Guias de Capacitação do Veterinários. Clique e baixe!

Resultados da busca para "parto"

Parto em bovinos: quais são os principais eventos e alterações endócrinas que estão associados ao parto?

É fundamental para o início do parto que o eixo fetal hipotálamo-hipófise-adrenal do feto esteja em funcionalidade de maturação completa e ativa.

Saiba mais

Ao parir, qual espécie tem mais facilidade: equinos ou bovinos?

Comparando as espécies, bovinos e equinos, vemos que a égua tem mais facilidade de parto do que a vaca. É mais comum, portanto, nos depararmos com um caso de problema de parto em uma vaca do que de uma égua. Existem algumas estruturas anatômicas envolvidas no parto que fazem com que haja essa maior dificuldade no parto da vaca do que no da égua, como veremos a seguir:

Saiba mais

Pré-parto de bovinos: manejo e cuidados com a vaca

Na fase pré-parto existem algumas limitações relacionadas à própria vaca, ao manejo desses animais e ao aproveitamento da dieta. É fisiológico para um animal a antecipação ou atraso no parto em até 15 dias.

Saiba mais

Sr. Veterinário, saiba mais sobre a retenção de placenta

A retenção de placenta é a não expulsão da placenta dentro do período de 12 horas após o parto. Em algumas literaturas consta que esse período pode ser de 24 horas, mas, como é difícil saber com exatidão a hora em que o parto ocorreu, o comum é considerar um caso de retenção de placenta se a expulsão não tiver ocorrido até o dia seguinte.

Saiba mais

Hipocalcemia em vacas: você conhece essa doença?

A hipocalcemia, também conhecida como febre do leite, hipocalcemia pós-parto, paresia puerperal ou febre vitular, é uma disfunção neuromuscular progressiva caracterizada pela diminuição na concentração plasmática do cálcio, acometendo mais as vacas leiteiras. Geralmente ocorre no período de transição, uma vez que esse período demanda muito cálcio do organismo do animal.

Saiba mais

Leucograma: você sabe a importância desse exame na avaliação do estado de saúde do animal?

O leucograma faz parte do hemograma e corresponde à avaliação das células brancas, chamadas leucócitos, responsáveis pela defesa ou segurança imunológica do organismo dos animais.

Saiba mais

Como a interação homem x animal pode contribuir para a qualidade do leite?

O trabalhador que tem contato direto com o animal possui grande relevância na produção. O bom trato com o gado é parte fundamental do conforto animal.

Saiba mais

Mastite: o que é e o que representa no sistema de produção de leite

A mastite é a inflamação do parênquima da glândula mamária. A doença pode ter causas diversas, mas a maior parte das vezes, é causada por bactérias que atingem o interior de um ou mais quartos da mama bovina através dos ductos localizados nos tetos. De acordo com Paolo Antônio Dutra Vivenza, Professor do VET Profissional, “Além das bactérias, outros microrganismos também podem causar a mastite, entre eles: leveduras, fungos, o vírus do Mycoplasma bovis, microrganismo que ocupa posição intermediária entre bactérias e vírus, e algas microscópicas do gênero Prototheca”. É preciso ressaltar que, sob o ponto de vista epidemiológico, a interação entre a resistência do animal, as condições do ambiente e a presença do agente patogênico favorece a ocorrência da mastite no rebanho.

Saiba mais

Veterinário: entenda a atuação dos hormônios no organismo animal

Para exemplificar como os hormônios atuam no organismo, vamos utilizar a ação de hormônios em dois órgãos que fazem parte do sistema digestivo, a saber: fígado e pâncreas. Esses são responsáveis por regular a taxa de glicose no sangue através da produção de glicogênio, insulina e glucagon.

Saiba mais

Sr. Veterinário, entenda mais sobre as proteínas

Todas as proteínas são formadas a partir de um mesmo conjunto de 20 aminoácidos, também denominados de aminoácidos essenciais, ligados covalentemente em sequências lineares. As células são formadas por diversas proteínas. A estrutura das proteínas é formada por cadeias polipeptídicas que sempre são adicionadas a um grupo Amino e a um grupo Carboxílico. A formação dessa estrutura é comandada pelo DNA, de acordo com a necessidade de cada uma das células e do organismo animal.

Saiba mais

Sr. Veterinário, responda: qual a finalidade do citoesqueleto?

O citoesqueleto mantém as estruturas que fazem parte da célula de forma ordenada e organizada. O citoesqueleto é formado por uma rede de filamentos dispostos dentro da célula. “Esses filamentos fazem com que cada organela permaneça no seu devido lugar, exercendo a sua função de modo adequado”, afirma Profª. Waleska de Melo Ferreira Dantas, do VET Profissional.

Saiba mais

Qual a relação entre o médico veterinário e a IN 77?

O Médico Veterinário é o profissional responsável por fazer o acompanhamento mensal da parte econômica, zootécnica e agronômica do rebanho de leite e por orientar produtores e trabalhadores rurais sobre como fazer o manejo e higienização adequada dos equipamentos para evitar o aumento da CCS e CBT.

Saiba mais

Anemia infecciosa equina: saiba mais sobre essa doença

A anemia infecciosa equina (AIE) é uma doença de etiologia viral causada por um retrovírus da subfamília Lentivirinae, família Retroviridae. “A transmissão se dá a partir da transferência de sangue ou derivados sanguíneos contaminados, seja por via fômite ou por picadas de insetos, e ainda de forma intrauterina e seminal”, explica Maria Gazzinelli, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário: aprenda sobre o bloqueio do nervo maxilar de cães

O nervo maxilar emerge pelo forame maxilar e é responsável por irrigar um dos lados da face do cão, explica Luís Eugênio Franklin Augusto, Professor do VET Profissional. O bloqueio desse nervo permite dessensibilizar a parte superior rostral e arcada superior do animal (teto da cavidade nasal, palato duro, palato mole, focinho, lábio superior, dentes incisivos e caninos superiores, dentes molares e pré-molares de um dos lados da face do paciente).

