Guias de Capacitação do Veterinários. Clique e baixe!

Resultados da busca para "necropsia ovino"

Necropsia em ovino: exame externo. Qual a importância?

Você sabia que a necropsia é iniciada com o exame externo, o qual, às vezes, pode ser suficiente para definição do diagnóstico? Nesse exame, é analisado o histórico de vacinação, vermifugação, manejo adotado na propriedade, histórico clínico do rebanho e do cadáver. Esses dados são obtidos com o proprietário do animal e, ou com o médico veterinário responsável, por meio de conversas e registros sanitários.

Saiba mais

Necropsia em ovino: língua, orofaringe e coração. Como é feito o exame desses órgãos?

O exame necroscópico é fundamental para definição ou confirmação de diagnóstico. Entre as etapas de realização dessa técnica destaca-se o exame dos órgãos, a qual é realizada após exame externo do cadáver. O exame dos órgãos é feito de forma minuciosa, e cada órgão é examinado individualmente, observando possíveis processos patológicos.

Saiba mais

Necropsia de ovinos: avaliação da cabeça e remoção do cérebro

Na necropsia, todas as estruturas que compõem o organismo do animal são detalhadamente investigadas em busca de anormalidades que corroborem para elucidação do diagnóstico post mortem. Entende-se como carcaça as estruturas que permanecem após a retirada de todos os órgãos internos do animal, como cabeça, ossos, músculos, cérebro e medula espinhal, e ao realizar a avaliação dessas estruturas, alterações podem representar processos patológicos em outros sistemas orgânicos.

Saiba mais

Ovino intoxicado por ureia? Conheça esse tipo de intoxicação que pode acometer o rebanho

A intoxicação por ureia é causada por níveis elevados de NH3 no sangue que excedem a capacidade tamponante do sistema circulatório. É mais frequente em animais confinados e em animais que recebem suplementação no período de seca.

Saiba mais

Necropsia em suíno: exame externo, como devo começar a necropsia?

Você sabia que a necropsia é iniciada com o exame externo, o qual, às vezes, pode ser suficiente para definição do diagnóstico? Nesse exame, é analisado o histórico de vacinação, vermifugação, manejo adotado na propriedade, histórico clínico do rebanho e do cadáver. Esses dados são obtidos com o proprietário do animal e, ou com o médico veterinário responsável, por meio de conversas e registros sanitários.

Saiba mais

Necropsia em gatos: como fazer a avaliação das mucosas?

Na necropsia é feita uma análise detalhada do cadáver, tanto na parte externa como interna. O exame externo nada mais é que uma avaliação detalhada da superfície do cadáver. Trata-se da primeira fase da necropsia em que informações relevantes são coletadas para elucidar a causa mortis do animal.

Saiba mais

Raiva em ovinos? Saiba como identificar essa doença de alta mortalidade para o rebanho

Para estabelecer o manejo sanitário de forma eficiente é fundamental o conhecer as doenças que ocorrem em determinada região. As doenças virais de alta mortalidade mais comuns em ovinos são raiva e língua azul.

Saiba mais

Quando e como fazer a necropsia em animais?

No que se refere a animais, tanto de produção quanto de estimação, muitas são as causas que podem ceifar a vida desses seres. “A necropsia é, muitas vezes, a única forma de definir a causa mortis, o que, em relação aos animais de trabalho e produção, é importante para trabalhar a prevenção com os outros animais”, explica o Dr. João Paulo Machado, professor do VET Profissional.

Saiba mais

Necropsia de bovinos a campo: como iniciar esse procedimento?

Para realização da necropsia, são utilizadas técnicas específicas de exames. No entanto, antes de iniciar os exames propriamente ditos, deve ser feito o levantamento do histórico clínico do animal, também conhecido como perinecropsia.

Saiba mais

Como iniciar uma necropsia em equino a campo?

O exame necroscópico consiste em realizar um exame detalhado do cadáver do animal com o objetivo principal de investigar a causa da morte, quando esta ainda é uma incógnita, ou para confirmar um diagnóstico.

Saiba mais

Necropsia em suínos: como deve ser feita a análise do coração?

