Guias de Capacitação do Veterinários. Clique e baixe!

Resultados da busca para "patologia geral histopatologia"

Anestesia geral: características, aplicação, vantagens e desvantagens

Anestesia geral injetável é a administração de fármacos anestésicos de forma injetável com o objetivo de alcançar os pilares da anestesiologia, tais quais: inconsciência, relaxamento muscular, analgesia e estabilidade autonômica. As características ideais de uma anestesia injetável são: ser solúvel em água; ser estável em solução aquosa; estar presente em concentrações adequadas;

Saiba mais

Anestesia geral injetável em animais: quais são as vantagens e desvantagens?

A Anestesia geral injetável é a administração de fármacos anestésicos de forma injetável com o objetivo de alcançar os pilares da Anestesiologia, a saber: • Inconsciência. • Relaxamento muscular. • Analgesia. • Estabilidade autonômica.

Saiba mais

Acrobustite em bovinos: você conhece essa patologia? Sabe qual o tratamento?

A acrobustite é uma patologia muito comum à raça de touros zebuínos, que possuem a característica fisiológica de apresentar o prepúcio longo.

Saiba mais

Hérnia umbilical em potros? Conheça a Herniorrafia!

O procedimento de herniorrafia em potros é realizado sempre que o animal jovem ou recém-nascido apresenta a patologia de hérnia umbilical. Esta, por sua vez, ocorre devido a ausência de fechamento adequado da musculatura abdominal ventral. Essa má formação propicia o desenvolvimento de um ponto anatomicamente frágil no corpo do potro, permitindo a passagem do conteúdo oriundo da cavidade abdominal para o espaço subcutâneo.

Saiba mais

Exame dermatológico em gatos? Prepare-se com as dicas abaixo!

O exame dermatológico em gatos é, geralmente, um exame difícil de o médico veterinário realizar. “Gatos não gostam da inspeção, pois incomoda bastante o animal”, afirma Prof.ª Dr.ª Waleska de Melo Ferreira Dantas, Doutora em Patologia Clínica Animal pela Universidade Federal de Viçosa - UFV.

Saiba mais

O que saber sobre a captação de água no meio rural?

Geralmente na zona rural não há água disponível pela rede pública. Diante disso, a questão da fonte dentro na propriedade para fornecimento de água é muito importante, explica Prof. Marcelo Dias da Silva, do VET Profissional. Na escolha do manancial, deve-se analisar as opções e características de cada tipo: • Se fornecerá água em quantidade suficiente, mesmo em período de escassez; • Lago e represas: fornecimento durante a seca; rios: suscetível a contaminações, se passa por alguma cidade e se recebe dejetos de indústrias.

Saiba mais

Aves em estado crítico: o que o veterinário deve fazer?

As aves quando chegam em clínicas, geralmente, já se encontram em estado crítico. “Elas são pacientes diferentes, não são como os cães e os gatos, porque mascaram os sinais clínicos de doenças. Devido a isso, os seus responsáveis normalmente não percebem quando elas começam a adoecer e a doença se agrava”, explica Letícia Bergo Coelho Ferreira, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário: conheça as vantagens e as desvantagens da TIVA

TIVA é a sigla para Total Intravenous Anesthesia (Anestesia Venosa Total em português – AVT). É uma técnica que se baseia na aplicação do anestésico geral injetável tanto para a indução da anestesia quanto para sua manutenção, explica Prof. Luís Eugênio Franklin Augusto, do VET Profissional.

Saiba mais

Garrotilho ou adenite equina: você sabe o que é?

Entre as principais afecções que acometem o sistema respiratório dos equinos, destaca-se o garrotilho, que também é chamada de adenite equina ou linfoadenite equina. Trata-se de uma patologia de difícil controle e para a qual ainda não há vacinas eficazes. Essa doença possui alta morbidade e baixa letalidade: os animais ficam doentes por um período, apresentando estado febril, e deixam de comer e de crescer.

Saiba mais

Semiologia tegumentar em gatos: quais os cuidados necessários para realizar esse exame?

O exame dermatológico em gatos é, geralmente, um exame difícil de o médico realizar. Gatos não gostam da inspeção, pois incomoda bastante o animal. Tal fato exige paciência e determinação do Médico Veterinário, bem como auxílio do proprietário sempre que possível.

Saiba mais

Alterações radiográficas associadas à claudicação e a patologias no tarso dos equinos

Na rotina de atendimento médico veterinário, na área de grandes animais, é muito comum ocorrer queixas relacionadas ao sistema locomotor dos equinos.

Saiba mais

Degeneração hidrópica: você sabe o que é?

Conceituação de degeneração hidrópica: lesão celular reversível caracterizada por acúmulo de eletrólitos (principalmente Na+) e de água no interior da célula, tornando-a tumefeita.

Saiba mais

Suspeita de câncer no animalzinho? Qual exame solicitar? Citologia ou histopatologia?

O câncer deriva da palavra karkinos que, no grego, significa caranguejo. Esta é uma analogia à forma pouco delimitada e infiltrativa dos diversos tumores cancerígenos.

Saiba mais

Exérese de glândulas salivares: você conhece este procedimento?

A exérese nada mais é do que a remoção cirúrgica de partes estranhas ou doentes do corpo. A exérese das glândulas salivares, nos casos veterinários, é geralmente recomendada quando, estando os ductos salivares obstruídos, cistos se formam devido ao acúmulo de saliva, ou quando há lesões glandulares ou dos ductos em virtude de traumas que geram o extravasamento da saliva. Esses traumas acontecem frequentemente por brigas entre os animais, que mordem uns aos outros na região do pescoço.

Saiba mais

Melanina? Melanócito? Melanose? Entenda o que são estes termos

A melanina é um pigmento endógeno, cuja cor varia do castanho ao negro, sendo amplamente encontrada em animais e plantas. O acúmulo de melanina é a melanose.

Saiba mais

Responda rápido: o que é calcificação patológica?

A calcificação patológica também pode ser denominada de mineralização patológica, pois junto ao cálcio se deposita muitas vezes magnésio, fósforo e uma série de outros íons.

Saiba mais

O que é edema? Quais são os mecanismos que levam à sua formação?

Edema é o acúmulo de líquido no tecido intercelular (intersticial), nos espaços ou nas cavidades do corpo. É resultado do aumento da quantidade de líquido no meio extracelular, sendo externo ao meio intravascular.

