura de corte conta basicamente com três grandes sistemas de produção: sistemas independente, sistemas de integração e sistemas de cooperativa”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Micoplasmose em aves causa grandes perdas econômicas e subclínicas

A micoplasmose causa grandes perdas econômicas, além de perdas subclínicas, pois seu controle é difícil de ser realizado nas granjas, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. Trata-se de uma doença que se tornou alvo do Programa Nacional de Sanidade Avícola – PNSA, por meio da Instrução Normativa SDA nº 44 de 23 de agosto de 2001, que aprovou uma série de normas técnicas para controle e certificação de núcleos e estabelecimentos avícolas em relação à micoplasmose aviária. São elas:

Saiba mais

Jardim filtrante: para que serve e como construir?

O jardim filtrante tem como finalidade dar destino as águas cinzas, isto é, águas que saem do chuveiro, do tanque e da máquina de lavar. Para construir esse jardim, é preciso colocar uma caixa para reter resíduos sólidos e uma caixa para reter gordura. “A primeira é ligada à entrada de água de toda casa, por uma tubulação, exceto do vaso sanitário. Também através de tubulação, o jardim é ligado à segunda caixa”, explica Marcelo Dias, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Quando optar pela compostagem nas propriedades rurais?

A compostagem é um processo controlado por decomposição microbiana, utilizado, assim como a fossa séptica, para purificar os dejetos produzidos nas propriedades rurais, no entanto, é a opção mais indicada para materiais de menor umidade, explica Prof. Marcelo Dias da Silva, do VET Profissional. O processo de compostagem ocorre da seguinte forma: - Inicialmente, formam-se leiras com o produto que passará pela compostagem. Esse material deverá fica sob temperatura de 25 C°.

Saiba mais

Saneamento básico: de quem é essa responsabilidade?

No Brasil, a falta de saneamento básico afeta mais as áreas mais pobres, agravando quadros epidemiológicos e de doenças infecciosas, sendo as crianças as maiores vítimas desse problema. “O saneamento básico é de responsabilidade do Estado e deve ficar sob sua supervisão, pois, tem como objeto a promoção da saúde e necessita de alto investimento”, explica o Prof. Dr. Marcelo Dias da Silva, do VET Profissional. Nesse caso, o ponto chave não pode ser o lucro.

Saiba mais

O que saber sobre a captação de água no meio rural?

Geralmente na zona rural não há água disponível pela rede pública. Diante disso, a questão da fonte dentro na propriedade para fornecimento de água é muito importante, explica Prof. Marcelo Dias da Silva, do VET Profissional. Na escolha do manancial, deve-se analisar as opções e características de cada tipo: • Se fornecerá água em quantidade suficiente, mesmo em período de escassez; • Lago e represas: fornecimento durante a seca; rios: suscetível a contaminações, se passa por alguma cidade e se recebe dejetos de indústrias.

Saiba mais

Sr. Veterinário: saiba mais sobre a bactéria Salmonelose

Segundo Prof. Marcelo Dias, do VET Profissional, “o gênero Salmonella é composto por inúmeras espécies, havendo grupos que causam grandes problemas sanitários na avicultura e outros que causam importantes doenças nos seres humanos”. Existem três grandes grupos de doenças associadas à salmonela, sendo duas delas de grande prejuízo para a avicultura: - Tifo, causada por Salmonella gallinarum. - Pulorose, causada por Salmonella pullorum. - Paratifo, causada por Salmonella spp. (as principais são Salmonella enteritidis e Salmonella typhimurium).

Saiba mais

Água de má qualidade mata muitas galinhas, você sabia?

A qualidade da água a ser consumida é de extrema importância para a sanidade do plantel avícola. “É costume falar que se a água não está boa para consumo humano, também não está boa para consumo animal”, afirma Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Galinhas poedeiras em gaiolas: vantagens e dimensão das gaiolas

Hoje, no Brasil, é mais comum as fases de cria e recria serem realizadas em piso e a fase de produção em gaiolas, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. As principais vantagens da criação de galinhas poedeiras em gaiolas são: - Ovos mais limpos; - Menor contato da ave com o solo; - Devido ao menor gasto de energia proporcionado pelo espaço limitado, tem-se maior produtividade.

Saiba mais

Quanto mais luz mais botam as galinhas, você sabia?

