Estenose aórtica: o que é e como acontece?

A estenose aórtica é uma doença caracterizada pela obstrução parcial da via de saída do ventrículo esquerdo

Estenose aórtica: o que é e como acontece?   VetProfissional

A estenose aórtica é uma doença caracterizada pela obstrução parcial da via de saída do ventrículo esquerdo. Esta enfermidade pode ocorrer nas estenoses subvalvar (mais comum), valvar e supravalvar. “Acontece tanto em animais sem raça definida, quanto nos de raça, porém é mais comum em animais de raças grandes e gigantes, como Golden Retriever, Dogue Alemão, Samoieda, Terra Nova, Boxer, dentre outros”, explica Luiz Eduardo Duarte de Oliveira, Médico Veterinário e Professor do Vet Profissional, que é Mestre em Ciências Veterinárias.

Os animais machos e jovens são os mais acometidos. Porém a evolução clínica do paciente depende da gravidade dessa má formação. Quanto mais acentuada a obstrução cardíaca, maior a pressão dentro do ventrículo esquerdo e maior a hipertrofia e alterações hemodinâmicas.

Sinais clínicos:


Síncope, tosse, edema pulmonar, intolerância ao exercício, e insuficiência cardíaca congestiva esquerda.
Observação: muitos animais são assintomáticos por longos períodos.

Fisiopatogenia da estenose aórtica Artigos VetProfissional

Foto: Fisiopatogenia da estenose aórtica Artigos VetProfissional

Principais complicações que podem ocorrer mediante a doença:


- Sobrecarga do átrio esquerdo.
- Endocardite bacteriana.
- Arritmias atriais e ventriculares.
- Isquemia do miocárdio.
Como achados clínicos encontra-se o sopro cardíaco de ejeção e o pulso hipocinético e tardio.

Os exames que auxiliam no diagnóstico de estenose aórtica são:


- a eletrocardiografia,
- a radiografia torácica e
- o ecocardiograma.

Exames para detecção de cardiomegalia: (A) Radiografia torácica; (B) Ecocardiograma bidimensional Artigos VetProfissional

Foto: Exames para detecção de cardiomegalia: (A) Radiografia torácica; (B) Ecocardiograma bidimensional Artigos VetProfissional

Tratamento:


- Cirúrgico, para dilatação, com cateter balão.
- Βeta-bloqueadores para reduzir o consumo de O2 pelo miocárdio e aumentar a perfusão das coronárias.
- Uso de antibióticos.
- Restrição de exercícios.

Prognóstico:


Variável, dependo da gravidade da enfermidade.


Aprenda mais sobre esse assunto na área Cardiologia de Cães e Gatos do VET Profissional, com o Prof. M. Luiz Eduardo Duarte de Oliveira, Mestre em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal de Lavras (UFLA). O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

Receba Mais Informações