Saiba mais

Mastite: o que provoca este tipo de infecção?

A mastite pode ter causas diversas, mas a maior parte das vezes, é causada por bactérias que atingem o interior de um ou mais quartos da mama bovina através dos ductos localizados nos tetos. A real importância da mastite no sistema de produção de leite está relacionada a três fatores:

Saiba mais

Cavidade abdominal: divisões da estrutura que aloja a maioria dos órgãos do sistema digestório

A cavidade abdominal faz parte do tronco do animal, que é dividido em tórax, abdômen e pelve e se encontra na porção caudal ao diafragma. Ela é composta por quatro músculos, formando, assim, a parede abdominal.

Saiba mais

Desenvolvimento da glândula mamária em bovinos: como e quando ocorre?

“É de suma importância que a glândula mamária esteja pronta no momento do parto, expressando assim o seu maior potencial de produção”, explica Pedro Henrique de Araújo Carvalho, Médico Veterinário e professor do VET Profissional, que é Mestre em Zootecnia.

Saiba mais

Sr. Veterinário, conheça as principais afecções causadoras de aborto em bovinos

A duração da gestação pode apresentar importância clínica para os bezerros, pois gestações 3 ou 4 dias mais curtas do que o normal pode gerar bezerros mais leves, os quais têm mais dificuldade em absorver nutrientes, e consequentemente, tendem a ter mais problemas. Normalmente, a gestação de taurinos dura aproximadamente 285 dias enquanto a gestação de zebuínos dura aproximadamente 292 dias. A partir disso, a atenção deve ser voltada para a anotação dos índices zootécnicos, pois só é possível fazer a previsão do parto se as datas de inseminação

Saiba mais

Exame clínico em bovinos: como coletar informações para o diagnóstico?

Mesmo que o Veterinário seja chamado em uma propriedade para realizar o exame de apenas um animal, o conjunto precisa ser entendido, pois eles podem fornecer as informações importantes.

Saiba mais

Vértebras cervicais de animais domésticos: conheça um pouco sobre essa estrutura

A coluna vertebral dos animais se inicia no pescoço, o qual é composto por vértebras cervicais. Tais vértebras são irregulares e formadas por um orifício.

Saiba mais

Indiscrição alimentar em cães: como diagnosticar?

“A Indiscrição alimentar é uma inflamação e, ou infecção do estômago e do intestino, caracterizada pelo aparecimento súbito de sinais como vômito, diarreia com ou sem sangue, desidratação, depressão, febre e dor abdominal”, explica Fabíola Carolina de Almeida, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Exame coproparasitológico e análise macroscópica das fezes: quais características desejadas?

O exame coproparasitológico é aquele que obtém informações importantes sobre o trato gastrointestinal, a partir da análise das fezes do paciente. “A partir desse exame conseguimos detectar parasitas, hemorragias, corpos estranhos, dieta, bacteriologia, material glandular’’, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal.

Saiba mais

Projeções radiográficas: você sabe quais e como solicitar?

De acordo com os achados no exame físico, o médico veterinário deve solicitar o exame radiográfico, especificando as projeções necessárias. Para isso, deve relembrar os conceitos anatômicos aprendidos durante seus anos de estudo e conhecer o posicionamento correto do paciente e o mecanismo do raio, desde a sua direção de ação até os fatores de proteção e qualidade da imagem.

Saiba mais

Retenção de placenta em bovinos: quais os cuidados necessários?

A retenção de placenta é a não expulsão da placenta dentro do período de 12 horas após o parto. Em algumas literaturas consta que esse período pode ser de 24 horas, mas, como é difícil saber com exatidão a hora em que o parto ocorreu, o comum é considerar um caso de retenção de placenta se a expulsão não tiver ocorrido até o dia seguinte.

Saiba mais

Necropsia de bovinos a campo: como iniciar esse procedimento?

Para realização da necropsia, são utilizadas técnicas específicas de exames. No entanto, antes de iniciar os exames propriamente ditos, deve ser feito o levantamento do histórico clínico do animal, também conhecido como perinecropsia.

Saiba mais

Melanina? Melanócito? Melanose? Entenda o que são estes termos

A melanina é um pigmento endógeno, cuja cor varia do castanho ao negro, sendo amplamente encontrada em animais e plantas. O acúmulo de melanina é a melanose.

Saiba mais

Tenomiectomia do extensor digital lateral de equinos: você conhece a indicação para esse procedimento?

A Tenomiectomia é indicada em casos de arpejo ou hipertonia reflexa equina, que consiste na hiperflexão involuntária do membro pélvico de equinos. Samuel Pereira Simonato, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Mestre em Medicina Veterinária, explica que esta infermidade tem como principais características:

Saiba mais

Cetose e esteatose hepática em vacas leiteiras: conheça duas doenças metabólicas que ocorrem simultaneamente no animal

A cetose é uma desordem metabólica associada ao balanço energético negativo e à carência de carboidratos precursores de glicose, típicas do período do parto de vacas de elevada produção de leite. Enquanto a esteatose hepática é a condição na qual ocorre acúmulo de triglicerídeos dentro dos hepatócitos (acúmulo de gordura nas células do fígado).