Para botar, as aves precisam de boa quantidade e intensidade de luz. Somente assim terão a hipófise e o hipotálamo estimulados para a postura de ovos. “Para poedeiras, a intensidade de luz necessária é de 20 lux (lux é a unidade de medida de intensidade luminosa)”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário, saiba mais sobre o Programa Nacional de Sanidade Avícola - PNSA

Devido à importância das doenças tifo aviário e pulorose, o MAPA desenvolveu um Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSA) que possui uma série de normatizações para proteger o plantel avícola nacional, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. Conforme a legislação do PNSA - Plantéis de reprodução devem ter certificação dos núcleos e granjas avícolas livres de Salmonella gallinarum e Salmonella pullorum, e controlados para Salmonella enteritidis e Salmonella typhimurium em todas as unidades da Federação.

Saiba mais

Quanto maior o peso ao nascer, maior será o ganho diário do leitão!

Se você cria leitões e se pergunta todos os dias qual o peso ideal de um leitão ao nascimento e que quantidade de leite esse leitão deve mamar por dia para que cresça saudável, saiba que a resposta para sanar a sua dúvida é bem simples: “Quanto maior o peso ao nascer, maior será o ganho diário do leitão!”

Saiba mais

Veterinário Radiologista: atenção aos artefatos de imagem!

Os artefatos de imagem são exibições de informações (imagens) que não correspondem exatamente à verdadeira imagem da área examinada. São frequentemente observados nos exames ultrassonográficos. Os artefatos mais comuns vistos dentro da avaliação ultrassonográfica dos animais são:

Saiba mais

Clostridioses em bovinos: doenças bacterianas de alta mortalidade

As Clostridioses são um complexo de enfermidades que ocorrem de forma muito rápida e fatal, e é causado por bactérias do gênero Clostrídios. Essas bactérias têm capacidade de esporulação, e são encontradas nas fezes dos animais, no solo, entre outros, explica Marcelo dias da Silva, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Médico Veterinário: você sabe o seu papel na preservação da água da propriedade rural?

“A produção de alimentos no campo seria impossível sem a presença de água. Ela é fonte de nutrientes para o homem, para os animais, necessária para a formação de pastagens e todos os tipos de cultivares e grãos”, explica Marcelo Dias da Silva, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Ciclo estral de bovinos: você sabe reconhecer o cio de uma vaca?

“O ciclo estral é o período compreendido entre dois estros de duração variável. Porém, em torno de 21 dias, apresenta fases bastante evidentes, caracterizado por modificações da genitália tanto interna quanto externa, bem como no comportamento da fêmea”, explica Carlos Augusto Gontijo Pellegrino, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Médico veterinário: vamos lembrar como coletar o sangue pela veia jugular em cães?

Antes de indicar a coleta de sangue, é necessário que o Médico veterinário faça um bom exame físico do paciente, pois aqueles com coagulopatias graves não devem ser submetidos ao procedimento.

Saiba mais

Epidemiologia: qual a sua importância para o médico veterinário?

A epidemiologia (Epi-: sobre; -demos-: povo ; -logia: estudo) consiste em estudar “aquilo que se abate sobre o povo”: as epidemias. “É função da epidemiologia conhecer detalhadamente as doenças e buscar intervenções. Nesse contexto, a medicina veterinária se insere tanto na saúde pública quanto no controle de doenças em animais”, explica Marcelo Dias da Silva, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Exame dermatológico em gatos? Prepare-se com as dicas abaixo!

O exame dermatológico em gatos é, geralmente, um exame difícil de o médico veterinário realizar. “Gatos não gostam da inspeção, pois incomoda bastante o animal”, afirma Prof.ª Dr.ª Waleska de Melo Ferreira Dantas, Doutora em Patologia Clínica Animal pela Universidade Federal de Viçosa - UFV.

Saiba mais

Exame ginecológico em éguas: importância, etapas e quando fazer

Apesar de a fertilização e gestação serem o núcleo do processo de reprodução animal, os criadores, baseados em inúmeras pesquisas científicas, entenderam que a obtenção de animais de alto desempenho genético só seria possível mediante valorização de todas as etapas que compõem o manejo reprodutivo. Em relação à criação de equinos, uma dessas etapas que se mostra fundamental é o exame ginecológico completo da égua antes da estação reprodutiva.