Saiba mais

Linfócitos: você, estudante de medicina veterinária, sabe o que é inflamação linfocitária?

Quando se trata de inflamação linfocitária é importante reconhecer as células sanguíneas do sistema hematopoiético.

Saiba mais

Inflamação crônica do tipo granulomatosa: você sabe o que é?

A inflamação crônica do tipo granulomatosa ou do tecido de granulação é considerada uma inflamação “proliferativa” ou “produtiva”, pois sempre levará a uma hiperplasia do tecido conjuntivo da lesão e também a uma considerada angiogênese.

Saiba mais

Quer obter carcaças de qualidade? Conheça a avaliação por indicadores de composição quantitativa!

A avaliação de carcaça é uma técnica utilizada para caracterizar e classificar o produto final, melhorando consequentemente a sua qualidade. Vários fatores influenciam nesse processo, e, por conta disso, foram desenvolvidos alguns métodos de avaliação, os quais são divididos em indicadores de composição qualitativas e quantitativas.

Saiba mais

Cólica espasmódica em equinos: entenda as causas dessa afecção

Quando se trata de cólica em equinos, na maioria das vezes, as pessoas se assustam e têm medo, pois dependendo do motivo, pode levar o animal a óbito. Por isso é importância conhecer a causa dessa afecção para conseguir aplicar um tratamento adequado.

Saiba mais

Qual a importância da vacinação de éguas prenhes?

Quando as fêmeas chegam ao criatório e são provenientes de locais onde se realiza a vacinação anual, elas já estão protegidas. Contudo, é comum realizar a vacinação novamente em éguas que chegam ao criatório, dependendo da região e do tipo de enfermidade específica que se pretende combater na localidade do criatório.

Saiba mais

Família Reoviridae: conheça os vírus dessa família de importância veterinária!

A família Reoviridae é composta por 11 gêneros de importância, sendo os principais: Orthoreovirus (de importância principalmente em aves), Rotavirus (pode afetar bezerros, cordeiros, cabritos, suínos, causando diarreias virais) e Orbivirus (causa uma enfermidade muito importante, chamada de “Língua Azul”, muito incidente nos ovinos e que pode acometer várias espécies, de forma mais moderada); estes dois últimos possuem mais relevância para a medicina veterinária no Brasil.

Saiba mais

Como combater cálculos urinários em cães e gatos?

Assim como os seres humanos, os animais também podem sofrer com cálculos urinários, que são bem parecidos aos nossos. Esse material sólido é formado, geralmente, por sais minerais, com elementos como o cálcio, o magnésio, a amônia, o fósforo e carbonatos. A consistência do cálculo e a composição são similares a do calcário.

Saiba mais

FeLV: A doença infecciosa felina que mais mata no Brasil

FeLV é a sigla para Leucemia Viral Felina (do inglês “Feline Leukemia Virus”), doença infectocontagiosa não zoonótica mais relacionada à doença clínica e à mortalidade de felinos no Brasil. Seu nome popularmente é acompanhado pela sigla de outra infecção, a FIV, mas é importante que o médico veterinário esclareça aos tutores que não existe a doença “FIV/FeLV” (embora o animal possa ser diagnosticado com as duas), pois são patologias diferentes, com sinais clínicos distintos.

Saiba mais

Precisando fazer exame de urina em éguas? Saiba como!

A coleta de urina em éguas é feita por meio da cateterização vesical ou sondagem vesical. É importante, como primeira medida para a realização do procedimento, fazer a assepsia da vulva para retirar resíduos de fezes e evitar a contaminação ao introduzir a sonda na uretra dos equinos.

Saiba mais

O que é possível diagnosticar observando a pele animal?

A pele é o maior órgão do corpo, tanto em extensão quanto em volume. Ela reflete a saúde dos animais e constitui a principal barreira física, química e microbiana do organismo contra as contaminações do ambiente. Dentre as alterações possíveis de se observar na pele podemos mencionar: Problemas endócrinos; Problemas nutricionais;

Saiba mais

Aleitamento artificial em potros: saiba quando indicar

O uso de aleitamento artificial na criação de potros ocorre quando éguas com baixo escore corporal apresentam pouca produção de leite, sendo necessário administrar uma complementação aos potros, afirma Fabiana Garcia Christovão, Doutora em Medicina Veterinária na área de Patologia Animal.

Saiba mais

Veterinário: você sabe o que é Bioeletrogênese?

O meio intracelular é carregado negativamente devido a altas quantidades de proteínas existentes dentro das células. O meio extracelular é carregado positivamente devido à abundância de moléculas iônicas, principalmente eletrólitos, predominantes fora das células. Dessa forma, há diferença de potencial elétrico existente no interior e no exterior das células. De modo geral, as células apresentam potencial elétrico em torno de 90 miliwolts.

Saiba mais

Fisiologia das células ajuda a identificar quadros clínicos patológicos nos animais

A compreensão acerca da fisiologia das células nos ajuda a identificar quadros clínicos patológicos nos animais. “Na célula animal há o citoplasma e na célula vegetal essa estrutura é denominada de protoplasma”, afirma Profª. Waleska de Melo Ferreira Dantas, do VET Profissional. Ambos apresentam estruturas importantes para a sobrevivência ou multiplicação das células.

Saiba mais

Mosca do Chifre: um dos parasitas que mais causam prejuízo à pecuária

Um dos parasitas que mais causam prejuízo à pecuária de corte ou de leite é a mosca de chifre. Sua população aumenta rapidamente com o início do período de chuvas e causa grande irritação nos animais, que ficam inquietos, tentando espantá-las. “As moscas, geralmente, ficam na região da cernelha, próximo ao pescoço dos animais. Têm preferência por animais de pelagem preta, principalmente machos inteiros”, explica Prof. Leonardo Cotta Quintão, do VET Profissional.

Saiba mais

Necrose celular: qual a diferença entre a necrose coagulativa e a necrose liquefativa?

“Uma célula que sofre agressão, ou degenera, ou se adapta para se tornar mais forte, ou morre. A morte celular, para a patologia refere-se à necrose celular”, explica João Paulo Machado, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Hipocalcemia em vacas: você conhece essa doença?

