Guias de Capacitação do Veterinários. Clique e baixe!

Resultados da busca para "manejo nutricional equino"

Influenza equina: um tipo de afecção viral que acomete o sistema respiratório de equinos

A influenza equina é uma doença respiratória aguda de etiologia viral causada por duas cepas de ortomixovírus: Influenza A/equina 1 (H7N7) e Influenza A/equina 2 (H3N8).

Saiba mais

Precisando aferir a frequência cardíaca em equinos? Saiba como

Para mensurar a frequência cardíaca e respiratória em equinos, é preciso uma condição ideal em que esses animais sejam mantidos em repouso e em temperatura ambiente. O número de batimentos cardíacos por minuto (BPM) em equinos saudáveis é de 28-40.

Saiba mais

Fêmeas suínas: como detectar o cio?

A suinocultura é uma atividade que exige muita dedicação para se alcançar bons índices de produtividade e, consequentemente, obter resultados econômicos satisfatórios. Dentro das inúmeras técnicas de manejo diário de uma granja, o manejo reprodutivo é um dos principais pontos de atenção do suinocultor, onde não bastam bons padrões nutricionais e boas normas de manejo, se os índices reprodutivos não forem também elevados.

Saiba mais

Síndrome do osso navicular em equinos: o que é?

A síndrome do osso navicular possui características (histológicas, radiográficas e ultrassonográficas) de uma doença articular degenerativa crônica, como a osteoartrite. Sendo assim, muitas vezes não ocorrerá uma evolução positiva com relação ao tratamento.

Saiba mais

Manejo sanitário na caprinocultura: quais medidas necessárias para esse manejo?

O manejo sanitário são práticas utilizadas visando diminuir o aparecimento de doenças em um rebanho e reduzir o impacto econômico. “Servem para controlar as influências negativas do meio ambiente de modo a prevenir ou controlar doenças já existentes”, explica a Dr.ª Magna Coroa Lima, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Medicina Veterinária e Mestre em Zootecnia.

Saiba mais

Manejo do botijão criogênico: cuidados simples para inseminações bem-sucedidas

A inseminação artificial é a técnica reprodutiva mais utilizada nas criações equinas atualmente, pois controlar a qualidade do sêmen e a sanidade das éguas é essencial para a obtenção de animais geneticamente superiores. Embora haja muitos aspectos que colaboram para o bom resultado da inseminação, existe um que nem sempre recebe a seriedade merecida: o manejo do botijão criogênico. Manuseá-lo incorretamente ou mantê-lo em condições inadequadas pode inviabilizar as doses de sêmen, gerando perda de tempo e, principalmente, de dinheiro.

Saiba mais

Inseminação Artificial Equina com sêmen resfriado: 5 dicas de sucesso

A Inseminação Artificial em equinos é largamente praticada em todo o mundo, e a maneira mais comumente usada nessa espécie é mediante o resfriamento e transporte de sêmen (LOOMIS, 2006). Aparentemente, no mundo, os países que mais realizam IA com sêmen resfriado transportado são Estados Unidos, seguido pelo Brasil (PAPA et al., 2008). Quando a técnica é executada corretamente, o sêmen a fresco alcança índices de concepção semelhantes aos obtidos com a monta natural.

Saiba mais

Garrotilho ou adenite equina: você sabe o que é?

Entre as principais afecções que acometem o sistema respiratório dos equinos, destaca-se o garrotilho, que também é chamada de adenite equina ou linfoadenite equina. Trata-se de uma patologia de difícil controle e para a qual ainda não há vacinas eficazes. Essa doença possui alta morbidade e baixa letalidade: os animais ficam doentes por um período, apresentando estado febril, e deixam de comer e de crescer.

Saiba mais

Saiba quais são os cuidados necessários no manejo da cabra prenha a fim de evitar o estresse e a ocorrência de abortos

O manejo correto do rebanho em cada etapa é fundamental para o bom desenvolvimento dos animais e o manejo das fêmeas gestantes requer atenção especial, uma vez que nesse período elas apresentam baixa imunidade e, por isso, grande possibilidade de perda da cria.

Saiba mais

Tenomiectomia do extensor digital lateral de equinos: você conhece a indicação para esse procedimento?

A Tenomiectomia é indicada em casos de arpejo ou hipertonia reflexa equina, que consiste na hiperflexão involuntária do membro pélvico de equinos. Samuel Pereira Simonato, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Mestre em Medicina Veterinária, explica que esta infermidade tem como principais características:

Saiba mais

Dermatofilose em equinos: conheça essa doença que acomete a pele de diversos animais

A dermatofilose é uma doença infectocontagiosa aguda ou crônica. Seu agente etiológico é a bactéria Dermatophilus congolensis, que gera uma dermatite exsudativa, com erupções crostosas e escamosas.

Saiba mais

Precisa anestesiar equinos? Saiba como!

Se você precisa anestesiar um equino para uma cirurgia, saiba que o primeiro passo é realizar uma rápida avaliação física do animal, a fim de mensurar o peso, a frequência cardíaca e respiratória, o TPC e a coloração da mucosa. Essa avaliação deve ser realizada antes de qualquer anestesia, seja a campo ou em ambiente hospitalar.

Saiba mais

Equinos: como diagnosticar doenças do sistema nervoso?

O exame semiológico do sistema nervoso começa com a avaliação geral do animal, desde a identificação, anamnese e histórico de vacinações e vermifugações, dando atenção ao estado mental do animal, sua postura, alterações anatômicas e de ambulações.

Saiba mais

Exame radiográfico do boleto equino: achados normais nessas imagens radiográficas

As imagens radiográficas obtidas através de quatro projeções permitem a avaliação completa e importantes informações sobre a articulação do boleto dos equinos.

Saiba mais

Paciente equino com alteração na locomoção? Quais exames físicos específicos devem ser feitos?

Ao se receber um equino apresentando alterações no padrão de locomoção, com relatos de pioras gradativas, o médico veterinário deve inicialmente realizar um exame físico geral. Após essa primeira etapa de exames, passamos para os exames específicos.

Saiba mais

Cólica em equinos? Conheça o Strongylus vulgaris, verme responsável por essa enfermidade

Os vermes da família Strongylidae são facilmente observados na mucosa intestinal de equídeos (equinos, asininos), possuindo coloração vermelho escuro.

Saiba mais

Anemia infecciosa equina: você conhece essa doença?

A anemia infecciosa equina (AIE) é uma doença de etiologia viral causada por um retrovírus da subfamília Lentivirinae, família Retroviridae.

Saiba mais

Exame ginecológico em éguas: importância, etapas e quando fazer

Apesar de a fertilização e gestação serem o núcleo do processo de reprodução animal, os criadores, baseados em inúmeras pesquisas científicas, entenderam que a obtenção de animais de alto desempenho genético só seria possível mediante valorização de todas as etapas que compõem o manejo reprodutivo. Em relação à criação de equinos, uma dessas etapas que se mostra fundamental é o exame ginecológico completo da égua antes da estação reprodutiva.

Saiba mais

Você sabe quais são os métodos de manejo de pastagens mais usados?

Manejar bem a pastagem é o primeiro e mais importante passo para uma pecuária de corte eficiente, técnica e economicamente. Sendo assim, se a pastagem é o principal alimento dos animais em engorda, seu manejo correto será fundamental. Inicialmente, é importante destacar que a qualidade e a quantidade de forragem produzida nas pastagens são influenciadas por diversos fatores naturais como temperatura ambiente, além da umidade e fertilidade do solo.

Saiba mais

Anemia infecciosa equina: saiba mais sobre essa doença

A anemia infecciosa equina (AIE) é uma doença de etiologia viral causada por um retrovírus da subfamília Lentivirinae, família Retroviridae. “A transmissão se dá a partir da transferência de sangue ou derivados sanguíneos contaminados, seja por via fômite ou por picadas de insetos, e ainda de forma intrauterina e seminal”, explica Maria Gazzinelli, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

Debicagem: importante processo no manejo de galinhas poedeiras

Um processo importante no manejo das poedeiras é a debicagem, realizado para evitar desperdício de ração, canibalismo e agressividade entre os animais. Esse método, por se tratar de um corte feito no bico das aves, também tem sido muito questionado pelos ativistas do bem-estar animal, mas ainda é bastante utilizado nas granjas.

Saiba mais

Dissecação de músculos do braço de equinos: como fazer

Ao adentrarmos ao processo de dissecação de músculos do braço de equinos, explica Marcelo Santana, professor do VetProfissional, o primeiro músculo a ser observado é o músculo tríceps braquial formado por cabeça lateral e cabeça longa.

Saiba mais

Equinos com carrapatos: como fazer o controle?

Os carrapatos são os principais ectoparasitas de equinos e correspondem ao maior desafio de contingência na criação e também em relação ao plano de biosseguridade.

Saiba mais

Alterações radiográficas associadas à claudicação e a patologias no tarso dos equinos

Na rotina de atendimento médico veterinário, na área de grandes animais, é muito comum ocorrer queixas relacionadas ao sistema locomotor dos equinos.

Saiba mais

Sêmen de garanhões: como preparar o ejaculado para o congelamento?

O congelamento é feito em laboratório, onde os materiais que serão utilizados no procedimento devem estar devidamente preparados para receber o material coletado. “Contudo, antes de ser congelado, o conteúdo ejaculado deve ser analisado”, explica Bruna de Freitas, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestre e Doutora em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Neonato equino: você sabe o que é retenção de mecônio?