Saiba mais

Exame físico em lagartos? Saiba como no passo a passo abaixo

Precisa fazer a avaliação física de um lagarto e não sabe como? Contenção, auscultação, inspeção e palpação são as três etapas para o exame físico em lagartos. Isso é fácil. Siga as dicas abaixo: 1º passo: contenção Contenha o lagarto com uma fronha ou toalha

Saiba mais

Exame ultrassonográfico em animais: como fazer

De acordo com os ensinamentos da Profa. Sâmara Turbay Pires, “no exame ultrassonográfico, o animal deve ser colocado à direita do veterinário e a mão esquerda da pessoa vai trabalhar no aparelho de ultrassom”. Para demonstração, veja, a seguir, a avaliação da parte abdominal de um cão.

Saiba mais

Exame clínico em bovinos: como coletar informações para o diagnóstico?

Mesmo que o Veterinário seja chamado em uma propriedade para realizar o exame de apenas um animal, o conjunto precisa ser entendido, pois eles podem fornecer as informações importantes.

Saiba mais

Ultrassonografia para avaliação ginecológica de fêmeas bovinas: quais são as vantagens desse exame?

A ultrassonografia em reprodução animal, tanto relacionada a bovinos de corte quanto de leite, possibilita uma avaliação ginecológica mais precisa, executando exames de fêmeas para protocolos de IATF (inseminação artificial em tempo fixo) e TETF (transferência de embriões em tempo fixo).

Saiba mais

Tendinite crônica em equinos: quais são os exames específicos para esse diagnóstico?

Quando se recebe um animal com histórico de claudicação, além dos exames gerais, deve-se realizar exames físicos específicos.

Saiba mais

Precisando examinar boca de gatos? Saiba como

O exame físico de inspeção e palpação da boca de cães e gatos além de ser relativamente simples, permite que o médico observe uma série de alterações que possam acometer a cavidade oral desses animais domésticos. “Ao iniciar a inspeção e palpação da boca de felinos, o Veterinário deve conter previamente o animal para que o exame seja feito de forma rápida, precisa e eficiente, minimizando o estresse para o animal e os riscos para o examinador”, afirma Dra. Waleska de Melo Ferreira Dantas

Saiba mais

Sr. Veterinário, conheça as principais afecções causadoras de aborto em bovinos

A duração da gestação pode apresentar importância clínica para os bezerros, pois gestações 3 ou 4 dias mais curtas do que o normal pode gerar bezerros mais leves, os quais têm mais dificuldade em absorver nutrientes, e consequentemente, tendem a ter mais problemas. Normalmente, a gestação de taurinos dura aproximadamente 285 dias enquanto a gestação de zebuínos dura aproximadamente 292 dias. A partir disso, a atenção deve ser voltada para a anotação dos índices zootécnicos, pois só é possível fazer a previsão do parto se as datas de inseminação

Saiba mais

Diagnóstico gestacional em éguas: como realizar essa etapa do manejo reprodutivo?

Alguns dias após submeter a égua à inseminação artificial ou cobertura pelo garanhão, entra em vigor uma etapa do manejo reprodutivo fundamental não só para a saúde do animal e do feto, quanto para os negócios: o diagnóstico de gestação.

Saiba mais

Precisa examinar a boca de um cão? Siga essas dicas!

O Médico Veterinário, ao iniciar o exame específico da boca de cães, deve atentar-se primeiramente para a área externa que envolve a cabeça: a musculatura responsável pelos movimentos mastigatórios e os lábios do animal, a fim de verificar a presença de lesões ulcerativas, lesões erosivas e algum tipo de massa nessa região. Em seguida, o Médico Veterinário deve palpar toda a região perilabial e a musculatura que participa dos movimentos mastigatórios, principalmente os masseteres.

Saiba mais

Precisando fazer exame de urina em éguas? Saiba como!

A coleta de urina em éguas é feita por meio da cateterização vesical ou sondagem vesical. É importante, como primeira medida para a realização do procedimento, fazer a assepsia da vulva para retirar resíduos de fezes e evitar a contaminação ao introduzir a sonda na uretra dos equinos.

