Guias de Capacitação do Veterinários. Clique e baixe!

Resultados da busca para "dermatite umida"

Dermatite de dobras cutâneas: você conhece essa doença de pele que acomete os cães? Sabe quais tratamentos indicar?

Conhecida também como intertrigo e piodermite de dobras cutâneas, a dermatite de dobras cutâneas é uma infecção bacteriana muito comum em cães com grande quantidade de dobras corporais cutâneas (Shar-pei, Basset Hound, Dachshund).

Saiba mais

Dermatite canina: saiba tudo sobre essa doença

Um dos problemas mais comuns em pets é a dermatite canina. De forma resumida, a dermatite é uma doença na pele do animal, que provoca coceira, vermelhidão e o surgimento de pequenas feridas. Um dos exemplos mais conhecidos dessa doença é a sarna, mas também há outros como a micose e a escabiose.

Saiba mais

Dermatites fúngicas em cães e gatos: conheça a dermatofitose!

Muitas das dermatites fúngicas são zoonoses, isto é, podem ser transmitidas do animal para o homem e vice-versa, exigindo do veterinário cuidado redobrado no momento de examinar o animal e executar os procedimentos para exames clínicos.

Saiba mais

Cães: alergia e dermatite alérgica

Por andarem em quase todos os locais da casa e terem contato com diversas substâncias, os cães podem facilmente apresentar alergias e dermatite causada por reação alérgica. Essa doença na pele é muito comum e é resultado de uma reação alérgica quando o animal entra em contato com alguma substância alérgena.

Saiba mais

Demodiciose canina: você conhece esse tipo de dermatite parasitária que acomete os cães?

O que são dermatites? Dermatites são inflamações cutâneas que podem gerar vermelhidão, coceira, bolhas, odores ruins, entre outros, que incomodam muito o animal a ponto de provocar lesões mecânicas devido ao ato de coçar.

Saiba mais

Dermatites alérgicas em cães e gatos: como proceder ao receber esses animais no consultório?

Todas as vezes que se abordar um paciente alérgico ou qualquer paciente dermatológico, deve-se realizar o exame de triagem. Logo, o raspado cutâneo parasitológico, raspado cutâneo profundo e cultura fúngica devem ser feitos em todos os casos. Também testes diagnósticos, a fim de avaliar se o animal apresenta infecções secundárias, infecções bacterianas ou leveduriformes, devem ser realizados, pois tais doenças devem ser tratadas antes de se focar nas dermatites alérgicas.

Saiba mais

Otite externa fúngica-bacteriana em cães: como diagnosticar?

A Malassezia é uma espécie de fungo que costuma viver de maneira comensal na pele dos cães, mas pode causar dermatites quando ocorre exagerada proliferação. As causas da otite bacteriana podem ser de cunho alérgico e recorrente ou devido à ação de bactérias oportunistas. “Ambas remetem ao manejo incorreto do paciente durante o banho ou tosa”, explica Fabíola Carolina de Almeida, professora do VET Profissional.

Saiba mais

Dermatofilose em equinos: conheça essa doença que acomete a pele de diversos animais

A dermatofilose é uma doença infectocontagiosa aguda ou crônica. Seu agente etiológico é a bactéria Dermatophilus congolensis, que gera uma dermatite exsudativa, com erupções crostosas e escamosas.

Saiba mais

Receba Mais Informações