Mas afinal, o que é mecônio? Mecônio é o nome dado às primeiras fezes do equino compostas por secreções intestinais, secreções do fluido amniótico e debris celulares. A eliminação do mecônio se dá até 12 horas de vida e, quando fica retido por período maior, desencadeia uma condição denominada retenção de mecônio.

Saiba mais

Comportamento sexual e libido de equinos: quais tipos de distúrbios podem ser observados?

O médico veterinário deve ter plena noção do que é considerado um comportamento sexual e a libido normal para a espécie, ao avaliar garanhões a fim de considerar ou não esses animais como reprodutores de excelência.

Saiba mais

Você sabe qual é a importância das pastagens?

A pastagem é a base da produção de carne e, se bem manejada, pode tornar a atividade mais rentável. Para a engorda e terminação em pasto, o bom manejo das pastagens é fator determinante para o êxito da atividade. Pastagens em processo de degradação levam a queda continua da produtividade e, consequentemente, da rentabilidade. Manejar bem é fundamental para que o desempenho animal seja compatível com as metas propostas de ganho de peso e produção por área.

Saiba mais

Como fazer o manejo sanitário do rebanho?

O manejo sanitário é uma questão crucial para a produção orgânica. O produtor orgânico deve considerar a saúde do consumidor, de quem trabalha na produção, do animal, dos insumos, da propriedade e do meio ambiente, como um todo.

Saiba mais

Ao parir, qual espécie tem mais facilidade: equinos ou bovinos?

Comparando as espécies, bovinos e equinos, vemos que a égua tem mais facilidade de parto do que a vaca. É mais comum, portanto, nos depararmos com um caso de problema de parto em uma vaca do que de uma égua. Existem algumas estruturas anatômicas envolvidas no parto que fazem com que haja essa maior dificuldade no parto da vaca do que no da égua, como veremos a seguir:

Saiba mais

Ovelhas prenhes: Você sabe como manejar esses animais de forma correta?

"Separar as ovelhas em lotes homogêneos, em muitos momentos, facilita muito o manejo desses animais, contudo é importante saber identificar as características que definem essa divisão em grupos”, explica Magna Coroa Lima, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Bovinos e equinos: você conhece a fisiologia bucal desses animais?

O aparelho digestório, que é constituído por boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso e ânus, é responsável por garantir ao organismo o aproveitamento de todos os nutrientes presentes nos alimentos. “Esse aparelho se inicia pela boca, que é responsável pela apreensão e transformação física do alimento por meio do processo de mastigação, insalivação e deglutição”, explica a Dr.ª Waleska de Melo, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Sêmen de garanhões: como fazer a coleta de forma adequada?

A inseminação artificial é uma técnica que permite maior eficiência na reprodução equina. “No entanto, para alcançar essa eficiência, é preciso coletar e avaliar o sêmen que será utilizado no processo, observando os critérios: número de espermatozoides, porcentagem de concentração, padrões de motilidade e vigor”, explica Maria Gazzinelli, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Tendinite crônica em equinos: quais são os exames específicos para esse diagnóstico?

Quando se recebe um animal com histórico de claudicação, além dos exames gerais, deve-se realizar exames físicos específicos.

Saiba mais

Orquiectomia em equinos: quais os cuidados necessários para realizar esse procedimento?

A orquiectomia consiste no procedimento cirúrgico de remoção da gônada e de alguns de seus anexos. Trata-se de uma cirurgia realizada com grande frequência na espécie equina.

Saiba mais

Exame radiológico do sistema locomotor de equinos: conheça alguns posicionamentos para obtenção das imagens

Na rotina de atendimento do médico veterinário, na área de grandes animais, é muito comum ocorrer queixas relacionadas ao sistema locomotor dos equinos. O exame de imagem do sistema locomotor fornece informações importantes a respeito de diagnóstico e prognóstico de grande número de enfermidades nessa área.

Saiba mais

Babebiose em equinos: como diagnosticar?

“As possibilidades de diagnóstico são inúmeras quando se fala em redução de apetite. As primeiras suspeitas são problemas dentários ou relacionados à cavidade oral e verminoses, que não só reduzem o apetite como provocam considerável perda de peso”, explica Lorena Chaves Monteiro, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Exame andrológico: qual a finalidade desse exame feito em equinos?

O exame andrológico precisa ser realizado de forma criteriosa pelo Médico Veterinário que deverá incluí-lo na rotina de trabalho com os animais ou sempre que se fizer necessário. Por meio do exame também são avaliados o comportamento, a postura do animal no momento da cópula e características espermáticas.

Saiba mais

Avaliação ultrassonográfica da região de metacarpo, metatarso e quartela dos cavalos: como preparar o animal para esse exame?

Saber executar o equipamento ultrassonográfico, dominar a composição das estruturas anatômicas dos cavalos e também identificar as imagens das regiões tem se tornado um grande desafio e agregado muito valor aos Médicos Veterinários. Mas para que o exame tenha sucesso, é de grande importância o preparo dos animais.

Saiba mais

Doenças nutricionais em equinos: conhceça a Paralisia Periódica Hipercalêmica (PPH)

A Paralisia Periódica Hipercalêmica (PPH) é uma doença genética autossômica dominante, também chamada de doença do Impressive (garanhão da raça quarto de milha que foi o principal disseminador da doença), ou paralisia periódica induzida por potássio.

Saiba mais

Bovinos: exigência nutricional de energia para produção de leite

O bovino possui exigências diárias de água, energia, proteína, minerais, vitaminas e outros nutrientes. Essas exigências podem variar em função de fatores como: peso vivo, categoria, estado fisiológico, uso de promotores de crescimento e fatores ambientais.

Saiba mais

Diagnóstico gestacional em éguas: como realizar essa etapa do manejo reprodutivo?

Alguns dias após submeter a égua à inseminação artificial ou cobertura pelo garanhão, entra em vigor uma etapa do manejo reprodutivo fundamental não só para a saúde do animal e do feto, quanto para os negócios: o diagnóstico de gestação.

Saiba mais

6 passos para uma ordenha correta e fim da mastite

O correto manejo de ordenha se constitui em um dos principais fatores de controle e prevenção da mastite. Uma boa ordenha é capaz de garantir um leite de qualidade e reduzir o volume de leite residual. Além disso, o manejo de ordenha reduz a possibilidade de contaminação dos tetos por meio da boa higiene das mãos dos ordenhadores. Deve-se utilizar toalhas de papel para a secagem e aplicação pré-dipping e pós-dipping para desinfecção dos tetos.

Saiba mais

Especialista em suínos? Conheça a preparação das leitoas pré-cobertura

Leitoa, marrã ou marroa são porcas novas desmamadas. As fêmeas selecionadas para cruzamento devem ser trabalhadas no sentido de indução da maturidade sexual em um processo denominado preparação e manejo pré-cobertura. As porcas selecionadas como matrizes devem ser levadas para a granja, a fim de iniciar a vida reprodutiva no rebanho. Ao chegar à granja as porcas são preparadas para o início do processo de reprodução.

Saiba mais

Linfonodos equinos: como examinar corretamente e o que observar

A avaliação dos linfonodos é feita comparando-se um linfonodo ao linfonodo do antímero contrário, ou seja, linfonodos esquerdo e direito. Sempre que possível, deve-se palpar os dois linfonodos juntos para que o Veterinário perceba alterações.

Saiba mais

Os parâmetros de qualidade segundo a IN 77

Segundo a IN 77, por meio de um manejo simples, porém bem feito, é possível atingir os parâmetros de qualidade e, ainda, reduzir os custos de produção. No que diz respeito à responsabilidade social, a IN 77 reza que para um manejo bem feito, devemos levar em consideração que o leite é um produto para consumo humano, por isso, a qualidade é fundamental. O leite, portanto, deve ser livre de resíduos, tais como antibióticos, anti-inflamatórios.

Saiba mais

Ovinos: nutrição e alimentação em pasto

A alimentação é a base da criação comercial animal, especialmente de ovinos. Dentre os fatores que potencializam a produção, ela é a mais onerosa e a que exige mais cuidados de manejo diários e por fases da vida do animal. Por isso, o planejamento alimentar evita desperdícios.

Saiba mais

Ovos: além de gerar uma nova vida, é um alimento de grande valor nutricional

O ovo, além de gerar uma nova vida, é também um alimento de grande valor nutricional. “Isso porque, como não há ligação direta entre a mãe e o embrião, dentro do ovo está todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento do filhote”, explica Marcelo Dias da Silva, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Equino apresentando o jarrete do membro pélvico direito edemaciado: quais exames necessários para detectar a enfermidade?

“O exame físico geral deve sempre ser realizado em animais atendidos a campo com queixas de problemas no sistema locomotor, pois muitas vezes cursam com episódios crônicos de dor”, explica Lorena Chaves Monteiro, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Fêmeas equinas: conheça 7 sinais clínicos de alterações no sistema reprodutor das éguas

O sistema reprodutor tem a importante função de garantir a perpetuação das espécies por meio da gestação. “Quando se trata de fêmeas equinas, o conhecimento da anatomia desse sistema é indispensável para conseguir identificar anormalidades ao executar a palpação retal no exame físico”, explica Kelly Cristine de Sousa Pontes, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, Pós-doutora em Medicina, na área de Oftalmologia e Oncologia e Doutora em Cirúrgicas e Anestésicas Aplicadas aos Animais.