Saiba mais

Pulorose, doença de alta mortalidade em granjas de aves jovens

A pulorose é uma doença causada pela Salmonella pullorum, um bacilo imóvel sem flagelo. Afeta exclusivamente aves, principalmente as jovens, desencadeando a chamada diarreia branca bacilar. “É uma doença de alta mortalidade, que chega a afetar 90% do plantel quando acontece”, explica Prof. Marcelo Dias, do VET Profissional.

Saiba mais

Avaliação ginecológica em vacas: por que fazer?

A ultrassonografia em reprodução animal, tanto relacionada a bovinos de corte quanto de leite, possibilita uma avaliação ginecológica mais precisa, executando exames de fêmeas para protocolos de IATF (inseminação artificial em tempo fixo) e TETF (transferência de embriões em tempo fixo).

Saiba mais

Anestesia em cães

Em um conceito mais técnico, a anestesia é um fármaco que deve ser ministrado para eliminar ou aliviar a dor e outras sensações a animais, para que possam passar por procedimentos cirúrgicos, exames diagnósticos e outros procedimentos. Ela deve durar um tempo determinado e deve ser aplicada por um anestesiologista veterinário.

Saiba mais

Estro em leitoas: como diagnosticar?

Nas fêmeas suínas, a puberdade é caracterizada pelo primeiro cio produtivo ou o processo de ovulação. Ocorre em torno de 135 dias de idade. A partir da puberdade as fêmeas passam a ser monitoradas. Nesse momento, suinocultores e veterinários responsáveis devem formar lotes de animais com cio em período semelhante.

Saiba mais

Anamnese em cães e gatos para a identificação de problemas de pele

É mesmo possível realizar anameses em cães e gatos para a identificação de problemas de pele? Sim, é. A anamnese inicia-se pela queixa principal do proprietário e deve se desenvolver por meio de uma série de perguntas feitas pelo médico veterinário, relativas ao sistema tegumentar que irão orientá-lo na identificação das alterações, bem como sugerir exames complementares.

Saiba mais

Para uma granja avícola forte, alimente os pintinhos bem!

Quer uma granja avícola forte? Alimente bem suas aves, principalmente aquelas que recebem suas aves ainda pintinhos, afirma Marcelo Dias da Silva, Médico Veterinário, Mestre em Agroquímica e Doutor em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa.

Saiba mais

A importância da anamnese para o trabalho com animais

Segundo Ana Carolina Silva Faria, professora do VET Profissional, “A anamnese deve ser um exame detalhado, capaz de fornecer o perfil do animal, o perfil do ambiente em que ele vive e o perfil do proprietário”. A ficha de anamnese do paciente deve ser preenchida minunciosamente e conter os seguintes dados

Saiba mais

Exame de aves em postura: como fazer?

Quando o avicultor opta pela criação de aves de postura, é possível ter até 18 mil poedeiras por galpão. Assim, como identificar, dentre tantas aves, se alguma delas não está produzindo? Para isso, alguns pontos devem ser observados, como: - As aves produtivas têm crista aquecida, quente ao toque, devido ao alto metabolismo, e uma coloração vermelha levemente pálida, já que o sangue do seu corpo está sendo desviado para a região do oviduto. - O espaço entre pernas deve ser de aproximadamente três dedos, pois os hormônios sexuais dilatam a região dos ossos pélvicos para facilitar a passagem dos ovos.

Saiba mais

Saiba como interpretar leucograma

O leucograma é uma parte do exame de sangue, que avalia os leucócitos ou glóbulos brancos, responsáveis pela imunidade do animal. Este exame indica o número de basófilos, eosinófilos, linfócitos e monócitos presentes no sangue. Os resultados do leucograma podem ajudar o médico veterinário a interpretar doenças.

Saiba mais

Aprenda realizar o exame físico externo para diagnosticar doenças em aves

Os médicos veterinários devem sempre orientar criadores de aves domésticas a nunca ignorarem nenhum sinal de doença observado em sua criação, por menor que ele seja. Em granjas, como o número de animais convivendo muito próximos é elevado, infecções se propagam rapidamente, o que pode ocasionar descarte de plantéis inteiros.

Saiba mais

Aprenda a como realizar o exame físico externo para diagnosticar doenças em aves

Os médicos veterinários devem sempre orientar criadores de aves domésticas a nunca ignorarem nenhum sinal de doença observado em sua criação, por menor que ele seja. Em granjas, como o número de animais convivendo muito próximos é elevado, infecções se propagam rapidamente, o que pode ocasionar descarte de plantéis inteiros.