Na necropsia é feita uma análise detalhada do cadáver, tanto da parte externa quanto da parte interna, e envolve exame dos órgãos, da carcaça e de todas as estruturas que compõem o organismo do animal em busca de sinais que possam levar à causa da morte. Nessa investigação também são coletados materiais para análise laboratorial.

Saiba mais

Ovinos: nutrição e alimentação em pasto

A alimentação é a base da criação comercial animal, especialmente de ovinos. Dentre os fatores que potencializam a produção, ela é a mais onerosa e a que exige mais cuidados de manejo diários e por fases da vida do animal. Por isso, o planejamento alimentar evita desperdícios.

Saiba mais

Ovinos em sistema orgânico de produção

Definir qual sistema de produção utilizar na ovinocultura é uma decisão que depende das características da propriedade, do produto que será produzido, se a criação opta pela aquisição de animais ou se a propriedade conta com uma programação de manejo reprodutivo, entre inúmeros outros aspectos. Assim, é preciso conhecer as especificações de cada sistema para entender qual se encaixa melhor em cada realidade.

Saiba mais

Necropsia em gatos: entenda o que deve ser observado ao examinar o fígado de felino

O exame dos órgãos deve ser feito de forma minuciosa, e cada órgão deve ser examinado individualmente, observando possíveis processos patológicos.

Saiba mais

Necropsia: características anatômicas e fisiológicas das aves

O estudo das características anatômicas e fisiológicas das aves se torna importante devido aos impactos que todas as peculiaridades têm, tanto sobre a parte clínica quanto sobre a produção desses animais. “A necropsia objetiva demonstrar as técnicas mais comuns na avicultura e apresentar as características físicas e anatômicas dessa categoria animal”,

Saiba mais

Necropsia em suíno: avaliação da carcaça

Na necropsia, todas as estruturas que compõem o organismo do animal são detalhadamente investigadas em busca de anormalidades que corroborem para elucidação do diagnóstico post mortem.

Saiba mais

Cronologia dentária dos ovinos: conheça as alterações na dentição desses animais

O estudo da cronologia dentária é muito importante quanto pensamos na nutrição dos animais, uma vez que o processo de digestão começa na boca, com a mastigação. Outra importância desse estudo é com relação ao desgaste e nascimento dos dentes, pois através desse podemos estimar a idade do animal.

Saiba mais

Orquiectomia em ovinos: quais os passos desse procedimento?

Realizada por razões diversas, o orquiectomia em ruminantes tem como finalidade evitar que ocorram coberturas indesejáveis, melhorar o sabor da carne, promover o ganho de peso e facilitar o manejo. O sucesso dessa cirurgia está condicionado ao conhecimento do médico veterinário sobre a técnica correta e sobre os procedimentos pré e pós-cirúrgicos.

Saiba mais

Linfadenite caseosa em ovinos: você conhece essa enfermidade?

As doenças bacterianas são uma grande preocupação na criação animal, uma vez que as bactérias são microrganismos geralmente persistentes, exigindo tratamento medicamentoso intenso.

Saiba mais

Necropsia em gatos: conheça as etapas da retirada do monobloco

Para que cada conjunto de órgãos que compõem o monobloco continue preservado, ao proceder a separação das estruturas, é preciso se atentar para os ligamentos e secções que unem os conjuntos de órgãos, fazendo a retirada do monobloco de maneira correta.

Saiba mais

Ovinocultura no Brasil: por que se deve ter atenção às instalações que receberão estes animais?

A criação de ovinos desenvolvida no Brasil, com raras exceções, não aproveita todo o potencial de produção oferecido pelas condições ambientais do país.

Saiba mais

Raças de ovinos de clima tropical: Conheça a raça Morada Nova

Entre as raças de ovinos indicadas para o clima tropical, reconhecidas como nacionais pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, estão Santa Inês, Morada Nova, Rabo Largo, Cariri, Crioula, Somalis Brasileira e Bergamácia Brasileira.

Saiba mais

Reprodução de ovinos: quais características devem ser observadas nas matrizes?

O manejo reprodutivo é um conjunto de práticas e técnicas que têm como objetivo melhorar a eficiência produtiva garantindo fertilidade ao parto, prolificidade e sobrevivência das crias.

