Resultados da busca para "fabricacao de racao para aves"

Exame de aves em postura: como fazer?

Quando o avicultor opta pela criação de aves de postura, é possível ter até 18 mil poedeiras por galpão. Assim, como identificar, dentre tantas aves, se alguma delas não está produzindo? Para isso, alguns pontos devem ser observados, como: - As aves produtivas têm crista aquecida, quente ao toque, devido ao alto metabolismo, e uma coloração vermelha levemente pálida, já que o sangue do seu corpo está sendo desviado para a região do oviduto. - O espaço entre pernas deve ser de aproximadamente três dedos, pois os hormônios sexuais dilatam a região dos ossos pélvicos para facilitar a passagem dos ovos.

Saiba mais

Aprenda realizar o exame físico externo para diagnosticar doenças em aves

Os médicos veterinários devem sempre orientar criadores de aves domésticas a nunca ignorarem nenhum sinal de doença observado em sua criação, por menor que ele seja. Em granjas, como o número de animais convivendo muito próximos é elevado, infecções se propagam rapidamente, o que pode ocasionar descarte de plantéis inteiros.

Saiba mais

Veterinário de aves domésticas? Quais aspectos avaliar em granjas com problemas?

O veterinário de aves domésticas será solicitado à granja sempre que o granjeiro ou proprietário perceber algum problema com os animais. No primeiro contato, já é importante que o profissional comece a traçar o histórico, ou anamnese, do animal, verificando todas as características das aves e as condições a que são submetidas, como idade, alimentação, vacinação, condições das instalações granjeiras, qual o quadro suspeito e quando começou a sua observação, entre outros. É necessário que tudo seja devidamente anotado em fichas próprias.

Saiba mais

Quais bactérias do gênero Mycoplasma acometem as aves? Você sabe?

Nem todas as bactérias do gênero Mycoplasma são patogênicas às aves, afirma o Médico Veterinário e Zootecnista Marcelo Dias. As espécies específicas que acometem as aves são Mycoplasma gallisepticum, M. synoviae e M. meleagridis

Saiba mais

Antibióticos errados fazem aves criarem resistência às doenças respiratórias

A utilização errônea e o uso frequente de antibióticos na criação avícola fizeram com que, com o passar do tempo, os galináceos desenvolvessem resistências microbianas às bactérias causadoras de doenças respiratórias recorrentes. Por isso, o Ministério da Agricultura Pecuária e Desenvolvimento (MAPA) passou a realizar o monitoramento do uso de antibióticos na produção avícola brasileira, principalmente em produções dedicadas ao mercado externo. Em diversos países, há uma série de restrições ao consumo de aves que foram medicadas com antibióticos.

Saiba mais

Aves em estado crítico: o que o veterinário deve fazer?

As aves quando chegam em clínicas, geralmente, já se encontram em estado crítico. “Elas são pacientes diferentes, não são como os cães e os gatos, porque mascaram os sinais clínicos de doenças. Devido a isso, os seus responsáveis normalmente não percebem quando elas começam a adoecer e a doença se agrava”, explica Letícia Bergo Coelho Ferreira, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

Problemas com as aves da granja? Por onde o médico veterinário deve começar a investigação?

No primeiro contato com a granja, já é importante que o Médico Veterinário comece a traçar o histórico, ou anamnese, do animal, verificando todas as características das aves e as condições a que são submetidas, como idade, alimentação, vacinação, condições das instalações granjeiras, qual o quadro suspeito e quando começou a sua observação, entre outros. É necessário que tudo seja devidamente anotado em fichas próprias.

Saiba mais

Conheça como se dá a sexagem de aves de linhagens comerciais

Na criação de aves de corte, fêmeas e machos são manejados separadamente, pois elas ficam prontas primeiro para abate, ganhando muita gordura indesejável na carcaça caso fiquem o mesmo tempo que eles nos galpões. Já na criação de aves de postura, apenas são usadas as galinhas, de modo que os machos são descartados. Assim, fica evidente que, para a avicultura industrial, a sexagem é um procedimento essencial que deve ser realizado ainda no incubatório.

