Sr. Veterinário: conheça as dimensões da suinocultura brasileira

O dimensionamento da suinocultura brasileira envolve a estimativa do número de animais produzidos, bem como a movimentação financeira dos elos que formam a cadeia produtiva

Sr. Veterinário: conheça as dimensões da suinocultura brasileira   Artigos VET Profissional

O dimensionamento da suinocultura brasileira envolve a estimativa do número de animais produzidos, bem como a movimentação financeira dos elos que formam a cadeia produtiva, explica Mariana Costa Fausto, professora do VET Profissional.

- Agentes Facilitadores:
Responsáveis pelo registro genealógico, taxas portuárias, que movimentaram gastos da ordem de 1,8 bilhões de reais ao ano.
- Depois da Granja:
São gastos relacionados a indústrias que processam a carne suína, abatedouros, frigoríficos.
- Nas Granjas:
Os gastos na granja estão relacionados com o manejo e a venda da produção representando cerca de 10% da movimentação financeira no setor suinícola.
- Antes das Granjas
Os gastos antes da granja representam a compra de insumos tais como: medicamentos e vacinas, que resultam em um gasto aproximado de 9,5%.

Gráfico - Estimativa da movimentação financeira da cadeia produtiva em 2015


Gráfico - Estimativa da movimentação financeira da cadeia produtiva em 2015. Fonte: ABCS 2016.

Fonte: ABCS 2016

Ao observarmos os ga s tos com insumos necessários à produção, ou seja, no período antes da granja na produção suinícola, o maior destaque é para a alimentação dos suínos, pois 87% do faturamento financeiro dos produtores segue para alimentação animal.

Gráfico - Faturamento estimado da dimensão “antes das granjas” (em %)


Gráfico - Faturamento estimado da dimensão “antes das granjas” (em %)

Fonte: ABCS 2016

Dessa forma, o gasto com alimentação na criação de suínos, principalmente com a compra de grãos de milho e soja, representam 87% do custo de produção. Esse é um valor consideravelmente alto para os produtores. Em relação aos medicamentos e vacinas, é necessário dar destaque à despesa com antimicrobianos com os quais o gasto na granja é de, aproximadamente, 50% do percentual total.

Já as despesas com genética correspondem à compra de sêmen e de animais (machos ou fêmeas) para aprimoramento do plantel. Os gastos com infraestrutura são referentes, em sua maioria, à automatização da produção e despesas gerais com energia elétrica, transporte e combustível.

Aprenda mais sobre o assunto na disciplina - Panorama da Produção de Suínos no Brasil e no Mundo - disponível na Área VET Profissional, a mais moderna ferramenta de capacitação para médicos veterinários e estudantes de veterinária disponível no mercado, com a qual você obterá todos os conhecimentos necessários para garantir o bem-estar dos animais e alcançar êxito em sua profissão.

Receba Mais Informações