Saiba mais

A dictiocaulose em ovinos é uma pneumonia causada por endoparasitas? Sim, vamos recordar!

As endoparasitoses são uma das principais causas da redução de produtividade em criações de pequenos ruminantes. Geralmente, não ocorrem com a presença de um único gênero parasitário, mas sim de forma mista. Por isso, são um desafio para o médico veterinário.

Saiba mais

Criação de ovinos: qual a importância do bem-estar animal?

Já é comprovado que o animal que vive sob condições saudáveis e que o permite expressar seu comportamento natural produz bem mais que o animal submetido a condições ruins, além de seu produto ser de qualidade muito superior. Sendo assim, o produtor só tem a ganhar ao adotar as práticas de bem-estar animal na propriedade.

Saiba mais

Vai vacinar os ovinos? Veja os cuidados necessários com esse medicamento

A vacinação é uma das medidas sanitárias mais negligenciadas na ovinocultura. Isso se deve ao fato de que não há vacinas obrigatórias para ovinos.

Saiba mais

Enterotoxemia em ovinos: você conhece essa doença de alta mortalidade?

Há diversas enfermidades causadas pelo gênero Clostridium. De modo geral, são denominadas de Clostridioses. Dentre as clostridioses, uma que requer atenção é a enterotoxemia.

Saiba mais

Febre aftosa: o que causa essa doença altamente contagiosa?

A febre aftosa é uma doença causada por vírus da família Picornaviridae. Esse vírus é de grande transmissibilidade entre animais, como bovinos, ovinos, caprinos, suínos e outros biungulados selvagens. Causa uma doença vesicular transmissível. Possui alta morbidade e mortalidade moderada em animais jovens, acarretando em perdas econômicas.

Saiba mais

Dermatofilose em equinos: conheça essa doença que acomete a pele de diversos animais

A dermatofilose é uma doença infectocontagiosa aguda ou crônica. Seu agente etiológico é a bactéria Dermatophilus congolensis, que gera uma dermatite exsudativa, com erupções crostosas e escamosas.

Saiba mais

Dissecação da face medial do membro torácico de bovino: como iniciar?

Para realizar a dissecação da face medial do membro torácico, é necessário, em primeiro lugar, observar e realizar o descolamento de músculos que compõem a região do cíngulo escapular.

Saiba mais

Descorna: indicações e técnicas

Muito comum nas criações de bovinos, ovinos e caprinos, a descorna é uma prática que consiste em eliminar os cornos (chifres) dos animais, extraindo-os ou impedindo seu crescimento. Quando realizada em filhotes, também é chamada de mochação.

Saiba mais

Quando realizar a eutanásia em granjas avícolas e como fazê-la?

Após o médico veterinário proceder à correta realização da anamnese, é preciso iniciar a necropsia para observar as alterações internas das aves. Para tal, ele deverá escolher tanto animais que estejam aparentemente saudáveis quanto animais que já apresentem o quadro suspeito, tendo o cuidado de evitar, ao máximo, espécimes mortos, pois suas características de autólise poderão se confundir com os processos patológicos.

Saiba mais

Descorna em animais domésticos: quais as técnicas utilizadas para esse procedimento?

A descorna é um procedimento simples, utilizada em bovinos, ovinos e caprinos, que visa remover ou evitar o surgimento dos cornos, vulgarmente conhecidos como chifres. Por ser frequentemente realizado por leigos em propriedades rurais, pode trazer complicações para os animais.

Saiba mais

Família Reoviridae: conheça os vírus dessa família de importância veterinária!

A família Reoviridae é composta por 11 gêneros de importância, sendo os principais: Orthoreovirus (de importância principalmente em aves), Rotavirus (pode afetar bezerros, cordeiros, cabritos, suínos, causando diarreias virais) e Orbivirus (causa uma enfermidade muito importante, chamada de “Língua Azul”, muito incidente nos ovinos e que pode acometer várias espécies, de forma mais moderada); estes dois últimos possuem mais relevância para a medicina veterinária no Brasil.

Saiba mais

Receba Mais Informações