Saiba mais

O fator Luz nas fases de cria e recria de galinhas poedeiras

Ao se trabalhar com cria e recria de aves, é preciso pensar em alguns pontos, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. São eles: I- Até 9 semanas, as aves são refratárias hormonalmente à luz. Dessa forma, nos dois primeiros dias de chegada da pintainha, são necessárias 23-24 horas de luz para que elas se adaptem aos círculos de proteção e ao ambiente. A partir daí, utiliza-se luz natural até a 9a semana de vida.

Saiba mais

Dermatofitose em Gato: como coletar amostras para o diagnóstico?

Quando nos deparamos com pacientes com lesões de pele circunscritas em determinadas áreas do corpo, é muito difícil fazer o diagnóstico observando apenas as características das lesões, pois essas se apresentam de modo semelhante para diferentes agentes ou causas.

Saiba mais

Cuidados pré-gestação para a segurança de gatas, cadelas e filhotes

A importância de um acompanhamento médico adequado durante a gestação de gatas e cadelas não é mais segredo para os tutores, de modo que são cada vez mais frequentes as pacientes prenhas e os neonatos nas clínicas e hospitais veterinários. Entretanto, existem alguns cuidados nem sempre observados que devem ser tomados antes mesmo do acasalamento e que podem prevenir problemas de alto risco para os filhotes.

Saiba mais

Material da cama para pintinhos: você saberia escolher bem?

Nas últimas décadas, pudemos observar nitidamente um salto no desenvolvimento da avicultura brasileira, consequência de intensas pesquisas nas áreas de sanidade, nutrição, melhoramento genético, entre outros. Esse avanço permitiu que muitas questões que antes não recebiam a devida importância por parte dos produtores passassem a ser encaradas com seriedade. O manejo dos pintinhos é um exemplo disso, pois deixou de ser considerado algo simples e, nos dias atuais, é reconhecido como um fator decisivo para se obter animais de alta produção.

Saiba mais

Lagomorfos e pequenos roedores em cativeiro: características

Nos dias atuais é muito comum encontrarmos algumas espécies, nada convencionais, mantidas em cativeiro, criadas como pets. Entre elas, mais se destacam os coelhos (lagomorfos), os porquinhos da índia e as chinchilas (roedores herbívoros); e os hamster, ratos e camundongos (roedores onívoros). É muito importante que os veterinários fiquem atentos a essa nova categoria, já que seus serviços possivelmente poderão ser solicitados em decorrência do inadequado manejo desses animais.

Saiba mais

Veterinário dá dicas para a recepção de pintinhos em granjas. Veja!

Na ocasião da chegada das aves à granja, a primeira coisa que o avicultor deve observar é se os pintinhos estão estressados e, às vezes, desidratados, devido à locomoção que, em alguns casos, pode durar até 2 ou 3 dias de viagem de caminhão. É bom lembrar que os pintinhos chegam até a granja transportados em caixas feitas de plástico rígido ou em caixas de papelão que possuem furos para ventilação.

Saiba mais

Quer saber se sua granja avícola vai bem? Observe atentamente o seu interior!

Quer saber se sua granja avícola vai bem? Observe atentamente o seu interior e a primeira coisa que devemos observar no interior do galpão é a qualidade da cama avícola. “Em situações normais, a cama, diferente do aspecto inicial em que a serragem estava limpa, apresenta-se suja, misturada às penas e excrementos dos animais”, afirma Marcelo Dias da Silva, Médico Veterinário, Mestre em Agroquímica e Doutor em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa.

Saiba mais

Como avaliar o esôfago de um cão? Com inspeção e palpação!

Como avaliar o esôfago de um cão? Com inspeção e palpação do esôfago cervical, técnicas que permitem ao Médico Veterinário visualizar externamente aumentos de volume e outras alterações visíveis no esôfago. A palpação ocorre a partir da glote e desce pelo esôfago. Durante esta ação, o médico deve sentir se existe algum tipo de massa ou corpo estranho que dificultando a passagem do alimento no animal. O exame também demonstra o nível de sensibilidade do animal na região do esôfago.