Saiba mais

Exame ultrassonográfico em equinos: quais são as ultrassonográficas que podem ser observadas no abdômen do cavalo?

“O exame ultrassonográfico, associado a outros exames como o físico, transretal, laboratorial, análise de líquido peritoneal e avaliação do grau de dor, ajuda na tomada de decisão do Médico Veterinário para definição do tratamento (cirúrgico ou clínico)”, explica Lorena Chaves Monteiro, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestra em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Broncopneumonia em equinos: veja como alguns descuidos pode favorecer essa doença

Um animal foi transportado por cerca de 100 km até um evento de cavalgada, por onde permaneceu em exercício físico intenso até a noite, retornando em uma carreta aberta, sem proteção contra o vento.

Saiba mais

Exame ultrassonográfico ou raio X do tórax do equino? Qual exame de imagem escolher?

A realização de exames de imagem em área torácica de cavalos pode ser um fator limitante para o diagnóstico das enfermidades que envolvem o seu sistema respiratório, por se tratar de uma área muito profunda, de difícil acesso para os equipamentos, principalmente os de raio x.

Saiba mais

Pré-parto de bovinos: manejo e cuidados com a vaca

Na fase pré-parto existem algumas limitações relacionadas à própria vaca, ao manejo desses animais e ao aproveitamento da dieta. É fisiológico para um animal a antecipação ou atraso no parto em até 15 dias.

Saiba mais

Mastite: principal responsável pela baixa na atividade leiteira

Independente do tipo de sistema de produção de leite adotado pelo pecuarista, o objetivo de todo cuidado e esforço no tratamento e manejo do gado é alcançar o lucro. Porém, anualmente, a mastite é a principal responsável pelo impacto negativo na atividade leiteira. Dentre os principais prejuízos econômicos causados pela doença citam-se:

Saiba mais

Lagomorfos e pequenos roedores em cativeiro: características

Nos dias atuais é muito comum encontrarmos algumas espécies, nada convencionais, mantidas em cativeiro, criadas como pets. Entre elas, mais se destacam os coelhos (lagomorfos), os porquinhos da índia e as chinchilas (roedores herbívoros); e os hamster, ratos e camundongos (roedores onívoros). É muito importante que os veterinários fiquem atentos a essa nova categoria, já que seus serviços possivelmente poderão ser solicitados em decorrência do inadequado manejo desses animais.

Saiba mais

Veterinário, entenda o que diz a IN 77 sobre a parasitose em gado leiteiro

Você, veterinário, está precisando entender o que reza a IN 77 sobre o controle de parasitose em gado leiteiro? Pois bem, vamos às devidas explicações: “para o controle de parasitoses no rebanho leiteiro a adoção de boas práticas no manejo sanitário é essencial, pois independente do tamanho do rebanho, a ocorrência de parasitas pode comprometer o desempenho da atividade”, afirma Prof. Leonardo Cotta Quintão

Saiba mais

Suinocultura: Funções do aparelho reprodutor do macho

Por que devo conhecer o aparelho reprodutor do macho suíno? É importante conhecer os aspectos reprodutivos tanto do macho e como da fêmea suína, porque tais características auxiliam o médico veterinário a tomar decisões acerca do protocolo de inseminação e manejo reprodutivo dos animais.

Saiba mais

Coleta de embriões de éguas: por que realizar esse procedimento?

A coleta e transferência de embriões é uma biotecnologia utilizada para melhorar a eficiência reprodutiva em equinos, visando à produção de mais animais ao ano, uma vez que na reprodução natural é produzido apenas um potro ao ano.

Saiba mais

Encefalomielite em equinos: diagnóstico, sintomas e tratamento

Você sabe o que é a encefalomielite? É uma doença de etiologia viral cujos reservatórios são aves, roedores e répteis. É uma zoonose, portanto, sua notificação é obrigatória, e sua transmissão se dá por picada de mosquitos.

Saiba mais

Suinocultura: medidas de biosseguridade necessárias na granja

Você sabe o que é biosseguridade? Biosseguridade é um conjunto de medidas de manejo inteligente, imprescindíveis frente ao aumento dos desafios enfrentados na suinocultura, sobretudo: a alta densidade populacional das unidades produtoras e a alta rotatividade. Nesse cenário, qualquer perda gera grande impacto econômico.

Saiba mais

Inseminação artificial: como preparar a égua para o procedimento?

A inseminação artificial na reprodução animal torna o processo reprodutivo mais eficiente quando comparado ao método de monta natural. Nesse sentido, entre os benefícios da inseminação de éguas, cita-se a possibilidade de inseminar várias éguas com apenas um ejaculado, aumentando a eficiência do garanhão, evitando a transmissão de DSTs entre outros.

Saiba mais

Material da cama para pintinhos: você saberia escolher bem?

Nas últimas décadas, pudemos observar nitidamente um salto no desenvolvimento da avicultura brasileira, consequência de intensas pesquisas nas áreas de sanidade, nutrição, melhoramento genético, entre outros. Esse avanço permitiu que muitas questões que antes não recebiam a devida importância por parte dos produtores passassem a ser encaradas com seriedade. O manejo dos pintinhos é um exemplo disso, pois deixou de ser considerado algo simples e, nos dias atuais, é reconhecido como um fator decisivo para se obter animais de alta produção.

Saiba mais

Conheça como se dá a sexagem de aves de linhagens comerciais

Na criação de aves de corte, fêmeas e machos são manejados separadamente, pois elas ficam prontas primeiro para abate, ganhando muita gordura indesejável na carcaça caso fiquem o mesmo tempo que eles nos galpões. Já na criação de aves de postura, apenas são usadas as galinhas, de modo que os machos são descartados. Assim, fica evidente que, para a avicultura industrial, a sexagem é um procedimento essencial que deve ser realizado ainda no incubatório.

Saiba mais

Descorna: indicações e técnicas

Muito comum nas criações de bovinos, ovinos e caprinos, a descorna é uma prática que consiste em eliminar os cornos (chifres) dos animais, extraindo-os ou impedindo seu crescimento. Quando realizada em filhotes, também é chamada de mochação.

Saiba mais

Medicina veterinária? Apresento-lhe a Orquiectomia, vulgo castração!

A orquiectomia, popularmente conhecida como castração, consiste no procedimento cirúrgico de remoção da gônada do animal e de alguns de seus anexos. Trata-se de uma cirurgia realizada com grande frequência, principalmente na espécie equina, e é uma das causas mais comuns de processos legais contra veterinários nos Estados Unidos, devido a erros de conduta e falhas na aplicação da técnica.

Saiba mais

Precisando medicar pássaros? Saiba como proceder por via oral

Para aplicar uma medicação por via oral em aves, pode-se usar uma seringa de precisão, principalmente quando o paciente for uma ave de pequeno porte, para que a dosagem correta não seja ultrapassada. Para aplicações feitas diretamente no inglúvio, são necessárias sondas as quais são introduzidas através do canal oral da ave.

Saiba mais

Éguas sociáveis, potros sociáveis. Entenda!

O contato social com o ser humano começa, por exemplo, pelo hábito de escovar a égua gestante e realizar o manejo diário com maior atenção, interesse, estimulando o conforto durante a escovação. Esse tipo de cuidado pode fazer com que a égua se torne mais tranquila durante a gestação.

Saiba mais

Dirofilaria immitis: você conhece esse nematelminto e seus prejuízos para os animais?

Como representante da família Onchocercidae, destaca-se a espécie Dirofilaria immitis, que possui como hospedeiros definitivos o cão, o gato, os carnívoros silvestres, os equinos, os primatas e, raramente, o homem. “Os hospedeiros intermediários são os mosquitos dos gêneros Aedes spp., Anopheles spp., Culex spp. e Ctenocephalides canis”, explica a professora Mariana Costa, do VET Profissional.

Saiba mais

Células somáticas (CCS): qual a importância da contagem dessas células?

A contagem de células somáticas (CCS) é uma importante ferramenta que indica a saúde da glândula mamária de vacas leiteiras. É realizada nos laticínios para verificação da qualidade do leite e da prevalência de mastite no rebanho.

Saiba mais

Raiva em ovinos? Saiba como identificar essa doença de alta mortalidade para o rebanho

Para estabelecer o manejo sanitário de forma eficiente é fundamental o conhecer as doenças que ocorrem em determinada região. As doenças virais de alta mortalidade mais comuns em ovinos são raiva e língua azul.

Saiba mais

O que é Neonatologia Veterinária?

Dentro da medicina veterinária são vários os ramos em que o médico veterinário pode se especializar. Pediatria e especialização em equinos, são algumas dessas especializações. Assim como para nós, humanos, também existe uma especialização veterinária que cuida da mãe e observa o comportamento da ninhada: a Neonatologia Veterinária.

Saiba mais

Como a interação homem x animal pode contribuir para a qualidade do leite?

O trabalhador que tem contato direto com o animal possui grande relevância na produção. O bom trato com o gado é parte fundamental do conforto animal.

Saiba mais

Trabalhando com leitões recém-nascidos? Aprenda a administrar o colostro!

Trabalhando com leitões recém-nascidos? Saiba, então, que o colostro é a primeira vacina do filhotes. É necessário que a leitegada beba uma quantidade razoável de colostro para garantir um futuro saudável, livre de doenças. Através do colostro, os leitões recebem uma série de anticorpos maternos. Esse processo é o que chamamos de imunidade passiva e mantém os filhotes imunizados durante um bom período dentro da granja.