Saiba mais

Necropsia: características anatômicas e fisiológicas das aves

O estudo das características anatômicas e fisiológicas das aves se torna importante devido aos impactos que todas as peculiaridades têm, tanto sobre a parte clínica quanto sobre a produção desses animais. “A necropsia objetiva demonstrar as técnicas mais comuns na avicultura e apresentar as características físicas e anatômicas dessa categoria animal”,

Saiba mais

Aprenda a como realizar o exame físico externo para diagnosticar doenças em aves

Os médicos veterinários devem sempre orientar criadores de aves domésticas a nunca ignorarem nenhum sinal de doença observado em sua criação, por menor que ele seja. Em granjas, como o número de animais convivendo muito próximos é elevado, infecções se propagam rapidamente, o que pode ocasionar descarte de plantéis inteiros.

Saiba mais

Para uma granja avícola forte, alimente os pintinhos bem!

Quer uma granja avícola forte? Alimente bem suas aves, principalmente aquelas que recebem suas aves ainda pintinhos, afirma Marcelo Dias da Silva, Médico Veterinário, Mestre em Agroquímica e Doutor em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa.

Saiba mais

O fator Luz nas fases de cria e recria de galinhas poedeiras

Ao se trabalhar com cria e recria de aves, é preciso pensar em alguns pontos, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. São eles: I- Até 9 semanas, as aves são refratárias hormonalmente à luz. Dessa forma, nos dois primeiros dias de chegada da pintainha, são necessárias 23-24 horas de luz para que elas se adaptem aos círculos de proteção e ao ambiente. A partir daí, utiliza-se luz natural até a 9a semana de vida.

Saiba mais

Precisando medicar pássaros? Saiba como proceder por via oral

Para aplicar uma medicação por via oral em aves, pode-se usar uma seringa de precisão, principalmente quando o paciente for uma ave de pequeno porte, para que a dosagem correta não seja ultrapassada. Para aplicações feitas diretamente no inglúvio, são necessárias sondas as quais são introduzidas através do canal oral da ave.

Saiba mais

Veterinário: dicas para identificar a Micoplasmose em galinhas

Nos anos de 1980, o Brasil passou por um grave problema na avicultura, quando foram constatados lotes de aves com problemas de doença crônica respiratória – DCR. Ao se investigar a causa dessa situação, descobriu-se que a micoplasmose era a doença responsável pelo quadro clínico de inúmeras aves.

Saiba mais

Sr. Veterinário: aprenda um pouco mais sobre a sanidade aviária

Os problemas respiratórios em aves levaram algumas empresas a dividir a sanidade aviária em 4 áreas devido à importância que médicos veterinários e produtores devem ter em relação a esses pontos. São elas: proteção entérica, sanidade reprodutiva, sanidade respiratória, sanidade cutânea. “Quando pensamos na moderna linhagem de frangos de corte, dentre os quais a seleção é feita de acordo com aspectos fisiológicos, observamos animais que apresentam rápido crescimento de carcaça com grande volume de deposição muscular”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Pulorose, doença de alta mortalidade em granjas de aves jovens

A pulorose é uma doença causada pela Salmonella pullorum, um bacilo imóvel sem flagelo. Afeta exclusivamente aves, principalmente as jovens, desencadeando a chamada diarreia branca bacilar. “É uma doença de alta mortalidade, que chega a afetar 90% do plantel quando acontece”, explica Prof. Marcelo Dias, do VET Profissional.

Saiba mais

Veterinário dá dicas para a recepção de pintinhos em granjas. Veja!

Na ocasião da chegada das aves à granja, a primeira coisa que o avicultor deve observar é se os pintinhos estão estressados e, às vezes, desidratados, devido à locomoção que, em alguns casos, pode durar até 2 ou 3 dias de viagem de caminhão. É bom lembrar que os pintinhos chegam até a granja transportados em caixas feitas de plástico rígido ou em caixas de papelão que possuem furos para ventilação.

Saiba mais

Doenças respiratórias em galinhas: como surgem

O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas, afirma Marcelo Dias, Professor da Aula 13 - Doenças Bacterianas Respiratórias: Micoplasmose, Pasteurelose e Coriza.

Saiba mais

Cólera aviária: aprenda um pouco sobre essa doença

A pasteurelose também é conhecida como “cólera aviária” devido aos sintomas e índice de mortalidade causados pela bactéria Pasteurella multocida em aves, "que lembra a ação endêmica provocada pelo vibrião do cólera em seres humanos", afirma o Médico Veterinário e Zootecnista Marcelo Dias.