Saiba mais

Precisando avaliar cavalos? Observe-os em grupo, não isoladamente

Precisando avaliar cavalos? Observe-os em grupo, não isoladamente. Quando observarmos os animais em conjunto, é possível comparar comportamentos e posturas diferenciadas entre animais saudáveis e animais doentes. Esses últimos tendem a se afastar do grupo, apresentam comportamento ingestivo diferenciado, bem como o modo como se locomovem.

Saiba mais

Linfonodos equinos: como examinar corretamente e o que observar

A avaliação dos linfonodos é feita comparando-se um linfonodo ao linfonodo do antímero contrário, ou seja, linfonodos esquerdo e direito. Sempre que possível, deve-se palpar os dois linfonodos juntos para que o Veterinário perceba alterações.

Saiba mais

Doenças respiratórias em galinhas: como surgem

O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas, afirma Marcelo Dias, Professor da Aula 13 - Doenças Bacterianas Respiratórias: Micoplasmose, Pasteurelose e Coriza.

Saiba mais

Quais bactérias do gênero Mycoplasma acometem as aves? Você sabe?

Nem todas as bactérias do gênero Mycoplasma são patogênicas às aves, afirma o Médico Veterinário e Zootecnista Marcelo Dias. As espécies específicas que acometem as aves são Mycoplasma gallisepticum, M. synoviae e M. meleagridis

Saiba mais

Cólera aviária: aprenda um pouco sobre essa doença

A pasteurelose também é conhecida como “cólera aviária” devido aos sintomas e índice de mortalidade causados pela bactéria Pasteurella multocida em aves, "que lembra a ação endêmica provocada pelo vibrião do cólera em seres humanos", afirma o Médico Veterinário e Zootecnista Marcelo Dias.

Saiba mais

Éguas sociáveis, potros sociáveis. Entenda!

O contato social com o ser humano começa, por exemplo, pelo hábito de escovar a égua gestante e realizar o manejo diário com maior atenção, interesse, estimulando o conforto durante a escovação. Esse tipo de cuidado pode fazer com que a égua se torne mais tranquila durante a gestação.

Saiba mais

Veterinário: ajude seu cliente na escolha do tipo de granja de frango

Precisando ajudar seu cliente na escolha certa do tipo de granja de frango? Seus esclarecimentos, então, devem começar pelos três tipos de sistema de podução: produção de matrizes, granjas de poedeiras e granjas de frango de corte. "Juntos, vocês poderão caminhar na direção certa, de acordo com os recursos para a implantação do empreendimento e de acordo com as necessidades de produção local", afirma Marcelo Dias da Silva, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário, saiba mais sobre doenças respiratórias em granjas de frangos

A questão respiratória é um dos pontos que mais preocupa a sanidade avícola, seja na criação de pequenos produtores, seja da avicultura industrial. “O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas”, afirma Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Veterinário: você sabe o que é Bioeletrogênese?

O meio intracelular é carregado negativamente devido a altas quantidades de proteínas existentes dentro das células. O meio extracelular é carregado positivamente devido à abundância de moléculas iônicas, principalmente eletrólitos, predominantes fora das células. Dessa forma, há diferença de potencial elétrico existente no interior e no exterior das células. De modo geral, as células apresentam potencial elétrico em torno de 90 miliwolts.

Saiba mais

Criação de frangos de corte: dicas para a densidade e cama

A densidade da cama para a criação de frangos de corte diz respeito à quantidade de aves por área de galpão. Densidades menores representam maior conforto e bem-estar para a ave, enquanto que altas densidades representam mais lucro por área. “A cama é um item importante na avicultura, pois seu descuido pode gerar sérios problemas sanitários ao lote”, explica Marcelo Dias, professor do VET Profissional. Dessa forma, a cama precisa ter aspecto seco, sem emplastramentos, e necessita de revolvimentos periódicos.

