Regulação de consumo alimentar em bovinos: entenda como ocorre

O consumo de alimentos precisa ser medido e avaliado diariamente ou rotineiramente dentro das propriedades rurais, uma vez que o animal não consome porcentagem e sim quantidade

Regulação de consumo alimentar em bovinos: entenda como ocorre

O consumo de matéria seca (CMS) é o principal ponto da nutrição bovina. Em um período de 24 horas, os animais de alta produção podem ter problemas para consumir grande quantidade de alimentos, sendo necessário o estímulo.

“Como a eficiência alimentar está relacionada com a quantidade de alimento e de leite produzido, poderá ocorrer um impacto direto na lucratividade do sistema. Os animais mais eficientes para a produção serão aqueles com melhor retorno econômico”, explica Pedro Henrique de Araújo Carvalho, Médico Veterinário e professor do VET Profissional, que é Mestre em Zootecnia. Muitas vezes é necessário o estímulo ao consumo de alimentos por esses animais.

A regulação do consumo alimentar em bovinos pode ser feito através da:

a) Regulação física: relacionada ao enchimento rumenal.

• O rúmen quando cheio exerce efeito negativo no consumo. Para reverter isso, deve ser diminuída a permanência dos alimentos dentro do rúmen.

• Devem ser utilizados alimentos concentrados, que possuam alta taxa de fermentação e que deixam o rúmen através da absorção dos ácidos graxos produzidos ou por taxa de passagem.

• Em dietas mais fibrosas, a fibra precisará ser mais bem trabalhada, diminuindo o tamanho da partícula ou lançando mão de práticas de manejo que estimulem o consumo do animal.

b) Regulação química: relacionado à maior participação de concentrado.

• Na maioria dos monogástricos, a saciedade química é ditada pelas altas concentrações de glicose no sangue.

• Boa parte da glicose será fermentada no rúmen pelas bactérias, não chegando à corrente circulatória.

• Especialmente nos ruminantes, quando na corrente circulatória se alcança níveis elevados de proprionato e acetato, diminui-se o consumo.

Sendo assim, os principais mecanismos que vão ativar o centro da saciedade no sistema nervoso central (SNC) estão relacionados com o enchimento rumenal e a alta concentração do acetato e proprionato na corrente sanguínea.

Os bovinos de leite, especialmente as vacas de alta produção, precisam de maiores consumos que devem ser estabelecido de forma satisfatória. A vaca come muito porque produz muito leite.


Aprenda mais sobre esse assunto na área Nutrição de Bovino Leiteiro do VET Profissional, com o Prof. Dr. Pedro Henrique de Araújo Carvalho, Mestre em Zootecnia – Nutrição animal pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Doutorando em Nutrição de Ruminantes pela mesma universidade. O VET Profissional é a plataforma de aperfeiçoamento mais completa para Médicos Veterinários e estudantes de Veterinária, com milhares de vídeos e centenas de livros digitais, para aprender rápido e salvar mais vidas. Tenha acesso ilimitado a centenas de aulas práticas, cursos online, casos clínicos e casos cirúrgicos na palma da sua mão!

 

Receba Mais Informações