A hipocalcemia, também conhecida como febre do leite, hipocalcemia pós-parto, paresia puerperal ou febre vitular, é uma disfunção neuromuscular progressiva caracterizada pela diminuição na concentração plasmática do cálcio, acometendo mais as vacas leiteiras. Geralmente ocorre no período de transição, uma vez que esse período demanda muito cálcio do organismo do animal.

Saiba mais

Anestesia local e regional em cães e gatos: por que usar?

“A língua ou palato de um animal, quando não examinadas, podem deixar patologias passarem despercebidas”, explica Fernando Fernandes, professor do VET Profissional. O exame oral detalhado, nesse caso, só é possível em um paciente anestesiado e, para isso, o indicado é a utilização da anestesia local e regional.

Saiba mais

Pigmentação patológica em animais: você sabe o que é?

Pigmentos são substâncias estranhas que se depositam no “organismo” e que apresentam colorações características. Podem ou não provocar uma reação inflamatória.

Saiba mais

Equino apresentando o jarrete do membro pélvico direito edemaciado: quais exames necessários para detectar a enfermidade?

“O exame físico geral deve sempre ser realizado em animais atendidos a campo com queixas de problemas no sistema locomotor, pois muitas vezes cursam com episódios crônicos de dor”, explica Lorena Chaves Monteiro, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Equinos: como diagnosticar doenças do sistema nervoso?

O exame semiológico do sistema nervoso começa com a avaliação geral do animal, desde a identificação, anamnese e histórico de vacinações e vermifugações, dando atenção ao estado mental do animal, sua postura, alterações anatômicas e de ambulações.

Saiba mais

Exame coproparasitológico e análise macroscópica das fezes: quais características desejadas?

O exame coproparasitológico é aquele que obtém informações importantes sobre o trato gastrointestinal, a partir da análise das fezes do paciente. “A partir desse exame conseguimos detectar parasitas, hemorragias, corpos estranhos, dieta, bacteriologia, material glandular’’, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal.

Saiba mais

Mecânica respiratória: Sr. Veterinário, vamos recordar?

A mecânica respiratória explica como as pressões ocorrem dentro do pulmão para propiciar as trocas gasosas. “O sistema nervoso central é quem regula as pressões e propicia o ritmo da respiração”, explica Waleska de Melo, Médica Professora e professora do VET Profissional, Doutora em Patologia Clínica Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Interação medicamentosa na veterinária: entenda como ocorre esse evento

“A interação medicamentosa é quando existe a necessidade da utilização de dois ou mais fármacos juntos dentro de um mesmo composto (medicamento) ou quando se precisa utilizar dois grupos de medicamentos diferentes ou ainda dois medicamentos de um mesmo grupo farmacológico”, explica Waleska de Melo Ferreira Dantas, professora do VET Profissional, Mestre em Medicina Veterinária e Doutora em Patologia Clínica Animal.

Saiba mais

Formas farmacêuticas: vamos conhecer alguns componentes presentes nos medicamentos?

A forma farmacêutica é o medicamento pronto, inserido em um dos três estados: sólido, líquido ou semissólido. “Esta forma possui apresentação de acordo com as características químicas, físicas e de absorção do princípio ativo para que atue beneficamente no organismo do animal”, explica Waleska de Melo Ferreira Dantas, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestre em Medicina Veterinária e Doutora em Patologia Clínica Animal.

Saiba mais

Eritrograma? Você sabe o que significa?

O hemograma tem como objetivo avaliar a saúde geral do animal. O exame é composto por três partes principais, a saber: eritrograma, leucograma e trombograma.

Saiba mais

Sistema sensorial de animais domésticos: como ocorre o processamento da informação sensorial?

O sistema nervoso é composto pelo sistema nervoso central e sistema nervoso periférico. “O correto processamento da informação sensorial pelos órgãos dos sentidos ocorre por meio da interação entre ambos os sistemas. Essa interação é fundamental para a sobrevivência dos animais no meio em que vivem”, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Vai preparar um meio de cultura para microrganismos? Veja as principais exigências nutricionais desses seres

Os microrganismos apresentam diversidade metabólica e diferentes exigências nutricionais. Entretanto, pode-se dizer que as necessidades básicas da maioria dos microrganismos estão concentradas nos seguintes elementos, conforme relata Emilene Campos Galvão, Professora do VET Profissional, que é Pós-doutora em Inspeção de Produtos de Origem Animal, Doutora e Mestre em Microbiologia Agrícola:

Saiba mais

Paciente equino com alteração na locomoção? Quais exames físicos específicos devem ser feitos?

Ao se receber um equino apresentando alterações no padrão de locomoção, com relatos de pioras gradativas, o médico veterinário deve inicialmente realizar um exame físico geral. Após essa primeira etapa de exames, passamos para os exames específicos.

Saiba mais

Cystoisospora: você conhece esse tipo de afecção?

Geralmente, as infeções por Cystoisospora ocorrem em animais jovens, associadas a situações estresse, deficiências sanitárias, doenças concomitantes ou subnutrição.

Saiba mais

Eritrócitos de aves: vamos conhecer suas características morfológicas?

A morfologia dos eritrócitos varia de acordo com a espécie animal. Dentre as características morfológicas dos eritrócitos das aves, podemos citar: • As aves possuem eritrócitos nucleados. • São células elípticas, com citoplasma. O núcleo é centralizado. • O núcleo cora-se de roxo e o citoplasma de rosa-alaranjado, mantendo uma textura uniforme. • A cromatina nuclear fica mais condensada com a idade do animal. Nas aves, a cromatina nuclear funciona como um diferenciador entre aves mais novas e aves velhas.

Saiba mais

Morfologia bacteriana: você sabe classificar as bactérias morfologicamente?

Bactérias são organismos unicelulares formados por células procariontes. Apresentam estruturas essenciais, comuns a todas as espécies, entretanto há grupos que apresentam estruturas específicas.

Saiba mais

Sistema tampão e o equilíbrio ácido-base: vamos conhecer?

O equilíbrio ácido-base consiste em manter o pH fisiológico do sangue próximo a 7,4. “Esse equilíbrio é de extrema importância para o correto funcionamento do organismo, uma vez que várias são as funções biológicas envolvidas em sua regulação”, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Leucograma: você sabe a importância desse exame na avaliação do estado de saúde do animal?

O leucograma faz parte do hemograma e corresponde à avaliação das células brancas, chamadas leucócitos, responsáveis pela defesa ou segurança imunológica do organismo dos animais.