Saiba mais

Precisando fazer exame de urina em éguas? Saiba como!

A coleta de urina em éguas é feita por meio da cateterização vesical ou sondagem vesical. É importante, como primeira medida para a realização do procedimento, fazer a assepsia da vulva para retirar resíduos de fezes e evitar a contaminação ao introduzir a sonda na uretra dos equinos.

Saiba mais

Vai criar tilápias? Conheça as três fases da produção

O piscicultor que desejar especializar-se na criação de tilápias, a fim de abastecer o mercado consumidor, deverá antes de mais nada atentar-se às três fases do processo de produção: alevinagem, recria e engorda. “Aprofundando os estudos sobre essas três fases, podemos perceber que a alevinagem é a que mais se diferencia em termos de estrutura, técnicas de produção e manejo e, por isso, necessita de conhecimentos e estrutura específica para ser realizada”,

Saiba mais

Planejamento da Produção na Pecuária de Corte. Como ajudar o produtor?

O planejamento dos sistemas de produção e, particularmente, de sistemas pastoris, baseia-se em informações como a projeção da dinâmica do rebanho, a identificação de épocas críticas para a sua nutrição e o estabelecimento de níveis esperados de produtividade da pastagem ao longo do ano. Essas informações permitem estabelecer épocas de provável escassez ou excesso de forragem e possibilitam prever intervenções de manejo para minimizar estresses nutricionais dos animais e condições inadequadas de utilização da pastagem.

Saiba mais

Veterinário, aprofunde seus conhecimentos as espécies de caprinos

Existem muitos preconceitos contra os caprinos e os produtos gerados por essa espécie animal, como o leite e a carne. “Trata-se de uma espécie de ruminante pouco indicada para o manejo a pasto em ambiente úmido, já que esta é uma espécie de animal com grande predisposição para verminose e pneumonia”, afirma Cristiane Leal dos Santos, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Aferir temperatura de cavalos é simples. Saiba como

De acordo com Ludmila Souza Fernandes, Profª. Do VET Profissional, a avaliação da temperatura corporal de cavalos pode ser feita por: Palpação externa (dorso da mão do examinador deve tocar a narina do animal, a região abdominal e extremidades do animal); Termômetros; e Aferição da temperatura retal (lubrificação e assepsia).

Saiba mais

Programa de luz durante a cria e a recria de galinhas poedeiras

Na fase inicial, são fornecidas 23-24 horas de luz, seguindo até 9 semanas com a luz natural. Na fase de 10 a 17 semanas, aproximadamente, é preciso muito cuidado para que a quantidade de luz necessária seja devidamente atingida sem, contanto, que as aves entrem em postura muito cedo.

Saiba mais

6 dicas de ouro para quem vai criar cabras

O criador antes de iniciar seu plantel para criação de cabras deverá planejar muito bem seu negócio, além de optar por um sistema de criação, escolhido mediante as características da sua região e da sua propriedade, explica Magna Coroa Lima, professora do VET Profissional. 1. Sistema de criação: os animais que irão compor seu plantel deverão ter sido pensados também, de acordo com o sistema de criação escolhido. As criações podem ser por hobby, turismo, para produção comercial de leite e, ou derivados e para corte.

Saiba mais

Qual a relação entre o médico veterinário e a IN 77?

O Médico Veterinário é o profissional responsável por fazer o acompanhamento mensal da parte econômica, zootécnica e agronômica do rebanho de leite e por orientar produtores e trabalhadores rurais sobre como fazer o manejo e higienização adequada dos equipamentos para evitar o aumento da CCS e CBT.

Saiba mais

Anatomia sistemática da boca de animais: conheça as funções dos lábios e da bochecha dos animais domésticos

O aparelho digestório se inicia pela boca. A cavidade oral possui estruturas necessárias para apreensão, mastigação e deglutição do alimento ingerido. “A maioria das espécies de animais utilizam os lábios para realiza a apreensão e seleção dos alimentos”, explica Marcelo Lopes de Santana, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Coleta de sangue em bovinos: quais materiais utilizar? Qual a via escolher?

Na espécie bovina, a coleta é feita primordialmente utilizando-se o acesso da veia jugular. Os bovinos são mais ariscos que os equinos. Caso o veterinário tenha dificuldades para fazer a coleta de sangue na veia jugular devido ao movimento do pescoço e da cabeça do animal, a coleta pode ser feita na veia coccígea localizada na cauda.

Saiba mais

Necropsia em ovino: exame externo. Qual a importância?

Você sabia que a necropsia é iniciada com o exame externo, o qual, às vezes, pode ser suficiente para definição do diagnóstico? Nesse exame, é analisado o histórico de vacinação, vermifugação, manejo adotado na propriedade, histórico clínico do rebanho e do cadáver. Esses dados são obtidos com o proprietário do animal e, ou com o médico veterinário responsável, por meio de conversas e registros sanitários.

Saiba mais

Anestesia loco-regional para descorna bovina: como realizar este procedimento?

A descorna é a remoção cirúrgica do processo cornual em bovinos já adultos. A presença do processo cornual é uma característica que diferencia bovinos de equinos. Todas as vezes que se deseja remover o processo, é necessário fazer o bloqueio do ramo cornual que faz parte do nervo zigomático temporal.

Saiba mais

Otite externa fúngica-bacteriana em cães: como diagnosticar?

A Malassezia é uma espécie de fungo que costuma viver de maneira comensal na pele dos cães, mas pode causar dermatites quando ocorre exagerada proliferação. As causas da otite bacteriana podem ser de cunho alérgico e recorrente ou devido à ação de bactérias oportunistas. “Ambas remetem ao manejo incorreto do paciente durante o banho ou tosa”, explica Fabíola Carolina de Almeida, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Nematelmintos da família Trichostrongylidae: características dos gêneros Trichostrongylus e Cooperia

“Os gêneros Trichostrongylus e Cooperia, são parasitos responsáveis pela gastroenterite parasitária”, explica a professora Mariana Costa, do VET Profissional, tendo o gênero Trichostrongylus como hospedeiros os ruminantes, equinos, suínos, coelhos e aves e o gênero Cooperia apenas os ruminantes.

Saiba mais

Caprinos e as doenças parasitárias que os acometem - ectoparasitas

Apesar de sua rusticidade, os caprinos são bastante sensíveis às parasitoses, as quais afetam seu desempenho. Considerando a grande importância social e econômica da caprinocultura, é preciso que os criadores sigam rigorosamente as medidas de manejo adequadas para evitar esse problema, possibilitando, assim, maior desenvolvimento da atividade.

Saiba mais

Ovinos em sistema orgânico de produção

Definir qual sistema de produção utilizar na ovinocultura é uma decisão que depende das características da propriedade, do produto que será produzido, se a criação opta pela aquisição de animais ou se a propriedade conta com uma programação de manejo reprodutivo, entre inúmeros outros aspectos. Assim, é preciso conhecer as especificações de cada sistema para entender qual se encaixa melhor em cada realidade.

Saiba mais

Fratura do corpo da mandíbula de um cachorro. E agora?

As fraturas mandibulares são muito comuns de ocorrem em cães e gatos. O médico veterinário deve ter em mente que, na fratura mandibular os animais devem ser tratados de forma independente, estudando-se caso a caso e recorrendo a manejos adequados para cada situação.

Saiba mais

Aves de estimação: quais os cuidados e preparativos para realizar o exame desses animais?

A avaliação da ave como um paciente envolve fatores que correspondem não apenas ao exame físico, mas também ao seu histórico de saúde. Ainda, se possível, o profissional deve observar o ambiente em que a ave está inserida e o seu comportamento de interação com esse ambiente para um diagnóstico completo.

Saiba mais

Febre maculosa? Como ocorre a transmissão dessa doença?

A febre maculosa é uma doença causada pela bactéria Rickettsia Gram-, cujo vetor são os carrapatos do gênero Amblyommas da família Ixodidae. No Brasil, a maior parte dos casos acontece na região sudeste.

Saiba mais

Como montar uma anamnese para animais lagomorfos e pequenos roedores herbívoros?

Na anamnese é importante que o clínico veterinário promova um ambiente tranquilo para o paciente e para o proprietário tendo em vista que, durante esse período, é necessário fazer perguntas sobre o histórico clínico do paciente ao tutor ou à pessoa que estiver acompanhando o animal.

Saiba mais

Palpação transretal e ultrassonografia em éguas: vamos entender o objetivo desse exame?

Na prática, para fazer o exame de palpação transretal é necessário lubrificar as luvas com um gel feito à base de pó de carboxymethylcellulose e água aquecida. O primeiro procedimento é a retirada de todas as cíbalas da ampola retal.

Saiba mais

Necropsia em suíno: exame externo, como devo começar a necropsia?

Você sabia que a necropsia é iniciada com o exame externo, o qual, às vezes, pode ser suficiente para definição do diagnóstico? Nesse exame, é analisado o histórico de vacinação, vermifugação, manejo adotado na propriedade, histórico clínico do rebanho e do cadáver. Esses dados são obtidos com o proprietário do animal e, ou com o médico veterinário responsável, por meio de conversas e registros sanitários.

Saiba mais

Quais são os dados que devem ser coletados antes de iniciar um exame ginecológico em éguas?

O exame ginecológico abrange técnicas diversificadas, além da palpação transretal e ultrassonografia. O médico veterinário deverá considerar cada uma das etapas de modo sistemático para que possa avaliar o exame clínico reprodutivo completo da égua.