Saiba mais

Sr. Veterinário, saiba mais sobre doenças respiratórias em granjas de frangos

A questão respiratória é um dos pontos que mais preocupa a sanidade avícola, seja na criação de pequenos produtores, seja da avicultura industrial. “O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas”, afirma Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Micoplasmose em aves causa grandes perdas econômicas e subclínicas

A micoplasmose causa grandes perdas econômicas, além de perdas subclínicas, pois seu controle é difícil de ser realizado nas granjas, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. Trata-se de uma doença que se tornou alvo do Programa Nacional de Sanidade Avícola – PNSA, por meio da Instrução Normativa SDA nº 44 de 23 de agosto de 2001, que aprovou uma série de normas técnicas para controle e certificação de núcleos e estabelecimentos avícolas em relação à micoplasmose aviária. São elas:

Saiba mais

Quanto mais luz mais botam as galinhas, você sabia?

Para botar, as aves precisam de boa quantidade e intensidade de luz. Somente assim terão a hipófise e o hipotálamo estimulados para a postura de ovos. “Para poedeiras, a intensidade de luz necessária é de 20 lux (lux é a unidade de medida de intensidade luminosa)”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Quando realizar a eutanásia em granjas avícolas e como fazê-la?

Após o médico veterinário proceder à correta realização da anamnese, é preciso iniciar a necropsia para observar as alterações internas das aves. Para tal, ele deverá escolher tanto animais que estejam aparentemente saudáveis quanto animais que já apresentem o quadro suspeito, tendo o cuidado de evitar, ao máximo, espécimes mortos, pois suas características de autólise poderão se confundir com os processos patológicos.

Saiba mais

Água de má qualidade mata muitas galinhas, você sabia?

A qualidade da água a ser consumida é de extrema importância para a sanidade do plantel avícola. “É costume falar que se a água não está boa para consumo humano, também não está boa para consumo animal”, afirma Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Material da cama para pintinhos: você saberia escolher bem?

Nas últimas décadas, pudemos observar nitidamente um salto no desenvolvimento da avicultura brasileira, consequência de intensas pesquisas nas áreas de sanidade, nutrição, melhoramento genético, entre outros. Esse avanço permitiu que muitas questões que antes não recebiam a devida importância por parte dos produtores passassem a ser encaradas com seriedade. O manejo dos pintinhos é um exemplo disso, pois deixou de ser considerado algo simples e, nos dias atuais, é reconhecido como um fator decisivo para se obter animais de alta produção.

Saiba mais

Programa de luz durante a cria e a recria de galinhas poedeiras

Na fase inicial, são fornecidas 23-24 horas de luz, seguindo até 9 semanas com a luz natural. Na fase de 10 a 17 semanas, aproximadamente, é preciso muito cuidado para que a quantidade de luz necessária seja devidamente atingida sem, contanto, que as aves entrem em postura muito cedo.

Saiba mais

Criação de frangos de corte: dicas para a densidade e cama

A densidade da cama para a criação de frangos de corte diz respeito à quantidade de aves por área de galpão. Densidades menores representam maior conforto e bem-estar para a ave, enquanto que altas densidades representam mais lucro por área. “A cama é um item importante na avicultura, pois seu descuido pode gerar sérios problemas sanitários ao lote”, explica Marcelo Dias, professor do VET Profissional. Dessa forma, a cama precisa ter aspecto seco, sem emplastramentos, e necessita de revolvimentos periódicos.

Saiba mais

Mercado de pets exóticos cresce e pede por médicos veterinários especializados

Estudar sobre pets exóticos ou não convencionais é muito importante para o médico veterinário porque se trata de animais cada vez mais recorrentes nos consultórios. Pode-se conceituá-los como sendo todas as espécies que não são comuns nos domicílios, como algumas aves, répteis e mamíferos que não sejam cão e gato. São animais de estimação interessantes, pois podem se adaptar perfeitamente à presença humana, gostam de carinho e interagem com as pessoas, obviamente que de forma diferente das interações as quais as pessoas estão acostumadas.

Saiba mais

Debicagem: importante processo no manejo de galinhas poedeiras

Um processo importante no manejo das poedeiras é a debicagem, realizado para evitar desperdício de ração, canibalismo e agressividade entre os animais. Esse método, por se tratar de um corte feito no bico das aves, também tem sido muito questionado pelos ativistas do bem-estar animal, mas ainda é bastante utilizado nas granjas.

Saiba mais

Exame de aves em postura: como fazer?