Saiba mais

Infecção do trato urinário em animais domésticos

A infecção do trato urinário (ITU) é uma doença frequente em cães, geralmente causada por bactérias, mas podendo também acontecer pela presença de fungos e vírus no organismo do animal.

Saiba mais

Produção de calor pelo organismo animal: vamos entender?

“A temperatura, apesar de estar na faixa de normalidade para o organismo, pode variar tanto durante o dia quanto durante a noite, dependendo da característica da espécie”, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Inquéritos populacionais: você sabe o que é?

O inquérito populacional é um levantamento epidemiológico, geralmente amostral, feito em uma população através de coleta de dados. Fornece dados de prevalência ou de portadores em dada comunidade ou rebanho.

Saiba mais

Disfunções plaquetárias em animais domésticos: você sabe do que se trata?

As plaquetas desempenham funções hemostáticas e não hemostáticas, que são extremamente importantes, pois atuam na reparação dos tecidos do organismo além da reparação do endotélio vascular.

Saiba mais

Microrganismos encontrados no corpo de um animal é sinal de doença?

Os microrganismos são ubíquos, isto é, estão presentes em todas as áreas, seja no solo, no ar, na pele, no cabelo e em todos os ambientes. Mesmo aqueles em que, muitas vezes, se imagina nem haver vida, há a presença de microrganismos. O corpo humano, por exemplo, é todo colonizado por microrganismos.

Saiba mais

Hemorragias em animais domésticos: você sabe classificar os tipos de hemorragias?

João Paulo Machado, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Doutor em Medicina Veterinária – Patologia Animal, explica que “a hemorragia consiste na saída de sangue do espaço vascular”, e são classificadas em rexe, quando há ruptura da parede vascular decorrente de traumas ou toxinas; e diapedese, quando não há ruptura da parede vascular, podendo ocorrer por um aumento de pressão dentro do leito vascular (capilares sanguíneos) ou vasodilatação significativa.

Saiba mais

Quais são os principais tipos de medicamentos que atuam no sistema cardiovascular de animais domésticos?

As cardiopatias são anormalidades congênitas ou adquiridas, decorrentes de defeitos estruturais, infecciosos, degenerativos, inflamatórios e genéticos. Assim, as drogas que atuam sobre o sistema cardiovascular enquadram-se em quatro grandes grupos: anticoagulantes, anti-hipertensivos, vasodilatadores e antiarrítmicos. Veja a seguir as características de alguns destes grupos, conforme explica Waleska de Melo Ferreira Dantas, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestre em Medicina Veterinária e Doutora em Patologia Clínica Animal.

Saiba mais

Morfologia de aves não convencionais: conheça as características dos tipos de leucócitos desses animais

Quanto à função, os leucócitos desempenham os mesmos papéis nas espécies domésticas e não convencionais, ou seja, fazem parte da imunidade do animal constituindo-se em células de defesa que participam dos processos de imunidade no organismo.

Saiba mais

Vírus: conheça esse microrganismo responsável por diversas doenças

Os vírus são organismos acelulares, possuidores de uma estrutura formada basicamente por proteínas e ácido nucleico. Esse microrganismo não se desenvolve em um meio de cultura. É preciso que haja um organismo hospedeiro, pois ele é um parasita obrigatório.

Saiba mais

Manejo de aves criadas em cativeiro: o que um veterinário deve saber?

A classe das aves possui grande variação e se diferencia tanto no aspecto morfológico quanto no alimentar e comportamental. É de extrema importância que o clínico conheça o manejo adequado de cada classe e o objetivo da criação para identificar as estratégias de manejo ou possíveis falhas no manejo quando a ave apresenta alguma patologia.

Saiba mais

Coleta de sêmen de suínos: como realizar esse procedimento?

Geralmente, os machos chegam à granja aos cinco meses de idade. Já aos seis meses de idade estão maduros sexualmente. Nessa fase, produzem espermatozoides em quantidade significativa e recebem o treinamento para a coleta de sêmen.

Saiba mais

Pesquisa de hematozoários: como coletar amostra sanguínea na ponta da orelha em equinos?

A pesquisa de hematozoários é também chamada de pesquisa de hemoparasitas ou hematoscopia. Trata-se de uma pesquisa que engloba parasitas que vivem na corrente sanguínea dos animais domésticos, a saber: protozoários, bactérias, vírus ou vermes.

Saiba mais

Sr. Veterinário: entenda o que é enzima catalase!

A ação da enzima catalase é a transformação do peróxido de hidrogênio em duas moléculas de água e oxigênio. 2 H2O2 => 2 H2O + O2

Saiba mais

Síndrome cólica em equinos: você sabe o que é?

A síndrome cólica em equinos é uma das afecções gastrointestinais mais comuns na clínica de equinos. As cólicas podem acontecer em diferentes graus, o que determinará sua forma de controle. No geral, pode ser: Leves: controlada por AINES Moderadas: controlada por AINES + a2 agonistas Graves: controlada por a2 agonistas + opioides

Saiba mais

O que é saúde única? Vamos entender!

Há muito tempo já se sabe que condições ambientais inadequadas, frequentemente provocadas pelo próprio homem, afetam a saúde humana e animal por favorecerem a proliferação de microrganismos nocivos. Também é de conhecimento geral que muitas doenças veterinárias podem afetar o homem e vice-versa, provocando surtos, epidemias e até mesmo pandemias.

Saiba mais

Linfadenite caseosa em ovinos: você conhece essa enfermidade?

As doenças bacterianas são uma grande preocupação na criação animal, uma vez que as bactérias são microrganismos geralmente persistentes, exigindo tratamento medicamentoso intenso.

Saiba mais

Atenção, veterinários! Vocês sabem o que é hemostasia?

O termo “equilíbrio dinâmico” é importante, pois se refere a um tipo de processo fisiológico e ininterrupto que perdura por toda a vida dos animais.

Saiba mais

Suspeita de afecção no trato urinário do animal? Quais são os exames iniciais que o médico veterinário deve realizar?

Ao se deparar com um animal com suspeita de afecção no trato urinário, deve ser feito tanto o exame físico geral (sistema orgânico como um todo), quanto o específico (incluem técnicas semiológicas).