Saiba mais

Influenza equina: um tipo de afecção viral que acomete o sistema respiratório de equinos

A influenza equina é uma doença respiratória aguda de etiologia viral causada por duas cepas de ortomixovírus: Influenza A/equina 1 (H7N7) e Influenza A/equina 2 (H3N8).

Saiba mais

Precisando aferir a frequência cardíaca em equinos? Saiba como

Para mensurar a frequência cardíaca e respiratória em equinos, é preciso uma condição ideal em que esses animais sejam mantidos em repouso e em temperatura ambiente. O número de batimentos cardíacos por minuto (BPM) em equinos saudáveis é de 28-40.

Saiba mais

Fêmeas suínas: como detectar o cio?

A suinocultura é uma atividade que exige muita dedicação para se alcançar bons índices de produtividade e, consequentemente, obter resultados econômicos satisfatórios. Dentro das inúmeras técnicas de manejo diário de uma granja, o manejo reprodutivo é um dos principais pontos de atenção do suinocultor, onde não bastam bons padrões nutricionais e boas normas de manejo, se os índices reprodutivos não forem também elevados.

Saiba mais

Síndrome do osso navicular em equinos: o que é?

A síndrome do osso navicular possui características (histológicas, radiográficas e ultrassonográficas) de uma doença articular degenerativa crônica, como a osteoartrite. Sendo assim, muitas vezes não ocorrerá uma evolução positiva com relação ao tratamento.

Saiba mais

Manejo sanitário na caprinocultura: quais medidas necessárias para esse manejo?

O manejo sanitário são práticas utilizadas visando diminuir o aparecimento de doenças em um rebanho e reduzir o impacto econômico. “Servem para controlar as influências negativas do meio ambiente de modo a prevenir ou controlar doenças já existentes”, explica a Dr.ª Magna Coroa Lima, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Medicina Veterinária e Mestre em Zootecnia.

Saiba mais

Manejo do botijão criogênico: cuidados simples para inseminações bem-sucedidas

A inseminação artificial é a técnica reprodutiva mais utilizada nas criações equinas atualmente, pois controlar a qualidade do sêmen e a sanidade das éguas é essencial para a obtenção de animais geneticamente superiores. Embora haja muitos aspectos que colaboram para o bom resultado da inseminação, existe um que nem sempre recebe a seriedade merecida: o manejo do botijão criogênico. Manuseá-lo incorretamente ou mantê-lo em condições inadequadas pode inviabilizar as doses de sêmen, gerando perda de tempo e, principalmente, de dinheiro.

Saiba mais

Inseminação Artificial Equina com sêmen resfriado: 5 dicas de sucesso

A Inseminação Artificial em equinos é largamente praticada em todo o mundo, e a maneira mais comumente usada nessa espécie é mediante o resfriamento e transporte de sêmen (LOOMIS, 2006). Aparentemente, no mundo, os países que mais realizam IA com sêmen resfriado transportado são Estados Unidos, seguido pelo Brasil (PAPA et al., 2008). Quando a técnica é executada corretamente, o sêmen a fresco alcança índices de concepção semelhantes aos obtidos com a monta natural.

Saiba mais

Garrotilho ou adenite equina: você sabe o que é?

Entre as principais afecções que acometem o sistema respiratório dos equinos, destaca-se o garrotilho, que também é chamada de adenite equina ou linfoadenite equina. Trata-se de uma patologia de difícil controle e para a qual ainda não há vacinas eficazes. Essa doença possui alta morbidade e baixa letalidade: os animais ficam doentes por um período, apresentando estado febril, e deixam de comer e de crescer.

Saiba mais

Saiba quais são os cuidados necessários no manejo da cabra prenha a fim de evitar o estresse e a ocorrência de abortos

O manejo correto do rebanho em cada etapa é fundamental para o bom desenvolvimento dos animais e o manejo das fêmeas gestantes requer atenção especial, uma vez que nesse período elas apresentam baixa imunidade e, por isso, grande possibilidade de perda da cria.

Saiba mais

Tenomiectomia do extensor digital lateral de equinos: você conhece a indicação para esse procedimento?

A Tenomiectomia é indicada em casos de arpejo ou hipertonia reflexa equina, que consiste na hiperflexão involuntária do membro pélvico de equinos. Samuel Pereira Simonato, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Mestre em Medicina Veterinária, explica que esta infermidade tem como principais características:

Saiba mais

Dermatofilose em equinos: conheça essa doença que acomete a pele de diversos animais

A dermatofilose é uma doença infectocontagiosa aguda ou crônica. Seu agente etiológico é a bactéria Dermatophilus congolensis, que gera uma dermatite exsudativa, com erupções crostosas e escamosas.

Saiba mais

Precisa anestesiar equinos? Saiba como!

Se você precisa anestesiar um equino para uma cirurgia, saiba que o primeiro passo é realizar uma rápida avaliação física do animal, a fim de mensurar o peso, a frequência cardíaca e respiratória, o TPC e a coloração da mucosa. Essa avaliação deve ser realizada antes de qualquer anestesia, seja a campo ou em ambiente hospitalar.

Saiba mais

Equinos: como diagnosticar doenças do sistema nervoso?

O exame semiológico do sistema nervoso começa com a avaliação geral do animal, desde a identificação, anamnese e histórico de vacinações e vermifugações, dando atenção ao estado mental do animal, sua postura, alterações anatômicas e de ambulações.

Saiba mais

Exame radiográfico do boleto equino: achados normais nessas imagens radiográficas

As imagens radiográficas obtidas através de quatro projeções permitem a avaliação completa e importantes informações sobre a articulação do boleto dos equinos.

Saiba mais

Paciente equino com alteração na locomoção? Quais exames físicos específicos devem ser feitos?

Ao se receber um equino apresentando alterações no padrão de locomoção, com relatos de pioras gradativas, o médico veterinário deve inicialmente realizar um exame físico geral. Após essa primeira etapa de exames, passamos para os exames específicos.

Saiba mais

Cólica em equinos? Conheça o Strongylus vulgaris, verme responsável por essa enfermidade

Os vermes da família Strongylidae são facilmente observados na mucosa intestinal de equídeos (equinos, asininos), possuindo coloração vermelho escuro.

Saiba mais

Anemia infecciosa equina: você conhece essa doença?

A anemia infecciosa equina (AIE) é uma doença de etiologia viral causada por um retrovírus da subfamília Lentivirinae, família Retroviridae.

Saiba mais

Exame ginecológico em éguas: importância, etapas e quando fazer

Apesar de a fertilização e gestação serem o núcleo do processo de reprodução animal, os criadores, baseados em inúmeras pesquisas científicas, entenderam que a obtenção de animais de alto desempenho genético só seria possível mediante valorização de todas as etapas que compõem o manejo reprodutivo. Em relação à criação de equinos, uma dessas etapas que se mostra fundamental é o exame ginecológico completo da égua antes da estação reprodutiva.

Saiba mais

Você sabe quais são os métodos de manejo de pastagens mais usados?

Manejar bem a pastagem é o primeiro e mais importante passo para uma pecuária de corte eficiente, técnica e economicamente. Sendo assim, se a pastagem é o principal alimento dos animais em engorda, seu manejo correto será fundamental. Inicialmente, é importante destacar que a qualidade e a quantidade de forragem produzida nas pastagens são influenciadas por diversos fatores naturais como temperatura ambiente, além da umidade e fertilidade do solo.

Saiba mais

Anemia infecciosa equina: saiba mais sobre essa doença

A anemia infecciosa equina (AIE) é uma doença de etiologia viral causada por um retrovírus da subfamília Lentivirinae, família Retroviridae. “A transmissão se dá a partir da transferência de sangue ou derivados sanguíneos contaminados, seja por via fômite ou por picadas de insetos, e ainda de forma intrauterina e seminal”, explica Maria Gazzinelli, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

Debicagem: importante processo no manejo de galinhas poedeiras

Um processo importante no manejo das poedeiras é a debicagem, realizado para evitar desperdício de ração, canibalismo e agressividade entre os animais. Esse método, por se tratar de um corte feito no bico das aves, também tem sido muito questionado pelos ativistas do bem-estar animal, mas ainda é bastante utilizado nas granjas.

Saiba mais

Dissecação de músculos do braço de equinos: como fazer

Ao adentrarmos ao processo de dissecação de músculos do braço de equinos, explica Marcelo Santana, professor do VetProfissional, o primeiro músculo a ser observado é o músculo tríceps braquial formado por cabeça lateral e cabeça longa.

Saiba mais

Equinos com carrapatos: como fazer o controle?

Os carrapatos são os principais ectoparasitas de equinos e correspondem ao maior desafio de contingência na criação e também em relação ao plano de biosseguridade.

Saiba mais

Alterações radiográficas associadas à claudicação e a patologias no tarso dos equinos

Na rotina de atendimento médico veterinário, na área de grandes animais, é muito comum ocorrer queixas relacionadas ao sistema locomotor dos equinos.

Saiba mais

Sêmen de garanhões: como preparar o ejaculado para o congelamento?

O congelamento é feito em laboratório, onde os materiais que serão utilizados no procedimento devem estar devidamente preparados para receber o material coletado. “Contudo, antes de ser congelado, o conteúdo ejaculado deve ser analisado”, explica Bruna de Freitas, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestre e Doutora em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Neonato equino: você sabe o que é retenção de mecônio?

