Epidemiologia: qual a sua importância para o médico veterinário?

A premissa básica da epidemiologia é que os agravos à saúde não ocorrem ao acaso na população. Certamente há fatores que contribuem para que a epidemia possa ocorrer e é papel da epidemiologia, através de investigações, descobrir a origem da doença

Epidemiologia: qual a sua importância para o médico veterinário?

A epidemiologia (Epi-: sobre; -demos-: povo ; -logia: estudo) consiste em estudar “aquilo que se abate sobre o povo”: as epidemias. “É função da epidemiologia conhecer detalhadamente as doenças e buscar intervenções. Nesse contexto, a medicina veterinária se insere tanto na saúde pública quanto no controle de doenças em animais”, explica Marcelo Dias da Silva, Médico Veterinário e Professor do VET Profissional, que é Mestre em Agroquímica e Doutor em Zootecnia.

O método epidemiológico permite sanar atrasos e desenvolver a saúde na população. Ele é feito a partir da interpretação de dados e, para isso, necessita de conhecimento de pesquisa de campo e de arquivos.

Muitas vezes, na clínica veterinária, um animal é levado até à clínica para ser observado ou o médico veterinário vai até o local examiná-lo. Existe a preocupação por parte do profissional em fazer um rigoroso exame no animal, mas nem sempre esse procedimento é suficiente.

No método epidemiológico, a doença é analisada em um plano mais amplo, além do indivíduo. A grande questão é que o animal que recebeu atendimento não está isolado do rebanho, pois, na clínica, o paciente é pensado de forma isolada, ele é retirado do contexto populacional. Essa é a grande preocupação do método epidemiológico: É preciso que seja levado em conta que o paciente está inserido em um contexto populacional.

Esse é o grande ponto do método epidemiológico que pode levar à resolução de problemas e identificação das situações de risco. Normalmente, quando se examina o animal individualmente e também inserido no rebanho, é possível perceber outros fatores que podem estar interferindo na manutenção e disseminação da doença.

Quando se trata de uma epidemia, é desafiador compreender os mecanismos e, sobretudo, proteger o coletivo. Muitas das epidemias que já existiram ocorreram na área humana, mas há grandes intervenções de médicos veterinários, inclusive em casos recentes, pois esses profissionais atuam também em saúde pública.

Mesmo os médicos que trabalham com clínica de pequenos animais ou em rebanhos têm uma grande responsabilidade social com a saúde coletiva, pois podem atender pacientes com doença zoonótica. Também na inspeção de alimentos, já que um alimento contaminado pode ser uma causa importante de um problema de saúde pública.


Aprenda mais sobre esse assunto na área Epidemiologia do VET Profissional, com o Prof. Dr. Marcelo Dias da Silva, Doutor em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa e Mestre em Agroquímica também pela Universidade Federal de Viçosa. O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Receba Mais Informações