Saiba mais

Anestesia geral: características, aplicação, vantagens e desvantagens

Anestesia geral injetável é a administração de fármacos anestésicos de forma injetável com o objetivo de alcançar os pilares da anestesiologia, tais quais: inconsciência, relaxamento muscular, analgesia e estabilidade autonômica. As características ideais de uma anestesia injetável são: ser solúvel em água; ser estável em solução aquosa; estar presente em concentrações adequadas;

Saiba mais

Anestesia geral injetável em animais: quais são as vantagens e desvantagens?

A Anestesia geral injetável é a administração de fármacos anestésicos de forma injetável com o objetivo de alcançar os pilares da Anestesiologia, a saber: • Inconsciência. • Relaxamento muscular. • Analgesia. • Estabilidade autonômica.

Saiba mais

Acrobustite em bovinos: você conhece essa patologia? Sabe qual o tratamento?

A acrobustite é uma patologia muito comum à raça de touros zebuínos, que possuem a característica fisiológica de apresentar o prepúcio longo.

Saiba mais

Hérnia umbilical em potros? Conheça a Herniorrafia!

O procedimento de herniorrafia em potros é realizado sempre que o animal jovem ou recém-nascido apresenta a patologia de hérnia umbilical. Esta, por sua vez, ocorre devido a ausência de fechamento adequado da musculatura abdominal ventral. Essa má formação propicia o desenvolvimento de um ponto anatomicamente frágil no corpo do potro, permitindo a passagem do conteúdo oriundo da cavidade abdominal para o espaço subcutâneo.

Saiba mais

Exame dermatológico em gatos? Prepare-se com as dicas abaixo!

O exame dermatológico em gatos é, geralmente, um exame difícil de o médico veterinário realizar. “Gatos não gostam da inspeção, pois incomoda bastante o animal”, afirma Prof.ª Dr.ª Waleska de Melo Ferreira Dantas, Doutora em Patologia Clínica Animal pela Universidade Federal de Viçosa - UFV.

Saiba mais

O que saber sobre a captação de água no meio rural?

Geralmente na zona rural não há água disponível pela rede pública. Diante disso, a questão da fonte dentro na propriedade para fornecimento de água é muito importante, explica Prof. Marcelo Dias da Silva, do VET Profissional. Na escolha do manancial, deve-se analisar as opções e características de cada tipo: • Se fornecerá água em quantidade suficiente, mesmo em período de escassez; • Lago e represas: fornecimento durante a seca; rios: suscetível a contaminações, se passa por alguma cidade e se recebe dejetos de indústrias.

Saiba mais

Aves em estado crítico: o que o veterinário deve fazer?

As aves quando chegam em clínicas, geralmente, já se encontram em estado crítico. “Elas são pacientes diferentes, não são como os cães e os gatos, porque mascaram os sinais clínicos de doenças. Devido a isso, os seus responsáveis normalmente não percebem quando elas começam a adoecer e a doença se agrava”, explica Letícia Bergo Coelho Ferreira, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário: conheça as vantagens e as desvantagens da TIVA

TIVA é a sigla para Total Intravenous Anesthesia (Anestesia Venosa Total em português – AVT). É uma técnica que se baseia na aplicação do anestésico geral injetável tanto para a indução da anestesia quanto para sua manutenção, explica Prof. Luís Eugênio Franklin Augusto, do VET Profissional.

Saiba mais

Garrotilho ou adenite equina: você sabe o que é?

Entre as principais afecções que acometem o sistema respiratório dos equinos, destaca-se o garrotilho, que também é chamada de adenite equina ou linfoadenite equina. Trata-se de uma patologia de difícil controle e para a qual ainda não há vacinas eficazes. Essa doença possui alta morbidade e baixa letalidade: os animais ficam doentes por um período, apresentando estado febril, e deixam de comer e de crescer.

Saiba mais

Semiologia tegumentar em gatos: quais os cuidados necessários para realizar esse exame?

O exame dermatológico em gatos é, geralmente, um exame difícil de o médico realizar. Gatos não gostam da inspeção, pois incomoda bastante o animal. Tal fato exige paciência e determinação do Médico Veterinário, bem como auxílio do proprietário sempre que possível.

Saiba mais

Alterações radiográficas associadas à claudicação e a patologias no tarso dos equinos

Na rotina de atendimento médico veterinário, na área de grandes animais, é muito comum ocorrer queixas relacionadas ao sistema locomotor dos equinos.

Saiba mais

Degeneração hidrópica: você sabe o que é?

Conceituação de degeneração hidrópica: lesão celular reversível caracterizada por acúmulo de eletrólitos (principalmente Na+) e de água no interior da célula, tornando-a tumefeita.

Saiba mais

Suspeita de câncer no animalzinho? Qual exame solicitar? Citologia ou histopatologia?

O câncer deriva da palavra karkinos que, no grego, significa caranguejo. Esta é uma analogia à forma pouco delimitada e infiltrativa dos diversos tumores cancerígenos.

Saiba mais

Exérese de glândulas salivares: você conhece este procedimento?

A exérese nada mais é do que a remoção cirúrgica de partes estranhas ou doentes do corpo. A exérese das glândulas salivares, nos casos veterinários, é geralmente recomendada quando, estando os ductos salivares obstruídos, cistos se formam devido ao acúmulo de saliva, ou quando há lesões glandulares ou dos ductos em virtude de traumas que geram o extravasamento da saliva. Esses traumas acontecem frequentemente por brigas entre os animais, que mordem uns aos outros na região do pescoço.

Saiba mais

Melanina? Melanócito? Melanose? Entenda o que são estes termos

A melanina é um pigmento endógeno, cuja cor varia do castanho ao negro, sendo amplamente encontrada em animais e plantas. O acúmulo de melanina é a melanose.

Saiba mais

Responda rápido: o que é calcificação patológica?

A calcificação patológica também pode ser denominada de mineralização patológica, pois junto ao cálcio se deposita muitas vezes magnésio, fósforo e uma série de outros íons.

Saiba mais

O que é edema? Quais são os mecanismos que levam à sua formação?

Edema é o acúmulo de líquido no tecido intercelular (intersticial), nos espaços ou nas cavidades do corpo. É resultado do aumento da quantidade de líquido no meio extracelular, sendo externo ao meio intravascular.

Saiba mais

Linfócitos: você, estudante de medicina veterinária, sabe o que é inflamação linfocitária?