Mas afinal, o que é mecônio? Mecônio é o nome dado às primeiras fezes do equino compostas por secreções intestinais, secreções do fluido amniótico e debris celulares. A eliminação do mecônio se dá até 12 horas de vida e, quando fica retido por período maior, desencadeia uma condição denominada retenção de mecônio.

Saiba mais

Comportamento sexual e libido de equinos: quais tipos de distúrbios podem ser observados?

O médico veterinário deve ter plena noção do que é considerado um comportamento sexual e a libido normal para a espécie, ao avaliar garanhões a fim de considerar ou não esses animais como reprodutores de excelência.

Saiba mais

Você sabe qual é a importância das pastagens?

A pastagem é a base da produção de carne e, se bem manejada, pode tornar a atividade mais rentável. Para a engorda e terminação em pasto, o bom manejo das pastagens é fator determinante para o êxito da atividade. Pastagens em processo de degradação levam a queda continua da produtividade e, consequentemente, da rentabilidade. Manejar bem é fundamental para que o desempenho animal seja compatível com as metas propostas de ganho de peso e produção por área.

Saiba mais

Como fazer o manejo sanitário do rebanho?

O manejo sanitário é uma questão crucial para a produção orgânica. O produtor orgânico deve considerar a saúde do consumidor, de quem trabalha na produção, do animal, dos insumos, da propriedade e do meio ambiente, como um todo.

Saiba mais

Ao parir, qual espécie tem mais facilidade: equinos ou bovinos?

Comparando as espécies, bovinos e equinos, vemos que a égua tem mais facilidade de parto do que a vaca. É mais comum, portanto, nos depararmos com um caso de problema de parto em uma vaca do que de uma égua. Existem algumas estruturas anatômicas envolvidas no parto que fazem com que haja essa maior dificuldade no parto da vaca do que no da égua, como veremos a seguir:

Saiba mais

Ovelhas prenhes: Você sabe como manejar esses animais de forma correta?

"Separar as ovelhas em lotes homogêneos, em muitos momentos, facilita muito o manejo desses animais, contudo é importante saber identificar as características que definem essa divisão em grupos”, explica Magna Coroa Lima, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Bovinos e equinos: você conhece a fisiologia bucal desses animais?

O aparelho digestório, que é constituído por boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso e ânus, é responsável por garantir ao organismo o aproveitamento de todos os nutrientes presentes nos alimentos. “Esse aparelho se inicia pela boca, que é responsável pela apreensão e transformação física do alimento por meio do processo de mastigação, insalivação e deglutição”, explica a Dr.ª Waleska de Melo, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Sêmen de garanhões: como fazer a coleta de forma adequada?

A inseminação artificial é uma técnica que permite maior eficiência na reprodução equina. “No entanto, para alcançar essa eficiência, é preciso coletar e avaliar o sêmen que será utilizado no processo, observando os critérios: número de espermatozoides, porcentagem de concentração, padrões de motilidade e vigor”, explica Maria Gazzinelli, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Tendinite crônica em equinos: quais são os exames específicos para esse diagnóstico?

Quando se recebe um animal com histórico de claudicação, além dos exames gerais, deve-se realizar exames físicos específicos.

Saiba mais

Orquiectomia em equinos: quais os cuidados necessários para realizar esse procedimento?

A orquiectomia consiste no procedimento cirúrgico de remoção da gônada e de alguns de seus anexos. Trata-se de uma cirurgia realizada com grande frequência na espécie equina.

Saiba mais

Exame radiológico do sistema locomotor de equinos: conheça alguns posicionamentos para obtenção das imagens

Na rotina de atendimento do médico veterinário, na área de grandes animais, é muito comum ocorrer queixas relacionadas ao sistema locomotor dos equinos. O exame de imagem do sistema locomotor fornece informações importantes a respeito de diagnóstico e prognóstico de grande número de enfermidades nessa área.

Saiba mais

Babebiose em equinos: como diagnosticar?

“As possibilidades de diagnóstico são inúmeras quando se fala em redução de apetite. As primeiras suspeitas são problemas dentários ou relacionados à cavidade oral e verminoses, que não só reduzem o apetite como provocam considerável perda de peso”, explica Lorena Chaves Monteiro, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Exame andrológico: qual a finalidade desse exame feito em equinos?

O exame andrológico precisa ser realizado de forma criteriosa pelo Médico Veterinário que deverá incluí-lo na rotina de trabalho com os animais ou sempre que se fizer necessário. Por meio do exame também são avaliados o comportamento, a postura do animal no momento da cópula e características espermáticas.

Saiba mais

Avaliação ultrassonográfica da região de metacarpo, metatarso e quartela dos cavalos: como preparar o animal para esse exame?

Saber executar o equipamento ultrassonográfico, dominar a composição das estruturas anatômicas dos cavalos e também identificar as imagens das regiões tem se tornado um grande desafio e agregado muito valor aos Médicos Veterinários. Mas para que o exame tenha sucesso, é de grande importância o preparo dos animais.

Saiba mais

Doenças nutricionais em equinos: conhceça a Paralisia Periódica Hipercalêmica (PPH)

A Paralisia Periódica Hipercalêmica (PPH) é uma doença genética autossômica dominante, também chamada de doença do Impressive (garanhão da raça quarto de milha que foi o principal disseminador da doença), ou paralisia periódica induzida por potássio.

Saiba mais

Bovinos: exigência nutricional de energia para produção de leite

O bovino possui exigências diárias de água, energia, proteína, minerais, vitaminas e outros nutrientes. Essas exigências podem variar em função de fatores como: peso vivo, categoria, estado fisiológico, uso de promotores de crescimento e fatores ambientais.

Saiba mais

Diagnóstico gestacional em éguas: como realizar essa etapa do manejo reprodutivo?

Alguns dias após submeter a égua à inseminação artificial ou cobertura pelo garanhão, entra em vigor uma etapa do manejo reprodutivo fundamental não só para a saúde do animal e do feto, quanto para os negócios: o diagnóstico de gestação.

Saiba mais

6 passos para uma ordenha correta e fim da mastite

O correto manejo de ordenha se constitui em um dos principais fatores de controle e prevenção da mastite. Uma boa ordenha é capaz de garantir um leite de qualidade e reduzir o volume de leite residual. Além disso, o manejo de ordenha reduz a possibilidade de contaminação dos tetos por meio da boa higiene das mãos dos ordenhadores. Deve-se utilizar toalhas de papel para a secagem e aplicação pré-dipping e pós-dipping para desinfecção dos tetos.

Saiba mais

Especialista em suínos? Conheça a preparação das leitoas pré-cobertura

Leitoa, marrã ou marroa são porcas novas desmamadas. As fêmeas selecionadas para cruzamento devem ser trabalhadas no sentido de indução da maturidade sexual em um processo denominado preparação e manejo pré-cobertura. As porcas selecionadas como matrizes devem ser levadas para a granja, a fim de iniciar a vida reprodutiva no rebanho. Ao chegar à granja as porcas são preparadas para o início do processo de reprodução.

Saiba mais

Linfonodos equinos: como examinar corretamente e o que observar

A avaliação dos linfonodos é feita comparando-se um linfonodo ao linfonodo do antímero contrário, ou seja, linfonodos esquerdo e direito. Sempre que possível, deve-se palpar os dois linfonodos juntos para que o Veterinário perceba alterações.

Saiba mais

Os parâmetros de qualidade segundo a IN 77

Segundo a IN 77, por meio de um manejo simples, porém bem feito, é possível atingir os parâmetros de qualidade e, ainda, reduzir os custos de produção. No que diz respeito à responsabilidade social, a IN 77 reza que para um manejo bem feito, devemos levar em consideração que o leite é um produto para consumo humano, por isso, a qualidade é fundamental. O leite, portanto, deve ser livre de resíduos, tais como antibióticos, anti-inflamatórios.

Saiba mais

Ovinos: nutrição e alimentação em pasto

A alimentação é a base da criação comercial animal, especialmente de ovinos. Dentre os fatores que potencializam a produção, ela é a mais onerosa e a que exige mais cuidados de manejo diários e por fases da vida do animal. Por isso, o planejamento alimentar evita desperdícios.

Saiba mais

Ovos: além de gerar uma nova vida, é um alimento de grande valor nutricional

O ovo, além de gerar uma nova vida, é também um alimento de grande valor nutricional. “Isso porque, como não há ligação direta entre a mãe e o embrião, dentro do ovo está todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento do filhote”, explica Marcelo Dias da Silva, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Equino apresentando o jarrete do membro pélvico direito edemaciado: quais exames necessários para detectar a enfermidade?

“O exame físico geral deve sempre ser realizado em animais atendidos a campo com queixas de problemas no sistema locomotor, pois muitas vezes cursam com episódios crônicos de dor”, explica Lorena Chaves Monteiro, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Fêmeas equinas: conheça 7 sinais clínicos de alterações no sistema reprodutor das éguas

O sistema reprodutor tem a importante função de garantir a perpetuação das espécies por meio da gestação. “Quando se trata de fêmeas equinas, o conhecimento da anatomia desse sistema é indispensável para conseguir identificar anormalidades ao executar a palpação retal no exame físico”, explica Kelly Cristine de Sousa Pontes, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, Pós-doutora em Medicina, na área de Oftalmologia e Oncologia e Doutora em Cirúrgicas e Anestésicas Aplicadas aos Animais.

Saiba mais

Exame ultrassonográfico em equinos: quais são as ultrassonográficas que podem ser observadas no abdômen do cavalo?