Saiba mais

Anemia infecciosa equina: você conhece essa doença?

A anemia infecciosa equina (AIE) é uma doença de etiologia viral causada por um retrovírus da subfamília Lentivirinae, família Retroviridae.

Saiba mais

Produção de calor pelo organismo animal: vamos entender?

“A temperatura, apesar de estar na faixa de normalidade para o organismo, pode variar tanto durante o dia quanto durante a noite, dependendo da característica da espécie”, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Necropsia em suíno: exame externo, como devo começar a necropsia?

Você sabia que a necropsia é iniciada com o exame externo, o qual, às vezes, pode ser suficiente para definição do diagnóstico? Nesse exame, é analisado o histórico de vacinação, vermifugação, manejo adotado na propriedade, histórico clínico do rebanho e do cadáver. Esses dados são obtidos com o proprietário do animal e, ou com o médico veterinário responsável, por meio de conversas e registros sanitários.

Saiba mais

Conheça a nova disciplina VET Profissional: Clínica Médica de Cães e Gatos

O VET Profissional acaba de ganhar mais uma disciplina: Clínica Médica de Cães e Gatos. Para os médicos veterinários, a clínica médica é uma prática importante, pois trata do diagnóstico e tratamento de doenças, atuando, também, na área de saúde pública, ao combater zoonoses, promovendo a interação entre o profissional veterinário e a sociedade. Independente da especialidade do médico veterinário, essas práticas fazem parte de sua rotina.

Saiba mais

Saiba como interpretar leucograma

O leucograma é uma parte do exame de sangue, que avalia os leucócitos ou glóbulos brancos, responsáveis pela imunidade do animal. Este exame indica o número de basófilos, eosinófilos, linfócitos e monócitos presentes no sangue. Os resultados do leucograma podem ajudar o médico veterinário a interpretar doenças.

Saiba mais

Técnicas anestésicas locais em bovinos

A anestesia faz parte da rotina veterinária e é importante para os bovinos. Em termos técnicos, a anestesia consiste na aplicação de medicamentos para eliminar ou aliviar a dor em um local ou de forma generalizada, de modo que seja possível realizar procedimentos cirúrgicos. Cabe ao médico veterinário avaliar o animal e definir qual a melhor forma de aplicação em cada caso.

Saiba mais

Material da cama para pintinhos: você saberia escolher bem?

Nas últimas décadas, pudemos observar nitidamente um salto no desenvolvimento da avicultura brasileira, consequência de intensas pesquisas nas áreas de sanidade, nutrição, melhoramento genético, entre outros. Esse avanço permitiu que muitas questões que antes não recebiam a devida importância por parte dos produtores passassem a ser encaradas com seriedade. O manejo dos pintinhos é um exemplo disso, pois deixou de ser considerado algo simples e, nos dias atuais, é reconhecido como um fator decisivo para se obter animais de alta produção.

Saiba mais

Diagnóstico gestacional em éguas: como realizar essa etapa do manejo reprodutivo?

Alguns dias após submeter a égua à inseminação artificial ou cobertura pelo garanhão, entra em vigor uma etapa do manejo reprodutivo fundamental não só para a saúde do animal e do feto, quanto para os negócios: o diagnóstico de gestação.

Saiba mais

Estro em leitoas: como diagnosticar?

Nas fêmeas suínas, a puberdade é caracterizada pelo primeiro cio produtivo ou o processo de ovulação. Ocorre em torno de 135 dias de idade. A partir da puberdade as fêmeas passam a ser monitoradas. Nesse momento, suinocultores e veterinários responsáveis devem formar lotes de animais com cio em período semelhante.

Saiba mais

Atlas: primeira vértebra cervical dos mamíferos. Saiba mais!

A primeira vértebra do pescoço dos mamíferos é denominada atlas. Todos os mamíferos possuem sete vértebras cervicais e o osso atlas é a primeira vértebra dessa sequência. A vértebra atlas articula-se com a cabeça na parte cranial dos animais. Em direção à causa, o osso atlas articula-se com as próximas vértebras cervicais.

Saiba mais

Como avaliar o esôfago de um cão? Com inspeção e palpação!

Como avaliar o esôfago de um cão? Com inspeção e palpação do esôfago cervical, técnicas que permitem ao Médico Veterinário visualizar externamente aumentos de volume e outras alterações visíveis no esôfago. A palpação ocorre a partir da glote e desce pelo esôfago. Durante esta ação, o médico deve sentir se existe algum tipo de massa ou corpo estranho que dificultando a passagem do alimento no animal. O exame também demonstra o nível de sensibilidade do animal na região do esôfago.

Saiba mais

Os laticínios, cooperativas e o Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite

O objetivo do Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite é aproximar produtores e indústria, visando maior desenvolvimento para o setor produtivo e segurança para o consumidor. Esse plano faz parte da gestão de qualidade e está incluído no autocontrole realizado pelo laticínio ou pela cooperativa.

Saiba mais

Necropsia: características anatômicas e fisiológicas das aves

O estudo das características anatômicas e fisiológicas das aves se torna importante devido aos impactos que todas as peculiaridades têm, tanto sobre a parte clínica quanto sobre a produção desses animais. “A necropsia objetiva demonstrar as técnicas mais comuns na avicultura e apresentar as características físicas e anatômicas dessa categoria animal”,

Saiba mais

O que é o Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite exigido pela IN 77?

O Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite presente na IN 77 faz parte da gestão de qualidade e está incluído no autocontrole realizado pelo laticínio, portanto, sua elaboração, implantação e execução são de total responsabilidade do laticínio. Dessa forma, cabe ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e aos seus técnicos apenas acompanhar e fiscalizar a execução do Plano.

Saiba mais

O fator Luz nas fases de cria e recria de galinhas poedeiras

Ao se trabalhar com cria e recria de aves, é preciso pensar em alguns pontos, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. São eles: I- Até 9 semanas, as aves são refratárias hormonalmente à luz. Dessa forma, nos dois primeiros dias de chegada da pintainha, são necessárias 23-24 horas de luz para que elas se adaptem aos círculos de proteção e ao ambiente. A partir daí, utiliza-se luz natural até a 9a semana de vida.

Saiba mais

Exame ultrassonográfico em animais: como fazer

De acordo com os ensinamentos da Profa. Sâmara Turbay Pires, “no exame ultrassonográfico, o animal deve ser colocado à direita do veterinário e a mão esquerda da pessoa vai trabalhar no aparelho de ultrassom”. Para demonstração, veja, a seguir, a avaliação da parte abdominal de um cão.

Saiba mais

Criação de suínos: a maternidade exige dois ambientes distintos

A maternidade é a fase mais sensível da produção de suínos cuja instalação utilizada para o parto e fase de lactação das porcas deve ser construída atentando-se para os detalhes. Qualquer erro na construção poderá trazer graves problemas, como de umidade (empoçamento de fezes e urina), esmagamento de leitões e extremos de calor ou frio que provocam alta mortalidade de leitões.

Saiba mais

Esgotamento de inóculo: como realizar esse método de isolamento de microrganismos?

O método de isolamento de microrganismos é denominado Esgotamento do Inóculo, cujo objetivo é formar uma colônia pura a partir de uma única célula de determinado microrganismo.

Saiba mais

Anestesia loco-regional para descorna bovina: como realizar este procedimento?

A descorna é a remoção cirúrgica do processo cornual em bovinos já adultos. A presença do processo cornual é uma característica que diferencia bovinos de equinos. Todas as vezes que se deseja remover o processo, é necessário fazer o bloqueio do ramo cornual que faz parte do nervo zigomático temporal.

Saiba mais

Estomatite em bovinos: você conhece essa afecção do sistema digestivo?

Estomatites são alterações (inflamações) que acometem a mucosa oral dos bovinos, podendo ocorrer em diversas partes como língua (glossite), palato (palatite) e gengiva (gengivite).

Saiba mais

Produção de leite: quais são os custos dessa atividade?

A produção de leite está diretamente relacionada com o consumo alimentar dos animais. Essa produção precisa vir de nutrientes que serão absorvidos no trato gastrointestinal do animal, passando por diversas reações bioquímicas, até chegar à glândula mamária. A partir disso serão formados precursores do leite, responsáveis pelo produto final de qualidade.

Saiba mais

Doença no rebanho: como verificar o comportamento dessa doença?

Quando um animal fica doente, a primeira coisa a ser ponderada é se ele adoeceu em isolamento ou a partir do contato com locais diferentes ou outros animais/populações. Um animal adquirido em um leilão, por exemplo, pode levar para a propriedade uma doença que ainda não existia lá.

Saiba mais

VET Profissional: dicas para vestir os equipamentos cirúrgicos

Para a preparação de cirurgias em cães e gato, é imprescindível estar atento a vários procedimentos, que serão fundamentais para garantir que não haja qualquer tipo de contaminação ao animal por parte do veterinário. Após reunir a equipe, dentre outros procedimentos, é necessário vestir alguns equipamentos cirúrgicos.

Saiba mais

Eritrograma? Você sabe o que significa?

O hemograma tem como objetivo avaliar a saúde geral do animal. O exame é composto por três partes principais, a saber: eritrograma, leucograma e trombograma.

Saiba mais

Exérese de glândulas salivares: você conhece este procedimento?

A exérese nada mais é do que a remoção cirúrgica de partes estranhas ou doentes do corpo. A exérese das glândulas salivares, nos casos veterinários, é geralmente recomendada quando, estando os ductos salivares obstruídos, cistos se formam devido ao acúmulo de saliva, ou quando há lesões glandulares ou dos ductos em virtude de traumas que geram o extravasamento da saliva. Esses traumas acontecem frequentemente por brigas entre os animais, que mordem uns aos outros na região do pescoço.

Saiba mais

Adestrar ou não o cãozinho? Qual a importância do adestramento?

Grande parte dos donos de cães acha que não é necessário adestrá-los, mas, certamente, esta não é a melhor conduta para quem possui um cão.

Saiba mais

Febre maculosa? Como ocorre a transmissão dessa doença?

A febre maculosa é uma doença causada pela bactéria Rickettsia Gram-, cujo vetor são os carrapatos do gênero Amblyommas da família Ixodidae. No Brasil, a maior parte dos casos acontece na região sudeste.

Saiba mais

Necropsia em gatos: como fazer a avaliação das mucosas?

Na necropsia é feita uma análise detalhada do cadáver, tanto na parte externa como interna. O exame externo nada mais é que uma avaliação detalhada da superfície do cadáver. Trata-se da primeira fase da necropsia em que informações relevantes são coletadas para elucidar a causa mortis do animal.

Saiba mais

Indicadores de saúde: qual a importância dessa ferramenta?

“Os indicadores mostram a situação de saúde de um grupo populacional em determinado local e período a partir de observações, de dados quantitativos ou literatura”, explica Marcelo Dias da Silva, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Mestre em Agroquímica e Doutor em Zootecnia.