Quando se trata de inflamação linfocitária é importante reconhecer as células sanguíneas do sistema hematopoiético.

Saiba mais

Inflamação crônica do tipo granulomatosa: você sabe o que é?

A inflamação crônica do tipo granulomatosa ou do tecido de granulação é considerada uma inflamação “proliferativa” ou “produtiva”, pois sempre levará a uma hiperplasia do tecido conjuntivo da lesão e também a uma considerada angiogênese.

Saiba mais

Quer obter carcaças de qualidade? Conheça a avaliação por indicadores de composição quantitativa!

A avaliação de carcaça é uma técnica utilizada para caracterizar e classificar o produto final, melhorando consequentemente a sua qualidade. Vários fatores influenciam nesse processo, e, por conta disso, foram desenvolvidos alguns métodos de avaliação, os quais são divididos em indicadores de composição qualitativas e quantitativas.

Saiba mais

Cólica espasmódica em equinos: entenda as causas dessa afecção

Quando se trata de cólica em equinos, na maioria das vezes, as pessoas se assustam e têm medo, pois dependendo do motivo, pode levar o animal a óbito. Por isso é importância conhecer a causa dessa afecção para conseguir aplicar um tratamento adequado.

Saiba mais

Qual a importância da vacinação de éguas prenhes?

Quando as fêmeas chegam ao criatório e são provenientes de locais onde se realiza a vacinação anual, elas já estão protegidas. Contudo, é comum realizar a vacinação novamente em éguas que chegam ao criatório, dependendo da região e do tipo de enfermidade específica que se pretende combater na localidade do criatório.

Saiba mais

Família Reoviridae: conheça os vírus dessa família de importância veterinária!

A família Reoviridae é composta por 11 gêneros de importância, sendo os principais: Orthoreovirus (de importância principalmente em aves), Rotavirus (pode afetar bezerros, cordeiros, cabritos, suínos, causando diarreias virais) e Orbivirus (causa uma enfermidade muito importante, chamada de “Língua Azul”, muito incidente nos ovinos e que pode acometer várias espécies, de forma mais moderada); estes dois últimos possuem mais relevância para a medicina veterinária no Brasil.

Saiba mais

Como combater cálculos urinários em cães e gatos?

Assim como os seres humanos, os animais também podem sofrer com cálculos urinários, que são bem parecidos aos nossos. Esse material sólido é formado, geralmente, por sais minerais, com elementos como o cálcio, o magnésio, a amônia, o fósforo e carbonatos. A consistência do cálculo e a composição são similares a do calcário.

Saiba mais

FeLV: A doença infecciosa felina que mais mata no Brasil

FeLV é a sigla para Leucemia Viral Felina (do inglês “Feline Leukemia Virus”), doença infectocontagiosa não zoonótica mais relacionada à doença clínica e à mortalidade de felinos no Brasil. Seu nome popularmente é acompanhado pela sigla de outra infecção, a FIV, mas é importante que o médico veterinário esclareça aos tutores que não existe a doença “FIV/FeLV” (embora o animal possa ser diagnosticado com as duas), pois são patologias diferentes, com sinais clínicos distintos.

Saiba mais

Precisando fazer exame de urina em éguas? Saiba como!

A coleta de urina em éguas é feita por meio da cateterização vesical ou sondagem vesical. É importante, como primeira medida para a realização do procedimento, fazer a assepsia da vulva para retirar resíduos de fezes e evitar a contaminação ao introduzir a sonda na uretra dos equinos.

Saiba mais

O que é possível diagnosticar observando a pele animal?

A pele é o maior órgão do corpo, tanto em extensão quanto em volume. Ela reflete a saúde dos animais e constitui a principal barreira física, química e microbiana do organismo contra as contaminações do ambiente. Dentre as alterações possíveis de se observar na pele podemos mencionar: Problemas endócrinos; Problemas nutricionais;

Saiba mais

Aleitamento artificial em potros: saiba quando indicar

O uso de aleitamento artificial na criação de potros ocorre quando éguas com baixo escore corporal apresentam pouca produção de leite, sendo necessário administrar uma complementação aos potros, afirma Fabiana Garcia Christovão, Doutora em Medicina Veterinária na área de Patologia Animal.

Saiba mais

Veterinário: você sabe o que é Bioeletrogênese?

O meio intracelular é carregado negativamente devido a altas quantidades de proteínas existentes dentro das células. O meio extracelular é carregado positivamente devido à abundância de moléculas iônicas, principalmente eletrólitos, predominantes fora das células. Dessa forma, há diferença de potencial elétrico existente no interior e no exterior das células. De modo geral, as células apresentam potencial elétrico em torno de 90 miliwolts.

Saiba mais

Fisiologia das células ajuda a identificar quadros clínicos patológicos nos animais

A compreensão acerca da fisiologia das células nos ajuda a identificar quadros clínicos patológicos nos animais. “Na célula animal há o citoplasma e na célula vegetal essa estrutura é denominada de protoplasma”, afirma Profª. Waleska de Melo Ferreira Dantas, do VET Profissional. Ambos apresentam estruturas importantes para a sobrevivência ou multiplicação das células.

Saiba mais

Mosca do Chifre: um dos parasitas que mais causam prejuízo à pecuária

Um dos parasitas que mais causam prejuízo à pecuária de corte ou de leite é a mosca de chifre. Sua população aumenta rapidamente com o início do período de chuvas e causa grande irritação nos animais, que ficam inquietos, tentando espantá-las. “As moscas, geralmente, ficam na região da cernelha, próximo ao pescoço dos animais. Têm preferência por animais de pelagem preta, principalmente machos inteiros”, explica Prof. Leonardo Cotta Quintão, do VET Profissional.

Saiba mais

Necrose celular: qual a diferença entre a necrose coagulativa e a necrose liquefativa?

“Uma célula que sofre agressão, ou degenera, ou se adapta para se tornar mais forte, ou morre. A morte celular, para a patologia refere-se à necrose celular”, explica João Paulo Machado, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Hipocalcemia em vacas: você conhece essa doença?

A hipocalcemia, também conhecida como febre do leite, hipocalcemia pós-parto, paresia puerperal ou febre vitular, é uma disfunção neuromuscular progressiva caracterizada pela diminuição na concentração plasmática do cálcio, acometendo mais as vacas leiteiras. Geralmente ocorre no período de transição, uma vez que esse período demanda muito cálcio do organismo do animal.