“O exame ultrassonográfico, associado a outros exames como o físico, transretal, laboratorial, análise de líquido peritoneal e avaliação do grau de dor, ajuda na tomada de decisão do Médico Veterinário para definição do tratamento (cirúrgico ou clínico)”, explica Lorena Chaves Monteiro, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestra em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Broncopneumonia em equinos: veja como alguns descuidos pode favorecer essa doença

Um animal foi transportado por cerca de 100 km até um evento de cavalgada, por onde permaneceu em exercício físico intenso até a noite, retornando em uma carreta aberta, sem proteção contra o vento.

Saiba mais

Exame ultrassonográfico ou raio X do tórax do equino? Qual exame de imagem escolher?

A realização de exames de imagem em área torácica de cavalos pode ser um fator limitante para o diagnóstico das enfermidades que envolvem o seu sistema respiratório, por se tratar de uma área muito profunda, de difícil acesso para os equipamentos, principalmente os de raio x.

Saiba mais

Pré-parto de bovinos: manejo e cuidados com a vaca

Na fase pré-parto existem algumas limitações relacionadas à própria vaca, ao manejo desses animais e ao aproveitamento da dieta. É fisiológico para um animal a antecipação ou atraso no parto em até 15 dias.

Saiba mais

Mastite: principal responsável pela baixa na atividade leiteira

Independente do tipo de sistema de produção de leite adotado pelo pecuarista, o objetivo de todo cuidado e esforço no tratamento e manejo do gado é alcançar o lucro. Porém, anualmente, a mastite é a principal responsável pelo impacto negativo na atividade leiteira. Dentre os principais prejuízos econômicos causados pela doença citam-se:

Saiba mais

Lagomorfos e pequenos roedores em cativeiro: características

Nos dias atuais é muito comum encontrarmos algumas espécies, nada convencionais, mantidas em cativeiro, criadas como pets. Entre elas, mais se destacam os coelhos (lagomorfos), os porquinhos da índia e as chinchilas (roedores herbívoros); e os hamster, ratos e camundongos (roedores onívoros). É muito importante que os veterinários fiquem atentos a essa nova categoria, já que seus serviços possivelmente poderão ser solicitados em decorrência do inadequado manejo desses animais.

Saiba mais

Veterinário, entenda o que diz a IN 77 sobre a parasitose em gado leiteiro

Você, veterinário, está precisando entender o que reza a IN 77 sobre o controle de parasitose em gado leiteiro? Pois bem, vamos às devidas explicações: “para o controle de parasitoses no rebanho leiteiro a adoção de boas práticas no manejo sanitário é essencial, pois independente do tamanho do rebanho, a ocorrência de parasitas pode comprometer o desempenho da atividade”, afirma Prof. Leonardo Cotta Quintão

Saiba mais

Suinocultura: Funções do aparelho reprodutor do macho

Por que devo conhecer o aparelho reprodutor do macho suíno? É importante conhecer os aspectos reprodutivos tanto do macho e como da fêmea suína, porque tais características auxiliam o médico veterinário a tomar decisões acerca do protocolo de inseminação e manejo reprodutivo dos animais.

Saiba mais

Coleta de embriões de éguas: por que realizar esse procedimento?

A coleta e transferência de embriões é uma biotecnologia utilizada para melhorar a eficiência reprodutiva em equinos, visando à produção de mais animais ao ano, uma vez que na reprodução natural é produzido apenas um potro ao ano.

Saiba mais

Encefalomielite em equinos: diagnóstico, sintomas e tratamento

Você sabe o que é a encefalomielite? É uma doença de etiologia viral cujos reservatórios são aves, roedores e répteis. É uma zoonose, portanto, sua notificação é obrigatória, e sua transmissão se dá por picada de mosquitos.

Saiba mais

Suinocultura: medidas de biosseguridade necessárias na granja

Você sabe o que é biosseguridade? Biosseguridade é um conjunto de medidas de manejo inteligente, imprescindíveis frente ao aumento dos desafios enfrentados na suinocultura, sobretudo: a alta densidade populacional das unidades produtoras e a alta rotatividade. Nesse cenário, qualquer perda gera grande impacto econômico.

Saiba mais

Inseminação artificial: como preparar a égua para o procedimento?

A inseminação artificial na reprodução animal torna o processo reprodutivo mais eficiente quando comparado ao método de monta natural. Nesse sentido, entre os benefícios da inseminação de éguas, cita-se a possibilidade de inseminar várias éguas com apenas um ejaculado, aumentando a eficiência do garanhão, evitando a transmissão de DSTs entre outros.

Saiba mais

Material da cama para pintinhos: você saberia escolher bem?

Nas últimas décadas, pudemos observar nitidamente um salto no desenvolvimento da avicultura brasileira, consequência de intensas pesquisas nas áreas de sanidade, nutrição, melhoramento genético, entre outros. Esse avanço permitiu que muitas questões que antes não recebiam a devida importância por parte dos produtores passassem a ser encaradas com seriedade. O manejo dos pintinhos é um exemplo disso, pois deixou de ser considerado algo simples e, nos dias atuais, é reconhecido como um fator decisivo para se obter animais de alta produção.

Saiba mais

Conheça como se dá a sexagem de aves de linhagens comerciais

Na criação de aves de corte, fêmeas e machos são manejados separadamente, pois elas ficam prontas primeiro para abate, ganhando muita gordura indesejável na carcaça caso fiquem o mesmo tempo que eles nos galpões. Já na criação de aves de postura, apenas são usadas as galinhas, de modo que os machos são descartados. Assim, fica evidente que, para a avicultura industrial, a sexagem é um procedimento essencial que deve ser realizado ainda no incubatório.

Saiba mais

Descorna: indicações e técnicas

Muito comum nas criações de bovinos, ovinos e caprinos, a descorna é uma prática que consiste em eliminar os cornos (chifres) dos animais, extraindo-os ou impedindo seu crescimento. Quando realizada em filhotes, também é chamada de mochação.

Saiba mais

Medicina veterinária? Apresento-lhe a Orquiectomia, vulgo castração!

A orquiectomia, popularmente conhecida como castração, consiste no procedimento cirúrgico de remoção da gônada do animal e de alguns de seus anexos. Trata-se de uma cirurgia realizada com grande frequência, principalmente na espécie equina, e é uma das causas mais comuns de processos legais contra veterinários nos Estados Unidos, devido a erros de conduta e falhas na aplicação da técnica.

Saiba mais

Precisando medicar pássaros? Saiba como proceder por via oral

Para aplicar uma medicação por via oral em aves, pode-se usar uma seringa de precisão, principalmente quando o paciente for uma ave de pequeno porte, para que a dosagem correta não seja ultrapassada. Para aplicações feitas diretamente no inglúvio, são necessárias sondas as quais são introduzidas através do canal oral da ave.

Saiba mais

Éguas sociáveis, potros sociáveis. Entenda!

O contato social com o ser humano começa, por exemplo, pelo hábito de escovar a égua gestante e realizar o manejo diário com maior atenção, interesse, estimulando o conforto durante a escovação. Esse tipo de cuidado pode fazer com que a égua se torne mais tranquila durante a gestação.

Saiba mais

Dirofilaria immitis: você conhece esse nematelminto e seus prejuízos para os animais?

Como representante da família Onchocercidae, destaca-se a espécie Dirofilaria immitis, que possui como hospedeiros definitivos o cão, o gato, os carnívoros silvestres, os equinos, os primatas e, raramente, o homem. “Os hospedeiros intermediários são os mosquitos dos gêneros Aedes spp., Anopheles spp., Culex spp. e Ctenocephalides canis”, explica a professora Mariana Costa, do VET Profissional.

Saiba mais

Células somáticas (CCS): qual a importância da contagem dessas células?

A contagem de células somáticas (CCS) é uma importante ferramenta que indica a saúde da glândula mamária de vacas leiteiras. É realizada nos laticínios para verificação da qualidade do leite e da prevalência de mastite no rebanho.

Saiba mais

Raiva em ovinos? Saiba como identificar essa doença de alta mortalidade para o rebanho

Para estabelecer o manejo sanitário de forma eficiente é fundamental o conhecer as doenças que ocorrem em determinada região. As doenças virais de alta mortalidade mais comuns em ovinos são raiva e língua azul.

Saiba mais

O que é Neonatologia Veterinária?

Dentro da medicina veterinária são vários os ramos em que o médico veterinário pode se especializar. Pediatria e especialização em equinos, são algumas dessas especializações. Assim como para nós, humanos, também existe uma especialização veterinária que cuida da mãe e observa o comportamento da ninhada: a Neonatologia Veterinária.

Saiba mais

Como a interação homem x animal pode contribuir para a qualidade do leite?

O trabalhador que tem contato direto com o animal possui grande relevância na produção. O bom trato com o gado é parte fundamental do conforto animal.

Saiba mais

Trabalhando com leitões recém-nascidos? Aprenda a administrar o colostro!

Trabalhando com leitões recém-nascidos? Saiba, então, que o colostro é a primeira vacina do filhotes. É necessário que a leitegada beba uma quantidade razoável de colostro para garantir um futuro saudável, livre de doenças. Através do colostro, os leitões recebem uma série de anticorpos maternos. Esse processo é o que chamamos de imunidade passiva e mantém os filhotes imunizados durante um bom período dentro da granja.

Saiba mais

Precisando fazer exame de urina em éguas? Saiba como!