Saiba mais

Parto em bovinos: quais são os principais eventos e alterações endócrinas que estão associados ao parto?

É fundamental para o início do parto que o eixo fetal hipotálamo-hipófise-adrenal do feto esteja em funcionalidade de maturação completa e ativa.

Saiba mais

Ao parir, qual espécie tem mais facilidade: equinos ou bovinos?

Comparando as espécies, bovinos e equinos, vemos que a égua tem mais facilidade de parto do que a vaca. É mais comum, portanto, nos depararmos com um caso de problema de parto em uma vaca do que de uma égua. Existem algumas estruturas anatômicas envolvidas no parto que fazem com que haja essa maior dificuldade no parto da vaca do que no da égua, como veremos a seguir:

Saiba mais

Pré-parto de bovinos: manejo e cuidados com a vaca

Na fase pré-parto existem algumas limitações relacionadas à própria vaca, ao manejo desses animais e ao aproveitamento da dieta. É fisiológico para um animal a antecipação ou atraso no parto em até 15 dias.

Saiba mais

Sr. Veterinário, saiba mais sobre a retenção de placenta

A retenção de placenta é a não expulsão da placenta dentro do período de 12 horas após o parto. Em algumas literaturas consta que esse período pode ser de 24 horas, mas, como é difícil saber com exatidão a hora em que o parto ocorreu, o comum é considerar um caso de retenção de placenta se a expulsão não tiver ocorrido até o dia seguinte.

Saiba mais

Hipocalcemia em vacas: você conhece essa doença?

A hipocalcemia, também conhecida como febre do leite, hipocalcemia pós-parto, paresia puerperal ou febre vitular, é uma disfunção neuromuscular progressiva caracterizada pela diminuição na concentração plasmática do cálcio, acometendo mais as vacas leiteiras. Geralmente ocorre no período de transição, uma vez que esse período demanda muito cálcio do organismo do animal.

Saiba mais

Leucograma: você sabe a importância desse exame na avaliação do estado de saúde do animal?

O leucograma faz parte do hemograma e corresponde à avaliação das células brancas, chamadas leucócitos, responsáveis pela defesa ou segurança imunológica do organismo dos animais.

Saiba mais

Como a interação homem x animal pode contribuir para a qualidade do leite?

O trabalhador que tem contato direto com o animal possui grande relevância na produção. O bom trato com o gado é parte fundamental do conforto animal.

Saiba mais

Mastite: o que é e o que representa no sistema de produção de leite

A mastite é a inflamação do parênquima da glândula mamária. A doença pode ter causas diversas, mas a maior parte das vezes, é causada por bactérias que atingem o interior de um ou mais quartos da mama bovina através dos ductos localizados nos tetos. De acordo com Paolo Antônio Dutra Vivenza, Professor do VET Profissional, “Além das bactérias, outros microrganismos também podem causar a mastite, entre eles: leveduras, fungos, o vírus do Mycoplasma bovis, microrganismo que ocupa posição intermediária entre bactérias e vírus, e algas microscópicas do gênero Prototheca”. É preciso ressaltar que, sob o ponto de vista epidemiológico, a interação entre a resistência do animal, as condições do ambiente e a presença do agente patogênico favorece a ocorrência da mastite no rebanho.

Saiba mais

Veterinário: entenda a atuação dos hormônios no organismo animal

Para exemplificar como os hormônios atuam no organismo, vamos utilizar a ação de hormônios em dois órgãos que fazem parte do sistema digestivo, a saber: fígado e pâncreas. Esses são responsáveis por regular a taxa de glicose no sangue através da produção de glicogênio, insulina e glucagon.

Saiba mais

Sr. Veterinário, entenda mais sobre as proteínas

Todas as proteínas são formadas a partir de um mesmo conjunto de 20 aminoácidos, também denominados de aminoácidos essenciais, ligados covalentemente em sequências lineares. As células são formadas por diversas proteínas. A estrutura das proteínas é formada por cadeias polipeptídicas que sempre são adicionadas a um grupo Amino e a um grupo Carboxílico. A formação dessa estrutura é comandada pelo DNA, de acordo com a necessidade de cada uma das células e do organismo animal.

Saiba mais

Sr. Veterinário, responda: qual a finalidade do citoesqueleto?

O citoesqueleto mantém as estruturas que fazem parte da célula de forma ordenada e organizada. O citoesqueleto é formado por uma rede de filamentos dispostos dentro da célula. “Esses filamentos fazem com que cada organela permaneça no seu devido lugar, exercendo a sua função de modo adequado”, afirma Profª. Waleska de Melo Ferreira Dantas, do VET Profissional.

Saiba mais

Qual a relação entre o médico veterinário e a IN 77?

O Médico Veterinário é o profissional responsável por fazer o acompanhamento mensal da parte econômica, zootécnica e agronômica do rebanho de leite e por orientar produtores e trabalhadores rurais sobre como fazer o manejo e higienização adequada dos equipamentos para evitar o aumento da CCS e CBT.

Saiba mais

Anemia infecciosa equina: saiba mais sobre essa doença

A anemia infecciosa equina (AIE) é uma doença de etiologia viral causada por um retrovírus da subfamília Lentivirinae, família Retroviridae. “A transmissão se dá a partir da transferência de sangue ou derivados sanguíneos contaminados, seja por via fômite ou por picadas de insetos, e ainda de forma intrauterina e seminal”, explica Maria Gazzinelli, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário: aprenda sobre o bloqueio do nervo maxilar de cães

O nervo maxilar emerge pelo forame maxilar e é responsável por irrigar um dos lados da face do cão, explica Luís Eugênio Franklin Augusto, Professor do VET Profissional. O bloqueio desse nervo permite dessensibilizar a parte superior rostral e arcada superior do animal (teto da cavidade nasal, palato duro, palato mole, focinho, lábio superior, dentes incisivos e caninos superiores, dentes molares e pré-molares de um dos lados da face do paciente).