Quando o avicultor opta pela criação de aves de postura, é possível ter até 18 mil poedeiras por galpão. Assim, como identificar, dentre tantas aves, se alguma delas não está produzindo? Para isso, alguns pontos devem ser observados, como: - As aves produtivas têm crista aquecida, quente ao toque, devido ao alto metabolismo, e uma coloração vermelha levemente pálida, já que o sangue do seu corpo está sendo desviado para a região do oviduto. - O espaço entre pernas deve ser de aproximadamente três dedos, pois os hormônios sexuais dilatam a região dos ossos pélvicos para facilitar a passagem dos ovos.

Saiba mais

Aprenda realizar o exame físico externo para diagnosticar doenças em aves

Os médicos veterinários devem sempre orientar criadores de aves domésticas a nunca ignorarem nenhum sinal de doença observado em sua criação, por menor que ele seja. Em granjas, como o número de animais convivendo muito próximos é elevado, infecções se propagam rapidamente, o que pode ocasionar descarte de plantéis inteiros.

Saiba mais

Veterinário de aves domésticas? Quais aspectos avaliar em granjas com problemas?

O veterinário de aves domésticas será solicitado à granja sempre que o granjeiro ou proprietário perceber algum problema com os animais. No primeiro contato, já é importante que o profissional comece a traçar o histórico, ou anamnese, do animal, verificando todas as características das aves e as condições a que são submetidas, como idade, alimentação, vacinação, condições das instalações granjeiras, qual o quadro suspeito e quando começou a sua observação, entre outros. É necessário que tudo seja devidamente anotado em fichas próprias.

Saiba mais

Quais bactérias do gênero Mycoplasma acometem as aves? Você sabe?

Nem todas as bactérias do gênero Mycoplasma são patogênicas às aves, afirma o Médico Veterinário e Zootecnista Marcelo Dias. As espécies específicas que acometem as aves são Mycoplasma gallisepticum, M. synoviae e M. meleagridis

Saiba mais

Antibióticos errados fazem aves criarem resistência às doenças respiratórias

A utilização errônea e o uso frequente de antibióticos na criação avícola fizeram com que, com o passar do tempo, os galináceos desenvolvessem resistências microbianas às bactérias causadoras de doenças respiratórias recorrentes. Por isso, o Ministério da Agricultura Pecuária e Desenvolvimento (MAPA) passou a realizar o monitoramento do uso de antibióticos na produção avícola brasileira, principalmente em produções dedicadas ao mercado externo. Em diversos países, há uma série de restrições ao consumo de aves que foram medicadas com antibióticos.

Saiba mais

Aves em estado crítico: o que o veterinário deve fazer?

As aves quando chegam em clínicas, geralmente, já se encontram em estado crítico. “Elas são pacientes diferentes, não são como os cães e os gatos, porque mascaram os sinais clínicos de doenças. Devido a isso, os seus responsáveis normalmente não percebem quando elas começam a adoecer e a doença se agrava”, explica Letícia Bergo Coelho Ferreira, Professora do VET Profissional.

Saiba mais

Problemas com as aves da granja? Por onde o médico veterinário deve começar a investigação?

No primeiro contato com a granja, já é importante que o Médico Veterinário comece a traçar o histórico, ou anamnese, do animal, verificando todas as características das aves e as condições a que são submetidas, como idade, alimentação, vacinação, condições das instalações granjeiras, qual o quadro suspeito e quando começou a sua observação, entre outros. É necessário que tudo seja devidamente anotado em fichas próprias.

Saiba mais

Conheça como se dá a sexagem de aves de linhagens comerciais

Na criação de aves de corte, fêmeas e machos são manejados separadamente, pois elas ficam prontas primeiro para abate, ganhando muita gordura indesejável na carcaça caso fiquem o mesmo tempo que eles nos galpões. Já na criação de aves de postura, apenas são usadas as galinhas, de modo que os machos são descartados. Assim, fica evidente que, para a avicultura industrial, a sexagem é um procedimento essencial que deve ser realizado ainda no incubatório.

Saiba mais

Necropsia: características anatômicas e fisiológicas das aves

O estudo das características anatômicas e fisiológicas das aves se torna importante devido aos impactos que todas as peculiaridades têm, tanto sobre a parte clínica quanto sobre a produção desses animais. “A necropsia objetiva demonstrar as técnicas mais comuns na avicultura e apresentar as características físicas e anatômicas dessa categoria animal”,

Saiba mais

Aprenda a como realizar o exame físico externo para diagnosticar doenças em aves

Os médicos veterinários devem sempre orientar criadores de aves domésticas a nunca ignorarem nenhum sinal de doença observado em sua criação, por menor que ele seja. Em granjas, como o número de animais convivendo muito próximos é elevado, infecções se propagam rapidamente, o que pode ocasionar descarte de plantéis inteiros.