Saiba mais

Sr. Veterinário: aprenda um pouco mais sobre a sanidade aviária

Os problemas respiratórios em aves levaram algumas empresas a dividir a sanidade aviária em 4 áreas devido à importância que médicos veterinários e produtores devem ter em relação a esses pontos. São elas: proteção entérica, sanidade reprodutiva, sanidade respiratória, sanidade cutânea. “Quando pensamos na moderna linhagem de frangos de corte, dentre os quais a seleção é feita de acordo com aspectos fisiológicos, observamos animais que apresentam rápido crescimento de carcaça com grande volume de deposição muscular”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Vai trabalhar com ultrassonografia animal? Conheça os transdutores

Os transdutores acoplados são escolhidos de acordo com o objetivo do exame ultrassonográfico a ser realizado. • Para observação de estruturas mais superficiais: transdutor com frequência maior → mais curto o pulso → menor penetração (visibilizar estruturas superficiais) → alta resolução. • Para observação de estruturas mais profundas: frequência menor →maior penetração (visibilizar estruturas mais profundas) → baixa resolução.

Saiba mais

Sr. Veterinário, conheça o sistema independente de produção de frangos de corte

O Brasil é o segundo maior produtor de frango de corte e o maior exportador de carne de frango, mesmo sendo o mercado interno o maior consumidor dessa proteína produzida no país. “A avicultura de corte conta basicamente com três grandes sistemas de produção: sistemas independente, sistemas de integração e sistemas de cooperativa”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Micoplasmose em aves causa grandes perdas econômicas e subclínicas

A micoplasmose causa grandes perdas econômicas, além de perdas subclínicas, pois seu controle é difícil de ser realizado nas granjas, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. Trata-se de uma doença que se tornou alvo do Programa Nacional de Sanidade Avícola – PNSA, por meio da Instrução Normativa SDA nº 44 de 23 de agosto de 2001, que aprovou uma série de normas técnicas para controle e certificação de núcleos e estabelecimentos avícolas em relação à micoplasmose aviária. São elas:

Saiba mais

Jardim filtrante: para que serve e como construir?

O jardim filtrante tem como finalidade dar destino as águas cinzas, isto é, águas que saem do chuveiro, do tanque e da máquina de lavar. Para construir esse jardim, é preciso colocar uma caixa para reter resíduos sólidos e uma caixa para reter gordura. “A primeira é ligada à entrada de água de toda casa, por uma tubulação, exceto do vaso sanitário. Também através de tubulação, o jardim é ligado à segunda caixa”, explica Marcelo Dias, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Quando optar pela compostagem nas propriedades rurais?

A compostagem é um processo controlado por decomposição microbiana, utilizado, assim como a fossa séptica, para purificar os dejetos produzidos nas propriedades rurais, no entanto, é a opção mais indicada para materiais de menor umidade, explica Prof. Marcelo Dias da Silva, do VET Profissional. O processo de compostagem ocorre da seguinte forma: - Inicialmente, formam-se leiras com o produto que passará pela compostagem. Esse material deverá fica sob temperatura de 25 C°.

Saiba mais

Saneamento básico: de quem é essa responsabilidade?

No Brasil, a falta de saneamento básico afeta mais as áreas mais pobres, agravando quadros epidemiológicos e de doenças infecciosas, sendo as crianças as maiores vítimas desse problema. “O saneamento básico é de responsabilidade do Estado e deve ficar sob sua supervisão, pois, tem como objeto a promoção da saúde e necessita de alto investimento”, explica o Prof. Dr. Marcelo Dias da Silva, do VET Profissional. Nesse caso, o ponto chave não pode ser o lucro.

Saiba mais

O que saber sobre a captação de água no meio rural?

Geralmente na zona rural não há água disponível pela rede pública. Diante disso, a questão da fonte dentro na propriedade para fornecimento de água é muito importante, explica Prof. Marcelo Dias da Silva, do VET Profissional. Na escolha do manancial, deve-se analisar as opções e características de cada tipo: • Se fornecerá água em quantidade suficiente, mesmo em período de escassez; • Lago e represas: fornecimento durante a seca; rios: suscetível a contaminações, se passa por alguma cidade e se recebe dejetos de indústrias.

Saiba mais

Sr. Veterinário: saiba mais sobre a bactéria Salmonelose

Segundo Prof. Marcelo Dias, do VET Profissional, “o gênero Salmonella é composto por inúmeras espécies, havendo grupos que causam grandes problemas sanitários na avicultura e outros que causam importantes doenças nos seres humanos”. Existem três grandes grupos de doenças associadas à salmonela, sendo duas delas de grande prejuízo para a avicultura: - Tifo, causada por Salmonella gallinarum. - Pulorose, causada por Salmonella pullorum. - Paratifo, causada por Salmonella spp. (as principais são Salmonella enteritidis e Salmonella typhimurium).