A coleta de urina em éguas é feita por meio da cateterização vesical ou sondagem vesical. É importante, como primeira medida para a realização do procedimento, fazer a assepsia da vulva para retirar resíduos de fezes e evitar a contaminação ao introduzir a sonda na uretra dos equinos.

Saiba mais

Vai criar tilápias? Conheça as três fases da produção

O piscicultor que desejar especializar-se na criação de tilápias, a fim de abastecer o mercado consumidor, deverá antes de mais nada atentar-se às três fases do processo de produção: alevinagem, recria e engorda. “Aprofundando os estudos sobre essas três fases, podemos perceber que a alevinagem é a que mais se diferencia em termos de estrutura, técnicas de produção e manejo e, por isso, necessita de conhecimentos e estrutura específica para ser realizada”,

Saiba mais

Planejamento da Produção na Pecuária de Corte. Como ajudar o produtor?

O planejamento dos sistemas de produção e, particularmente, de sistemas pastoris, baseia-se em informações como a projeção da dinâmica do rebanho, a identificação de épocas críticas para a sua nutrição e o estabelecimento de níveis esperados de produtividade da pastagem ao longo do ano. Essas informações permitem estabelecer épocas de provável escassez ou excesso de forragem e possibilitam prever intervenções de manejo para minimizar estresses nutricionais dos animais e condições inadequadas de utilização da pastagem.

Saiba mais

Veterinário, aprofunde seus conhecimentos as espécies de caprinos

Existem muitos preconceitos contra os caprinos e os produtos gerados por essa espécie animal, como o leite e a carne. “Trata-se de uma espécie de ruminante pouco indicada para o manejo a pasto em ambiente úmido, já que esta é uma espécie de animal com grande predisposição para verminose e pneumonia”, afirma Cristiane Leal dos Santos, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Aferir temperatura de cavalos é simples. Saiba como

De acordo com Ludmila Souza Fernandes, Profª. Do VET Profissional, a avaliação da temperatura corporal de cavalos pode ser feita por: Palpação externa (dorso da mão do examinador deve tocar a narina do animal, a região abdominal e extremidades do animal); Termômetros; e Aferição da temperatura retal (lubrificação e assepsia).

Saiba mais

Programa de luz durante a cria e a recria de galinhas poedeiras

Na fase inicial, são fornecidas 23-24 horas de luz, seguindo até 9 semanas com a luz natural. Na fase de 10 a 17 semanas, aproximadamente, é preciso muito cuidado para que a quantidade de luz necessária seja devidamente atingida sem, contanto, que as aves entrem em postura muito cedo.

Saiba mais

6 dicas de ouro para quem vai criar cabras

O criador antes de iniciar seu plantel para criação de cabras deverá planejar muito bem seu negócio, além de optar por um sistema de criação, escolhido mediante as características da sua região e da sua propriedade, explica Magna Coroa Lima, professora do VET Profissional. 1. Sistema de criação: os animais que irão compor seu plantel deverão ter sido pensados também, de acordo com o sistema de criação escolhido. As criações podem ser por hobby, turismo, para produção comercial de leite e, ou derivados e para corte.

Saiba mais

Qual a relação entre o médico veterinário e a IN 77?

O Médico Veterinário é o profissional responsável por fazer o acompanhamento mensal da parte econômica, zootécnica e agronômica do rebanho de leite e por orientar produtores e trabalhadores rurais sobre como fazer o manejo e higienização adequada dos equipamentos para evitar o aumento da CCS e CBT.

Saiba mais

Anatomia sistemática da boca de animais: conheça as funções dos lábios e da bochecha dos animais domésticos

O aparelho digestório se inicia pela boca. A cavidade oral possui estruturas necessárias para apreensão, mastigação e deglutição do alimento ingerido. “A maioria das espécies de animais utilizam os lábios para realiza a apreensão e seleção dos alimentos”, explica Marcelo Lopes de Santana, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Coleta de sangue em bovinos: quais materiais utilizar? Qual a via escolher?

Na espécie bovina, a coleta é feita primordialmente utilizando-se o acesso da veia jugular. Os bovinos são mais ariscos que os equinos. Caso o veterinário tenha dificuldades para fazer a coleta de sangue na veia jugular devido ao movimento do pescoço e da cabeça do animal, a coleta pode ser feita na veia coccígea localizada na cauda.

Saiba mais

Necropsia em ovino: exame externo. Qual a importância?

Você sabia que a necropsia é iniciada com o exame externo, o qual, às vezes, pode ser suficiente para definição do diagnóstico? Nesse exame, é analisado o histórico de vacinação, vermifugação, manejo adotado na propriedade, histórico clínico do rebanho e do cadáver. Esses dados são obtidos com o proprietário do animal e, ou com o médico veterinário responsável, por meio de conversas e registros sanitários.

Saiba mais

Anestesia loco-regional para descorna bovina: como realizar este procedimento?

A descorna é a remoção cirúrgica do processo cornual em bovinos já adultos. A presença do processo cornual é uma característica que diferencia bovinos de equinos. Todas as vezes que se deseja remover o processo, é necessário fazer o bloqueio do ramo cornual que faz parte do nervo zigomático temporal.

Saiba mais

Otite externa fúngica-bacteriana em cães: como diagnosticar?

A Malassezia é uma espécie de fungo que costuma viver de maneira comensal na pele dos cães, mas pode causar dermatites quando ocorre exagerada proliferação. As causas da otite bacteriana podem ser de cunho alérgico e recorrente ou devido à ação de bactérias oportunistas. “Ambas remetem ao manejo incorreto do paciente durante o banho ou tosa”, explica Fabíola Carolina de Almeida, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Nematelmintos da família Trichostrongylidae: características dos gêneros Trichostrongylus e Cooperia

“Os gêneros Trichostrongylus e Cooperia, são parasitos responsáveis pela gastroenterite parasitária”, explica a professora Mariana Costa, do VET Profissional, tendo o gênero Trichostrongylus como hospedeiros os ruminantes, equinos, suínos, coelhos e aves e o gênero Cooperia apenas os ruminantes.

Saiba mais

Caprinos e as doenças parasitárias que os acometem - ectoparasitas

Apesar de sua rusticidade, os caprinos são bastante sensíveis às parasitoses, as quais afetam seu desempenho. Considerando a grande importância social e econômica da caprinocultura, é preciso que os criadores sigam rigorosamente as medidas de manejo adequadas para evitar esse problema, possibilitando, assim, maior desenvolvimento da atividade.

Saiba mais

Ovinos em sistema orgânico de produção

Definir qual sistema de produção utilizar na ovinocultura é uma decisão que depende das características da propriedade, do produto que será produzido, se a criação opta pela aquisição de animais ou se a propriedade conta com uma programação de manejo reprodutivo, entre inúmeros outros aspectos. Assim, é preciso conhecer as especificações de cada sistema para entender qual se encaixa melhor em cada realidade.

Saiba mais

Fratura do corpo da mandíbula de um cachorro. E agora?

As fraturas mandibulares são muito comuns de ocorrem em cães e gatos. O médico veterinário deve ter em mente que, na fratura mandibular os animais devem ser tratados de forma independente, estudando-se caso a caso e recorrendo a manejos adequados para cada situação.

Saiba mais

Aves de estimação: quais os cuidados e preparativos para realizar o exame desses animais?

A avaliação da ave como um paciente envolve fatores que correspondem não apenas ao exame físico, mas também ao seu histórico de saúde. Ainda, se possível, o profissional deve observar o ambiente em que a ave está inserida e o seu comportamento de interação com esse ambiente para um diagnóstico completo.

Saiba mais

Febre maculosa? Como ocorre a transmissão dessa doença?

A febre maculosa é uma doença causada pela bactéria Rickettsia Gram-, cujo vetor são os carrapatos do gênero Amblyommas da família Ixodidae. No Brasil, a maior parte dos casos acontece na região sudeste.

Saiba mais

Como montar uma anamnese para animais lagomorfos e pequenos roedores herbívoros?

Na anamnese é importante que o clínico veterinário promova um ambiente tranquilo para o paciente e para o proprietário tendo em vista que, durante esse período, é necessário fazer perguntas sobre o histórico clínico do paciente ao tutor ou à pessoa que estiver acompanhando o animal.

Saiba mais

Palpação transretal e ultrassonografia em éguas: vamos entender o objetivo desse exame?

Na prática, para fazer o exame de palpação transretal é necessário lubrificar as luvas com um gel feito à base de pó de carboxymethylcellulose e água aquecida. O primeiro procedimento é a retirada de todas as cíbalas da ampola retal.

Saiba mais

Necropsia em suíno: exame externo, como devo começar a necropsia?

Você sabia que a necropsia é iniciada com o exame externo, o qual, às vezes, pode ser suficiente para definição do diagnóstico? Nesse exame, é analisado o histórico de vacinação, vermifugação, manejo adotado na propriedade, histórico clínico do rebanho e do cadáver. Esses dados são obtidos com o proprietário do animal e, ou com o médico veterinário responsável, por meio de conversas e registros sanitários.

Saiba mais

Quais são os dados que devem ser coletados antes de iniciar um exame ginecológico em éguas?

O exame ginecológico abrange técnicas diversificadas, além da palpação transretal e ultrassonografia. O médico veterinário deverá considerar cada uma das etapas de modo sistemático para que possa avaliar o exame clínico reprodutivo completo da égua.

Saiba mais

Receba Mais Informações