Guias de Capacitação do Veterinários. Clique e baixe!

Resultados da busca para "musculoskeletal do member toracico e pelvico"

Osteologia animal: membros torácico e pélvico. Há semelhança entre eles?

Os membros torácico e pélvico representam a porção principal do esqueleto e são responsáveis pela locomoção dos animais. A principal diferença entre os membros torácico e pélvico está na função que desempenham: o membro torácico é responsável pelo direcionamento do animal, ou seja, seu deslocamento em direções distintas, enquanto o membro pélvico está relacionado com a capacidade de tração animal, isto é, a força para realizar movimentos em determinada direção.

Saiba mais

Características das vértebras torácicas de animais domésticos

As vértebras torácicas apresentam uma elevação óssea bem mais desenvolvida que as outras vértebras, chamado de processo espinhoso. Uma outra característica da vértebra torácica é que ela possui uma articulação com a costela que é própria somente dessa vértebra.

Saiba mais

Equino apresentando o jarrete do membro pélvico direito edemaciado: quais exames necessários para detectar a enfermidade?

“O exame físico geral deve sempre ser realizado em animais atendidos a campo com queixas de problemas no sistema locomotor, pois muitas vezes cursam com episódios crônicos de dor”, explica Lorena Chaves Monteiro, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Osteologia do membro torácico: articulação úmero radioulnar

Além da escápula e do úmero, os membros torácicos também possuem os ossos do antebraço, rádio e ulna, e os ossos da mão, carpos, metacarpos e falanges. “São estruturas com muitas articulações, com atenção especial para a articulação úmero-radioulnar, que é a articulação do cotovelo do animal”, explica Marcelo Lopes de Santana, professor do VET Profissional, que é Doutor em Morfologia Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Dissecação da face medial do membro torácico de bovino: como iniciar?

Para realizar a dissecação da face medial do membro torácico, é necessário, em primeiro lugar, observar e realizar o descolamento de músculos que compõem a região do cíngulo escapular.

Saiba mais

Receba Mais Informações