Saiba mais

Anestesia local e regional em cães e gatos: por que usar?

“A língua ou palato de um animal, quando não examinadas, podem deixar patologias passarem despercebidas”, explica Fernando Fernandes, professor do VET Profissional. O exame oral detalhado, nesse caso, só é possível em um paciente anestesiado e, para isso, o indicado é a utilização da anestesia local e regional.

Saiba mais

Pigmentação patológica em animais: você sabe o que é?

Pigmentos são substâncias estranhas que se depositam no “organismo” e que apresentam colorações características. Podem ou não provocar uma reação inflamatória.

Saiba mais

Equino apresentando o jarrete do membro pélvico direito edemaciado: quais exames necessários para detectar a enfermidade?

“O exame físico geral deve sempre ser realizado em animais atendidos a campo com queixas de problemas no sistema locomotor, pois muitas vezes cursam com episódios crônicos de dor”, explica Lorena Chaves Monteiro, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Equinos: como diagnosticar doenças do sistema nervoso?

O exame semiológico do sistema nervoso começa com a avaliação geral do animal, desde a identificação, anamnese e histórico de vacinações e vermifugações, dando atenção ao estado mental do animal, sua postura, alterações anatômicas e de ambulações.

Saiba mais

Exame coproparasitológico e análise macroscópica das fezes: quais características desejadas?

O exame coproparasitológico é aquele que obtém informações importantes sobre o trato gastrointestinal, a partir da análise das fezes do paciente. “A partir desse exame conseguimos detectar parasitas, hemorragias, corpos estranhos, dieta, bacteriologia, material glandular’’, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal.

Saiba mais

Mecânica respiratória: Sr. Veterinário, vamos recordar?

A mecânica respiratória explica como as pressões ocorrem dentro do pulmão para propiciar as trocas gasosas. “O sistema nervoso central é quem regula as pressões e propicia o ritmo da respiração”, explica Waleska de Melo, Médica Professora e professora do VET Profissional, Doutora em Patologia Clínica Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Interação medicamentosa na veterinária: entenda como ocorre esse evento

“A interação medicamentosa é quando existe a necessidade da utilização de dois ou mais fármacos juntos dentro de um mesmo composto (medicamento) ou quando se precisa utilizar dois grupos de medicamentos diferentes ou ainda dois medicamentos de um mesmo grupo farmacológico”, explica Waleska de Melo Ferreira Dantas, professora do VET Profissional, Mestre em Medicina Veterinária e Doutora em Patologia Clínica Animal.

Saiba mais

Formas farmacêuticas: vamos conhecer alguns componentes presentes nos medicamentos?

A forma farmacêutica é o medicamento pronto, inserido em um dos três estados: sólido, líquido ou semissólido. “Esta forma possui apresentação de acordo com as características químicas, físicas e de absorção do princípio ativo para que atue beneficamente no organismo do animal”, explica Waleska de Melo Ferreira Dantas, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestre em Medicina Veterinária e Doutora em Patologia Clínica Animal.

Saiba mais

Eritrograma? Você sabe o que significa?

O hemograma tem como objetivo avaliar a saúde geral do animal. O exame é composto por três partes principais, a saber: eritrograma, leucograma e trombograma.

Saiba mais

Sistema sensorial de animais domésticos: como ocorre o processamento da informação sensorial?

O sistema nervoso é composto pelo sistema nervoso central e sistema nervoso periférico. “O correto processamento da informação sensorial pelos órgãos dos sentidos ocorre por meio da interação entre ambos os sistemas. Essa interação é fundamental para a sobrevivência dos animais no meio em que vivem”, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Vai preparar um meio de cultura para microrganismos? Veja as principais exigências nutricionais desses seres

Os microrganismos apresentam diversidade metabólica e diferentes exigências nutricionais. Entretanto, pode-se dizer que as necessidades básicas da maioria dos microrganismos estão concentradas nos seguintes elementos, conforme relata Emilene Campos Galvão, Professora do VET Profissional, que é Pós-doutora em Inspeção de Produtos de Origem Animal, Doutora e Mestre em Microbiologia Agrícola:

Saiba mais

Paciente equino com alteração na locomoção? Quais exames físicos específicos devem ser feitos?

Ao se receber um equino apresentando alterações no padrão de locomoção, com relatos de pioras gradativas, o médico veterinário deve inicialmente realizar um exame físico geral. Após essa primeira etapa de exames, passamos para os exames específicos.

Saiba mais

Cystoisospora: você conhece esse tipo de afecção?

Geralmente, as infeções por Cystoisospora ocorrem em animais jovens, associadas a situações estresse, deficiências sanitárias, doenças concomitantes ou subnutrição.

Saiba mais

Eritrócitos de aves: vamos conhecer suas características morfológicas?

A morfologia dos eritrócitos varia de acordo com a espécie animal. Dentre as características morfológicas dos eritrócitos das aves, podemos citar: • As aves possuem eritrócitos nucleados. • São células elípticas, com citoplasma. O núcleo é centralizado. • O núcleo cora-se de roxo e o citoplasma de rosa-alaranjado, mantendo uma textura uniforme. • A cromatina nuclear fica mais condensada com a idade do animal. Nas aves, a cromatina nuclear funciona como um diferenciador entre aves mais novas e aves velhas.

Saiba mais

Morfologia bacteriana: você sabe classificar as bactérias morfologicamente?

Bactérias são organismos unicelulares formados por células procariontes. Apresentam estruturas essenciais, comuns a todas as espécies, entretanto há grupos que apresentam estruturas específicas.

Saiba mais

Sistema tampão e o equilíbrio ácido-base: vamos conhecer?

O equilíbrio ácido-base consiste em manter o pH fisiológico do sangue próximo a 7,4. “Esse equilíbrio é de extrema importância para o correto funcionamento do organismo, uma vez que várias são as funções biológicas envolvidas em sua regulação”, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Leucograma: você sabe a importância desse exame na avaliação do estado de saúde do animal?

O leucograma faz parte do hemograma e corresponde à avaliação das células brancas, chamadas leucócitos, responsáveis pela defesa ou segurança imunológica do organismo dos animais.

Saiba mais

Infecção do trato urinário em animais domésticos

A infecção do trato urinário (ITU) é uma doença frequente em cães, geralmente causada por bactérias, mas podendo também acontecer pela presença de fungos e vírus no organismo do animal.