Saiba mais

Água de má qualidade mata muitas galinhas, você sabia?

A qualidade da água a ser consumida é de extrema importância para a sanidade do plantel avícola. “É costume falar que se a água não está boa para consumo humano, também não está boa para consumo animal”, afirma Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Galinhas poedeiras em gaiolas: vantagens e dimensão das gaiolas

Hoje, no Brasil, é mais comum as fases de cria e recria serem realizadas em piso e a fase de produção em gaiolas, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. As principais vantagens da criação de galinhas poedeiras em gaiolas são: - Ovos mais limpos; - Menor contato da ave com o solo; - Devido ao menor gasto de energia proporcionado pelo espaço limitado, tem-se maior produtividade.

Saiba mais

Quanto mais luz mais botam as galinhas, você sabia?

Para botar, as aves precisam de boa quantidade e intensidade de luz. Somente assim terão a hipófise e o hipotálamo estimulados para a postura de ovos. “Para poedeiras, a intensidade de luz necessária é de 20 lux (lux é a unidade de medida de intensidade luminosa)”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário, saiba mais sobre o Programa Nacional de Sanidade Avícola - PNSA

Devido à importância das doenças tifo aviário e pulorose, o MAPA desenvolveu um Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSA) que possui uma série de normatizações para proteger o plantel avícola nacional, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. Conforme a legislação do PNSA - Plantéis de reprodução devem ter certificação dos núcleos e granjas avícolas livres de Salmonella gallinarum e Salmonella pullorum, e controlados para Salmonella enteritidis e Salmonella typhimurium em todas as unidades da Federação.

Saiba mais

Quanto maior o peso ao nascer, maior será o ganho diário do leitão!

Se você cria leitões e se pergunta todos os dias qual o peso ideal de um leitão ao nascimento e que quantidade de leite esse leitão deve mamar por dia para que cresça saudável, saiba que a resposta para sanar a sua dúvida é bem simples: “Quanto maior o peso ao nascer, maior será o ganho diário do leitão!”

Saiba mais

Veterinário Radiologista: atenção aos artefatos de imagem!

Os artefatos de imagem são exibições de informações (imagens) que não correspondem exatamente à verdadeira imagem da área examinada. São frequentemente observados nos exames ultrassonográficos. Os artefatos mais comuns vistos dentro da avaliação ultrassonográfica dos animais são:

Saiba mais

Clostridioses em bovinos: doenças bacterianas de alta mortalidade

As Clostridioses são um complexo de enfermidades que ocorrem de forma muito rápida e fatal, e é causado por bactérias do gênero Clostrídios. Essas bactérias têm capacidade de esporulação, e são encontradas nas fezes dos animais, no solo, entre outros, explica Marcelo dias da Silva, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Médico Veterinário: você sabe o seu papel na preservação da água da propriedade rural?

“A produção de alimentos no campo seria impossível sem a presença de água. Ela é fonte de nutrientes para o homem, para os animais, necessária para a formação de pastagens e todos os tipos de cultivares e grãos”, explica Marcelo Dias da Silva, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Ciclo estral de bovinos: você sabe reconhecer o cio de uma vaca?

“O ciclo estral é o período compreendido entre dois estros de duração variável. Porém, em torno de 21 dias, apresenta fases bastante evidentes, caracterizado por modificações da genitália tanto interna quanto externa, bem como no comportamento da fêmea”, explica Carlos Augusto Gontijo Pellegrino, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Médico veterinário: vamos lembrar como coletar o sangue pela veia jugular em cães?

Antes de indicar a coleta de sangue, é necessário que o Médico veterinário faça um bom exame físico do paciente, pois aqueles com coagulopatias graves não devem ser submetidos ao procedimento.

Saiba mais

Epidemiologia: qual a sua importância para o médico veterinário?

A epidemiologia (Epi-: sobre; -demos-: povo ; -logia: estudo) consiste em estudar “aquilo que se abate sobre o povo”: as epidemias. “É função da epidemiologia conhecer detalhadamente as doenças e buscar intervenções. Nesse contexto, a medicina veterinária se insere tanto na saúde pública quanto no controle de doenças em animais”, explica Marcelo Dias da Silva, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Receba Mais Informações