Saiba mais

Para uma granja avícola forte, alimente os pintinhos bem!

Quer uma granja avícola forte? Alimente bem suas aves, principalmente aquelas que recebem suas aves ainda pintinhos, afirma Marcelo Dias da Silva, Médico Veterinário, Mestre em Agroquímica e Doutor em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa.

Saiba mais

O fator Luz nas fases de cria e recria de galinhas poedeiras

Ao se trabalhar com cria e recria de aves, é preciso pensar em alguns pontos, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. São eles: I- Até 9 semanas, as aves são refratárias hormonalmente à luz. Dessa forma, nos dois primeiros dias de chegada da pintainha, são necessárias 23-24 horas de luz para que elas se adaptem aos círculos de proteção e ao ambiente. A partir daí, utiliza-se luz natural até a 9a semana de vida.

Saiba mais

Precisando medicar pássaros? Saiba como proceder por via oral

Para aplicar uma medicação por via oral em aves, pode-se usar uma seringa de precisão, principalmente quando o paciente for uma ave de pequeno porte, para que a dosagem correta não seja ultrapassada. Para aplicações feitas diretamente no inglúvio, são necessárias sondas as quais são introduzidas através do canal oral da ave.

Saiba mais

Veterinário: dicas para identificar a Micoplasmose em galinhas

Nos anos de 1980, o Brasil passou por um grave problema na avicultura, quando foram constatados lotes de aves com problemas de doença crônica respiratória – DCR. Ao se investigar a causa dessa situação, descobriu-se que a micoplasmose era a doença responsável pelo quadro clínico de inúmeras aves.

Saiba mais

Sr. Veterinário: aprenda um pouco mais sobre a sanidade aviária

Os problemas respiratórios em aves levaram algumas empresas a dividir a sanidade aviária em 4 áreas devido à importância que médicos veterinários e produtores devem ter em relação a esses pontos. São elas: proteção entérica, sanidade reprodutiva, sanidade respiratória, sanidade cutânea. “Quando pensamos na moderna linhagem de frangos de corte, dentre os quais a seleção é feita de acordo com aspectos fisiológicos, observamos animais que apresentam rápido crescimento de carcaça com grande volume de deposição muscular”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Pulorose, doença de alta mortalidade em granjas de aves jovens

A pulorose é uma doença causada pela Salmonella pullorum, um bacilo imóvel sem flagelo. Afeta exclusivamente aves, principalmente as jovens, desencadeando a chamada diarreia branca bacilar. “É uma doença de alta mortalidade, que chega a afetar 90% do plantel quando acontece”, explica Prof. Marcelo Dias, do VET Profissional.

Saiba mais

Veterinário dá dicas para a recepção de pintinhos em granjas. Veja!

Na ocasião da chegada das aves à granja, a primeira coisa que o avicultor deve observar é se os pintinhos estão estressados e, às vezes, desidratados, devido à locomoção que, em alguns casos, pode durar até 2 ou 3 dias de viagem de caminhão. É bom lembrar que os pintinhos chegam até a granja transportados em caixas feitas de plástico rígido ou em caixas de papelão que possuem furos para ventilação.

Saiba mais

Doenças respiratórias em galinhas: como surgem

O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas, afirma Marcelo Dias, Professor da Aula 13 - Doenças Bacterianas Respiratórias: Micoplasmose, Pasteurelose e Coriza.

Saiba mais

Cólera aviária: aprenda um pouco sobre essa doença

A pasteurelose também é conhecida como “cólera aviária” devido aos sintomas e índice de mortalidade causados pela bactéria Pasteurella multocida em aves, "que lembra a ação endêmica provocada pelo vibrião do cólera em seres humanos", afirma o Médico Veterinário e Zootecnista Marcelo Dias.