Saiba mais

Produção de calor pelo organismo animal: vamos entender?

“A temperatura, apesar de estar na faixa de normalidade para o organismo, pode variar tanto durante o dia quanto durante a noite, dependendo da característica da espécie”, explica Waleska de Melo, Médica Veterinária e professora do VET Profissional, que é Doutora em Patologia Clínica Animal e Mestre em Medicina Veterinária.

Saiba mais

Inquéritos populacionais: você sabe o que é?

O inquérito populacional é um levantamento epidemiológico, geralmente amostral, feito em uma população através de coleta de dados. Fornece dados de prevalência ou de portadores em dada comunidade ou rebanho.

Saiba mais

Disfunções plaquetárias em animais domésticos: você sabe do que se trata?

As plaquetas desempenham funções hemostáticas e não hemostáticas, que são extremamente importantes, pois atuam na reparação dos tecidos do organismo além da reparação do endotélio vascular.

Saiba mais

Microrganismos encontrados no corpo de um animal é sinal de doença?

Os microrganismos são ubíquos, isto é, estão presentes em todas as áreas, seja no solo, no ar, na pele, no cabelo e em todos os ambientes. Mesmo aqueles em que, muitas vezes, se imagina nem haver vida, há a presença de microrganismos. O corpo humano, por exemplo, é todo colonizado por microrganismos.

Saiba mais

Hemorragias em animais domésticos: você sabe classificar os tipos de hemorragias?

João Paulo Machado, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Doutor em Medicina Veterinária – Patologia Animal, explica que “a hemorragia consiste na saída de sangue do espaço vascular”, e são classificadas em rexe, quando há ruptura da parede vascular decorrente de traumas ou toxinas; e diapedese, quando não há ruptura da parede vascular, podendo ocorrer por um aumento de pressão dentro do leito vascular (capilares sanguíneos) ou vasodilatação significativa.

Saiba mais

Quais são os principais tipos de medicamentos que atuam no sistema cardiovascular de animais domésticos?

As cardiopatias são anormalidades congênitas ou adquiridas, decorrentes de defeitos estruturais, infecciosos, degenerativos, inflamatórios e genéticos. Assim, as drogas que atuam sobre o sistema cardiovascular enquadram-se em quatro grandes grupos: anticoagulantes, anti-hipertensivos, vasodilatadores e antiarrítmicos. Veja a seguir as características de alguns destes grupos, conforme explica Waleska de Melo Ferreira Dantas, Médica Veterinária e Professora do VET Profissional, que é Mestre em Medicina Veterinária e Doutora em Patologia Clínica Animal.

Saiba mais

Morfologia de aves não convencionais: conheça as características dos tipos de leucócitos desses animais

Quanto à função, os leucócitos desempenham os mesmos papéis nas espécies domésticas e não convencionais, ou seja, fazem parte da imunidade do animal constituindo-se em células de defesa que participam dos processos de imunidade no organismo.

Saiba mais

Vírus: conheça esse microrganismo responsável por diversas doenças

Os vírus são organismos acelulares, possuidores de uma estrutura formada basicamente por proteínas e ácido nucleico. Esse microrganismo não se desenvolve em um meio de cultura. É preciso que haja um organismo hospedeiro, pois ele é um parasita obrigatório.

Saiba mais

Manejo de aves criadas em cativeiro: o que um veterinário deve saber?

A classe das aves possui grande variação e se diferencia tanto no aspecto morfológico quanto no alimentar e comportamental. É de extrema importância que o clínico conheça o manejo adequado de cada classe e o objetivo da criação para identificar as estratégias de manejo ou possíveis falhas no manejo quando a ave apresenta alguma patologia.

Saiba mais

Coleta de sêmen de suínos: como realizar esse procedimento?

Geralmente, os machos chegam à granja aos cinco meses de idade. Já aos seis meses de idade estão maduros sexualmente. Nessa fase, produzem espermatozoides em quantidade significativa e recebem o treinamento para a coleta de sêmen.

Saiba mais

Pesquisa de hematozoários: como coletar amostra sanguínea na ponta da orelha em equinos?

A pesquisa de hematozoários é também chamada de pesquisa de hemoparasitas ou hematoscopia. Trata-se de uma pesquisa que engloba parasitas que vivem na corrente sanguínea dos animais domésticos, a saber: protozoários, bactérias, vírus ou vermes.

Saiba mais

Sr. Veterinário: entenda o que é enzima catalase!

A ação da enzima catalase é a transformação do peróxido de hidrogênio em duas moléculas de água e oxigênio. 2 H2O2 => 2 H2O + O2

Saiba mais

Síndrome cólica em equinos: você sabe o que é?

A síndrome cólica em equinos é uma das afecções gastrointestinais mais comuns na clínica de equinos. As cólicas podem acontecer em diferentes graus, o que determinará sua forma de controle. No geral, pode ser: Leves: controlada por AINES Moderadas: controlada por AINES + a2 agonistas Graves: controlada por a2 agonistas + opioides

Saiba mais

O que é saúde única? Vamos entender!

Há muito tempo já se sabe que condições ambientais inadequadas, frequentemente provocadas pelo próprio homem, afetam a saúde humana e animal por favorecerem a proliferação de microrganismos nocivos. Também é de conhecimento geral que muitas doenças veterinárias podem afetar o homem e vice-versa, provocando surtos, epidemias e até mesmo pandemias.

Saiba mais

Linfadenite caseosa em ovinos: você conhece essa enfermidade?

As doenças bacterianas são uma grande preocupação na criação animal, uma vez que as bactérias são microrganismos geralmente persistentes, exigindo tratamento medicamentoso intenso.

Saiba mais

Atenção, veterinários! Vocês sabem o que é hemostasia?

O termo “equilíbrio dinâmico” é importante, pois se refere a um tipo de processo fisiológico e ininterrupto que perdura por toda a vida dos animais.

Saiba mais

Suspeita de afecção no trato urinário do animal? Quais são os exames iniciais que o médico veterinário deve realizar?

Ao se deparar com um animal com suspeita de afecção no trato urinário, deve ser feito tanto o exame físico geral (sistema orgânico como um todo), quanto o específico (incluem técnicas semiológicas).

Saiba mais

Receba Mais Informações