Resultados da busca para "sanidade"

Sr. Veterinário: aprenda um pouco mais sobre a sanidade aviária

Os problemas respiratórios em aves levaram algumas empresas a dividir a sanidade aviária em 4 áreas devido à importância que médicos veterinários e produtores devem ter em relação a esses pontos. São elas: proteção entérica, sanidade reprodutiva, sanidade respiratória, sanidade cutânea. “Quando pensamos na moderna linhagem de frangos de corte, dentre os quais a seleção é feita de acordo com aspectos fisiológicos, observamos animais que apresentam rápido crescimento de carcaça com grande volume de deposição muscular”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Sr. Veterinário, saiba mais sobre o Programa Nacional de Sanidade Avícola - PNSA

Devido à importância das doenças tifo aviário e pulorose, o MAPA desenvolveu um Programa Nacional de Sanidade Avícola (PNSA) que possui uma série de normatizações para proteger o plantel avícola nacional, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. Conforme a legislação do PNSA - Plantéis de reprodução devem ter certificação dos núcleos e granjas avícolas livres de Salmonella gallinarum e Salmonella pullorum, e controlados para Salmonella enteritidis e Salmonella typhimurium em todas as unidades da Federação.

Saiba mais

Manejo do botijão criogênico: cuidados simples para inseminações bem-sucedidas

A inseminação artificial é a técnica reprodutiva mais utilizada nas criações equinas atualmente, pois controlar a qualidade do sêmen e a sanidade das éguas é essencial para a obtenção de animais geneticamente superiores. Embora haja muitos aspectos que colaboram para o bom resultado da inseminação, existe um que nem sempre recebe a seriedade merecida: o manejo do botijão criogênico. Manuseá-lo incorretamente ou mantê-lo em condições inadequadas pode inviabilizar as doses de sêmen, gerando perda de tempo e, principalmente, de dinheiro.

Saiba mais

Material da cama para pintinhos: você saberia escolher bem?

Nas últimas décadas, pudemos observar nitidamente um salto no desenvolvimento da avicultura brasileira, consequência de intensas pesquisas nas áreas de sanidade, nutrição, melhoramento genético, entre outros. Esse avanço permitiu que muitas questões que antes não recebiam a devida importância por parte dos produtores passassem a ser encaradas com seriedade. O manejo dos pintinhos é um exemplo disso, pois deixou de ser considerado algo simples e, nos dias atuais, é reconhecido como um fator decisivo para se obter animais de alta produção.

Saiba mais

Como fazer o manejo sanitário do rebanho?

O manejo sanitário é uma questão crucial para a produção orgânica. O produtor orgânico deve considerar a saúde do consumidor, de quem trabalha na produção, do animal, dos insumos, da propriedade e do meio ambiente, como um todo.

Saiba mais

Sr. Veterinário, saiba mais sobre doenças respiratórias em granjas de frangos

A questão respiratória é um dos pontos que mais preocupa a sanidade avícola, seja na criação de pequenos produtores, seja da avicultura industrial. “O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas”, afirma Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Micoplasmose em aves causa grandes perdas econômicas e subclínicas

A micoplasmose causa grandes perdas econômicas, além de perdas subclínicas, pois seu controle é difícil de ser realizado nas granjas, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. Trata-se de uma doença que se tornou alvo do Programa Nacional de Sanidade Avícola – PNSA, por meio da Instrução Normativa SDA nº 44 de 23 de agosto de 2001, que aprovou uma série de normas técnicas para controle e certificação de núcleos e estabelecimentos avícolas em relação à micoplasmose aviária. São elas:

Saiba mais

Água de má qualidade mata muitas galinhas, você sabia?

A qualidade da água a ser consumida é de extrema importância para a sanidade do plantel avícola. “É costume falar que se a água não está boa para consumo humano, também não está boa para consumo animal”, afirma Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Receba Mais Informações