Saiba mais

Sr. Veterinário, saiba mais sobre doenças respiratórias em granjas de frangos

A questão respiratória é um dos pontos que mais preocupa a sanidade avícola, seja na criação de pequenos produtores, seja da avicultura industrial. “O microambiente em que vivem as aves e as condições do galpão, com frequência, favorecem a ocorrência de problemas respiratórios e a proliferação de enfermidades bacterianas”, afirma Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Micoplasmose em aves causa grandes perdas econômicas e subclínicas

A micoplasmose causa grandes perdas econômicas, além de perdas subclínicas, pois seu controle é difícil de ser realizado nas granjas, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional. Trata-se de uma doença que se tornou alvo do Programa Nacional de Sanidade Avícola – PNSA, por meio da Instrução Normativa SDA nº 44 de 23 de agosto de 2001, que aprovou uma série de normas técnicas para controle e certificação de núcleos e estabelecimentos avícolas em relação à micoplasmose aviária. São elas:

Saiba mais

Quanto mais luz mais botam as galinhas, você sabia?

Para botar, as aves precisam de boa quantidade e intensidade de luz. Somente assim terão a hipófise e o hipotálamo estimulados para a postura de ovos. “Para poedeiras, a intensidade de luz necessária é de 20 lux (lux é a unidade de medida de intensidade luminosa)”, explica Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Quando realizar a eutanásia em granjas avícolas e como fazê-la?

Após o médico veterinário proceder à correta realização da anamnese, é preciso iniciar a necropsia para observar as alterações internas das aves. Para tal, ele deverá escolher tanto animais que estejam aparentemente saudáveis quanto animais que já apresentem o quadro suspeito, tendo o cuidado de evitar, ao máximo, espécimes mortos, pois suas características de autólise poderão se confundir com os processos patológicos.

Saiba mais

Água de má qualidade mata muitas galinhas, você sabia?

A qualidade da água a ser consumida é de extrema importância para a sanidade do plantel avícola. “É costume falar que se a água não está boa para consumo humano, também não está boa para consumo animal”, afirma Marcelo Dias, Professor do VET Profissional.

Saiba mais

Material da cama para pintinhos: você saberia escolher bem?

Nas últimas décadas, pudemos observar nitidamente um salto no desenvolvimento da avicultura brasileira, consequência de intensas pesquisas nas áreas de sanidade, nutrição, melhoramento genético, entre outros. Esse avanço permitiu que muitas questões que antes não recebiam a devida importância por parte dos produtores passassem a ser encaradas com seriedade. O manejo dos pintinhos é um exemplo disso, pois deixou de ser considerado algo simples e, nos dias atuais, é reconhecido como um fator decisivo para se obter animais de alta produção.

Saiba mais

Programa de luz durante a cria e a recria de galinhas poedeiras

Na fase inicial, são fornecidas 23-24 horas de luz, seguindo até 9 semanas com a luz natural. Na fase de 10 a 17 semanas, aproximadamente, é preciso muito cuidado para que a quantidade de luz necessária seja devidamente atingida sem, contanto, que as aves entrem em postura muito cedo.

Saiba mais

Criação de frangos de corte: dicas para a densidade e cama

A densidade da cama para a criação de frangos de corte diz respeito à quantidade de aves por área de galpão. Densidades menores representam maior conforto e bem-estar para a ave, enquanto que altas densidades representam mais lucro por área. “A cama é um item importante na avicultura, pois seu descuido pode gerar sérios problemas sanitários ao lote”, explica Marcelo Dias, professor do VET Profissional. Dessa forma, a cama precisa ter aspecto seco, sem emplastramentos, e necessita de revolvimentos periódicos.

Saiba mais

Mercado de pets exóticos cresce e pede por médicos veterinários especializados

Estudar sobre pets exóticos ou não convencionais é muito importante para o médico veterinário porque se trata de animais cada vez mais recorrentes nos consultórios. Pode-se conceituá-los como sendo todas as espécies que não são comuns nos domicílios, como algumas aves, répteis e mamíferos que não sejam cão e gato. São animais de estimação interessantes, pois podem se adaptar perfeitamente à presença humana, gostam de carinho e interagem com as pessoas, obviamente que de forma diferente das interações as quais as pessoas estão acostumadas.

Saiba mais

Debicagem: importante processo no manejo de galinhas poedeiras

Um processo importante no manejo das poedeiras é a debicagem, realizado para evitar desperdício de ração, canibalismo e agressividade entre os animais. Esse método, por se tratar de um corte feito no bico das aves, também tem sido muito questionado pelos ativistas do bem-estar animal, mas ainda é bastante utilizado nas granjas.

Saiba mais

Receba Mais Informações