O que é Neonatologia Veterinária?

Essa especialidade veterinária cuida da mãe e dos seus filhotes

O que é Neonatologia Veterinária?   Artigos VetProfissional


Dentro da medicina veterinária são vários os ramos em que o médico veterinário pode se especializar. Pediatria e especialização em equinos, são algumas dessas especializações. Assim como para nós, humanos, também existe uma especialização veterinária que cuida da mãe e observa o comportamento da ninhada: a Neonatologia Veterinária.

Gustavo Carvalho Cobucci e Rodrigo Horta, professores do VetProfissional, explicam que a neonatologia é importante para que se acompanhe o nascimento dos filhotes e, assim, a mortalidade deles seja evitada.

Nos primeiros dias de vida, os filhotes precisam de um cuidado especial e atenção para que sobreviva. Além disso, a mãe também precisa de cuidados para que possa conduzir sua ninhada.

Funções da neonatologia veterinária


Em primeiro lugar está a observação. Ela é fundamental pois, apesar de todos os filhotes terem os mesmos instintos, se comportam de forma diferente. O caminho até a independência dura um mês. Mais ou menos na metade desse período que o filhote abre os olhos e começa a desenvolver a audição.

Com aproximadamente 21 dias, já começam a dar seus primeiros passos e a acompanhar a mãe, passando a copiar seus atos e aprendendo muito com ela. Como consequência, uma mãe que é nervosa transmite o nervosismo aos seus filhos.

Depois, a segunda função é de controlar o peso e o tamanho. O neonatologista deve verificar se os animais estão crescendo e com peso adequado, pois precisam dobrar seu peso duas semanas após o nascimento. Em situação contrária, é preciso verificar alimentação, periodicidade e hidratação. O animal pode apresentar refluxo ou seus irmãos podem estar tomando seu espaço durante a mamada.

Cuidar da higiene é a terceira função dessa especialidade. O local onde os animais ficam precisa ser higienizado, removendo as fezes. Isso ajudará a evitar infecções e doenças. A mãe costuma higienizar o filhote, mas, em casos em que ela não esteja presente, um pano úmido e delicadeza também podem higienizá-lo.

Por último, é preciso avaliar o local onde os animais ficarão: não pode ser tão úmido, para que não gripem e não pode ser tão seco, para que não desidratem. Temperaturas entre 27°C e 32°C são ideais para o local, garantindo uma temperatura corporal nos filhotes de 34°C a 36°C. A ventilação do local também é importante.

Doenças que a neonatologia previne


- Hipoxia neonatal, quando o filhote aspira líquido amniótico durante o parto, podendo causar colapso no trato respiratório;

- Hipotermia do filhote, mais frequente em ninhadas pequenas, quando os animais não conseguem gerar calor entre si;

- Desidratação, em caso de ambiente muito seco ou quando o filhote não está se alimentando corretamente;

- Hipoglicemia, quando o animal apresenta diminuição da glicose no sangue, tendo como principal causa algum problema na mãe.

Aprenda mais sobre Neonatologia, no Curso Clínica Médica de Cães e Gatos, disponível no VetProfissonal, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Fonte: Meus Animais – meusanimais.com.br
por Renato Rodrigues

Receba Mais Informações