Saiba mais

Mastite: o que provoca este tipo de infecção?

A mastite pode ter causas diversas, mas a maior parte das vezes, é causada por bactérias que atingem o interior de um ou mais quartos da mama bovina através dos ductos localizados nos tetos. A real importância da mastite no sistema de produção de leite está relacionada a três fatores:

Saiba mais

Cavidade abdominal: divisões da estrutura que aloja a maioria dos órgãos do sistema digestório

A cavidade abdominal faz parte do tronco do animal, que é dividido em tórax, abdômen e pelve e se encontra na porção caudal ao diafragma. Ela é composta por quatro músculos, formando, assim, a parede abdominal.

Saiba mais

Desenvolvimento da glândula mamária em bovinos: como e quando ocorre?

“É de suma importância que a glândula mamária esteja pronta no momento do parto, expressando assim o seu maior potencial de produção”, explica Pedro Henrique de Araújo Carvalho, Médico Veterinário e professor do VET Profissional, que é Mestre em Zootecnia.

Saiba mais

Sr. Veterinário, conheça as principais afecções causadoras de aborto em bovinos

A duração da gestação pode apresentar importância clínica para os bezerros, pois gestações 3 ou 4 dias mais curtas do que o normal pode gerar bezerros mais leves, os quais têm mais dificuldade em absorver nutrientes, e consequentemente, tendem a ter mais problemas. Normalmente, a gestação de taurinos dura aproximadamente 285 dias enquanto a gestação de zebuínos dura aproximadamente 292 dias. A partir disso, a atenção deve ser voltada para a anotação dos índices zootécnicos, pois só é possível fazer a previsão do parto se as datas de inseminação

Saiba mais

Exame clínico em bovinos: como coletar informações para o diagnóstico?

Mesmo que o Veterinário seja chamado em uma propriedade para realizar o exame de apenas um animal, o conjunto precisa ser entendido, pois eles podem fornecer as informações importantes.

Saiba mais

Vértebras cervicais de animais domésticos: conheça um pouco sobre essa estrutura

A coluna vertebral dos animais se inicia no pescoço, o qual é composto por vértebras cervicais. Tais vértebras são irregulares e formadas por um orifício.

Saiba mais

Indiscrição alimentar em cães: como diagnosticar?

“A Indiscrição alimentar é uma inflamação e, ou infecção do estômago e do intestino, caracterizada pelo aparecimento súbito de sinais como vômito, diarreia com ou sem sangue, desidratação, depressão, febre e dor abdominal”, explica Fabíola Carolina de Almeida, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Exame coproparasitológico e análise macroscópica das fezes: quais características desejadas?

O exame coproparasitológico é aquele que obtém informações importantes sobre o trato gastrointestinal, a partir da análise das fezes do paciente. “A partir desse exame conseguimos detectar parasitas, hemorragias, corpos estranhos, dieta, bacteriologia, material glandular’’, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal.

Saiba mais

Projeções radiográficas: você sabe quais e como solicitar?

De acordo com os achados no exame físico, o médico veterinário deve solicitar o exame radiográfico, especificando as projeções necessárias. Para isso, deve relembrar os conceitos anatômicos aprendidos durante seus anos de estudo e conhecer o posicionamento correto do paciente e o mecanismo do raio, desde a sua direção de ação até os fatores de proteção e qualidade da imagem.

Saiba mais

Retenção de placenta em bovinos: quais os cuidados necessários?

A retenção de placenta é a não expulsão da placenta dentro do período de 12 horas após o parto. Em algumas literaturas consta que esse período pode ser de 24 horas, mas, como é difícil saber com exatidão a hora em que o parto ocorreu, o comum é considerar um caso de retenção de placenta se a expulsão não tiver ocorrido até o dia seguinte.

Saiba mais

Necropsia de bovinos a campo: como iniciar esse procedimento?

Para realização da necropsia, são utilizadas técnicas específicas de exames. No entanto, antes de iniciar os exames propriamente ditos, deve ser feito o levantamento do histórico clínico do animal, também conhecido como perinecropsia.

Saiba mais

Melanina? Melanócito? Melanose? Entenda o que são estes termos

A melanina é um pigmento endógeno, cuja cor varia do castanho ao negro, sendo amplamente encontrada em animais e plantas. O acúmulo de melanina é a melanose.

Saiba mais

Tenomiectomia do extensor digital lateral de equinos: você conhece a indicação para esse procedimento?

A Tenomiectomia é indicada em casos de arpejo ou hipertonia reflexa equina, que consiste na hiperflexão involuntária do membro pélvico de equinos. Samuel Pereira Simonato, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Mestre em Medicina Veterinária, explica que esta infermidade tem como principais características:

Saiba mais

Cetose e esteatose hepática em vacas leiteiras: conheça duas doenças metabólicas que ocorrem simultaneamente no animal

A cetose é uma desordem metabólica associada ao balanço energético negativo e à carência de carboidratos precursores de glicose, típicas do período do parto de vacas de elevada produção de leite. Enquanto a esteatose hepática é a condição na qual ocorre acúmulo de triglicerídeos dentro dos hepatócitos (acúmulo de gordura nas células do fígado).

Saiba mais

Anemia infecciosa equina: você conhece essa doença?

A anemia infecciosa equina (AIE) é uma doença de etiologia viral causada por um retrovírus da subfamília Lentivirinae, família Retroviridae.

Saiba mais

Produção de calor pelo organismo animal: vamos entender?

“A temperatura, apesar de estar na faixa de normalidade para o organismo, pode variar tanto durante o dia quanto durante a noite, dependendo da característica da espécie”, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Necropsia em suíno: exame externo, como devo começar a necropsia?

Você sabia que a necropsia é iniciada com o exame externo, o qual, às vezes, pode ser suficiente para definição do diagnóstico? Nesse exame, é analisado o histórico de vacinação, vermifugação, manejo adotado na propriedade, histórico clínico do rebanho e do cadáver. Esses dados são obtidos com o proprietário do animal e, ou com o médico veterinário responsável, por meio de conversas e registros sanitários.

Saiba mais

Conheça a nova disciplina VET Profissional: Clínica Médica de Cães e Gatos

O VET Profissional acaba de ganhar mais uma disciplina: Clínica Médica de Cães e Gatos. Para os médicos veterinários, a clínica médica é uma prática importante, pois trata do diagnóstico e tratamento de doenças, atuando, também, na área de saúde pública, ao combater zoonoses, promovendo a interação entre o profissional veterinário e a sociedade. Independente da especialidade do médico veterinário, essas práticas fazem parte de sua rotina.

Saiba mais

Saiba como interpretar leucograma

O leucograma é uma parte do exame de sangue, que avalia os leucócitos ou glóbulos brancos, responsáveis pela imunidade do animal. Este exame indica o número de basófilos, eosinófilos, linfócitos e monócitos presentes no sangue. Os resultados do leucograma podem ajudar o médico veterinário a interpretar doenças.

Saiba mais

Técnicas anestésicas locais em bovinos

A anestesia faz parte da rotina veterinária e é importante para os bovinos. Em termos técnicos, a anestesia consiste na aplicação de medicamentos para eliminar ou aliviar a dor em um local ou de forma generalizada, de modo que seja possível realizar procedimentos cirúrgicos. Cabe ao médico veterinário avaliar o animal e definir qual a melhor forma de aplicação em cada caso.

Saiba mais

Material da cama para pintinhos: você saberia escolher bem?

Nas últimas décadas, pudemos observar nitidamente um salto no desenvolvimento da avicultura brasileira, consequência de intensas pesquisas nas áreas de sanidade, nutrição, melhoramento genético, entre outros. Esse avanço permitiu que muitas questões que antes não recebiam a devida importância por parte dos produtores passassem a ser encaradas com seriedade. O manejo dos pintinhos é um exemplo disso, pois deixou de ser considerado algo simples e, nos dias atuais, é reconhecido como um fator decisivo para se obter animais de alta produção.

Saiba mais

Diagnóstico gestacional em éguas: como realizar essa etapa do manejo reprodutivo?

Alguns dias após submeter a égua à inseminação artificial ou cobertura pelo garanhão, entra em vigor uma etapa do manejo reprodutivo fundamental não só para a saúde do animal e do feto, quanto para os negócios: o diagnóstico de gestação.

Saiba mais

Estro em leitoas: como diagnosticar?

Nas fêmeas suínas, a puberdade é caracterizada pelo primeiro cio produtivo ou o processo de ovulação. Ocorre em torno de 135 dias de idade. A partir da puberdade as fêmeas passam a ser monitoradas. Nesse momento, suinocultores e veterinários responsáveis devem formar lotes de animais com cio em período semelhante.

Saiba mais

Atlas: primeira vértebra cervical dos mamíferos. Saiba mais!

A primeira vértebra do pescoço dos mamíferos é denominada atlas. Todos os mamíferos possuem sete vértebras cervicais e o osso atlas é a primeira vértebra dessa sequência. A vértebra atlas articula-se com a cabeça na parte cranial dos animais. Em direção à causa, o osso atlas articula-se com as próximas vértebras cervicais.

Saiba mais

Como avaliar o esôfago de um cão? Com inspeção e palpação!

Como avaliar o esôfago de um cão? Com inspeção e palpação do esôfago cervical, técnicas que permitem ao Médico Veterinário visualizar externamente aumentos de volume e outras alterações visíveis no esôfago. A palpação ocorre a partir da glote e desce pelo esôfago. Durante esta ação, o médico deve sentir se existe algum tipo de massa ou corpo estranho que dificultando a passagem do alimento no animal. O exame também demonstra o nível de sensibilidade do animal na região do esôfago.

Saiba mais

Os laticínios, cooperativas e o Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite

O objetivo do Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite é aproximar produtores e indústria, visando maior desenvolvimento para o setor produtivo e segurança para o consumidor. Esse plano faz parte da gestão de qualidade e está incluído no autocontrole realizado pelo laticínio ou pela cooperativa.

Saiba mais

Necropsia: características anatômicas e fisiológicas das aves

O estudo das características anatômicas e fisiológicas das aves se torna importante devido aos impactos que todas as peculiaridades têm, tanto sobre a parte clínica quanto sobre a produção desses animais. “A necropsia objetiva demonstrar as técnicas mais comuns na avicultura e apresentar as características físicas e anatômicas dessa categoria animal”,

Saiba mais

O que é o Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite exigido pela IN 77?

O Plano de Qualificação de Fornecedores de Leite presente na IN 77 faz parte da gestão de qualidade e está incluído no autocontrole realizado pelo laticínio, portanto, sua elaboração, implantação e execução são de total responsabilidade do laticínio. Dessa forma, cabe ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e aos seus técnicos apenas acompanhar e fiscalizar a execução do Plano.

Saiba mais

O fator Luz nas fases de cria e recria de galinhas poedeiras

Ao se trabalhar com cria e recria de aves, é preciso pensar em alguns pontos, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. São eles: I- Até 9 semanas, as aves são refratárias hormonalmente à luz. Dessa forma, nos dois primeiros dias de chegada da pintainha, são necessárias 23-24 horas de luz para que elas se adaptem aos círculos de proteção e ao ambiente. A partir daí, utiliza-se luz natural até a 9a semana de vida.

Saiba mais

Exame ultrassonográfico em animais: como fazer

De acordo com os ensinamentos da Profa. Sâmara Turbay Pires, “no exame ultrassonográfico, o animal deve ser colocado à direita do veterinário e a mão esquerda da pessoa vai trabalhar no aparelho de ultrassom”. Para demonstração, veja, a seguir, a avaliação da parte abdominal de um cão.

Saiba mais

Criação de suínos: a maternidade exige dois ambientes distintos

A maternidade é a fase mais sensível da produção de suínos cuja instalação utilizada para o parto e fase de lactação das porcas deve ser construída atentando-se para os detalhes. Qualquer erro na construção poderá trazer graves problemas, como de umidade (empoçamento de fezes e urina), esmagamento de leitões e extremos de calor ou frio que provocam alta mortalidade de leitões.

Saiba mais

Esgotamento de inóculo: como realizar esse método de isolamento de microrganismos?

O método de isolamento de microrganismos é denominado Esgotamento do Inóculo, cujo objetivo é formar uma colônia pura a partir de uma única célula de determinado microrganismo.

Saiba mais

Anestesia loco-regional para descorna bovina: como realizar este procedimento?

A descorna é a remoção cirúrgica do processo cornual em bovinos já adultos. A presença do processo cornual é uma característica que diferencia bovinos de equinos. Todas as vezes que se deseja remover o processo, é necessário fazer o bloqueio do ramo cornual que faz parte do nervo zigomático temporal.

Saiba mais

Estomatite em bovinos: você conhece essa afecção do sistema digestivo?

Estomatites são alterações (inflamações) que acometem a mucosa oral dos bovinos, podendo ocorrer em diversas partes como língua (glossite), palato (palatite) e gengiva (gengivite).

Saiba mais

Produção de leite: quais são os custos dessa atividade?

A produção de leite está diretamente relacionada com o consumo alimentar dos animais. Essa produção precisa vir de nutrientes que serão absorvidos no trato gastrointestinal do animal, passando por diversas reações bioquímicas, até chegar à glândula mamária. A partir disso serão formados precursores do leite, responsáveis pelo produto final de qualidade.

Saiba mais

Doença no rebanho: como verificar o comportamento dessa doença?

Quando um animal fica doente, a primeira coisa a ser ponderada é se ele adoeceu em isolamento ou a partir do contato com locais diferentes ou outros animais/populações. Um animal adquirido em um leilão, por exemplo, pode levar para a propriedade uma doença que ainda não existia lá.

Saiba mais

VET Profissional: dicas para vestir os equipamentos cirúrgicos

Para a preparação de cirurgias em cães e gato, é imprescindível estar atento a vários procedimentos, que serão fundamentais para garantir que não haja qualquer tipo de contaminação ao animal por parte do veterinário. Após reunir a equipe, dentre outros procedimentos, é necessário vestir alguns equipamentos cirúrgicos.

Saiba mais

Eritrograma? Você sabe o que significa?

O hemograma tem como objetivo avaliar a saúde geral do animal. O exame é composto por três partes principais, a saber: eritrograma, leucograma e trombograma.

Saiba mais

Exérese de glândulas salivares: você conhece este procedimento?

A exérese nada mais é do que a remoção cirúrgica de partes estranhas ou doentes do corpo. A exérese das glândulas salivares, nos casos veterinários, é geralmente recomendada quando, estando os ductos salivares obstruídos, cistos se formam devido ao acúmulo de saliva, ou quando há lesões glandulares ou dos ductos em virtude de traumas que geram o extravasamento da saliva. Esses traumas acontecem frequentemente por brigas entre os animais, que mordem uns aos outros na região do pescoço.

Saiba mais

Adestrar ou não o cãozinho? Qual a importância do adestramento?

Grande parte dos donos de cães acha que não é necessário adestrá-los, mas, certamente, esta não é a melhor conduta para quem possui um cão.

Saiba mais

Febre maculosa? Como ocorre a transmissão dessa doença?

A febre maculosa é uma doença causada pela bactéria Rickettsia Gram-, cujo vetor são os carrapatos do gênero Amblyommas da família Ixodidae. No Brasil, a maior parte dos casos acontece na região sudeste.

Saiba mais

Necropsia em gatos: como fazer a avaliação das mucosas?

Na necropsia é feita uma análise detalhada do cadáver, tanto na parte externa como interna. O exame externo nada mais é que uma avaliação detalhada da superfície do cadáver. Trata-se da primeira fase da necropsia em que informações relevantes são coletadas para elucidar a causa mortis do animal.

Saiba mais

Indicadores de saúde: qual a importância dessa ferramenta?

“Os indicadores mostram a situação de saúde de um grupo populacional em determinado local e período a partir de observações, de dados quantitativos ou literatura”, explica Marcelo Dias da Silva, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Mestre em Agroquímica e Doutor em Zootecnia.

Saiba mais

Receba Mais Informações